Arquivo da tag: Drowned World Tour

BLU-RAY MADONNA DROWNED WORLD TOUR

Bluray Madonna Drowned World Tour cover

Sensacional Bluray de uma das mais aclamadas tours de Madonna, “Drowned World Tour”. Alta resolução de imagem, 1080p, widescream, som surround 5.1.

1. Drowned World/Substitute for Love
2. Impressive Instant
3. Candy Perfume Girl
4. Beautiful Stranger
5. Ray Of Light
6. Paradise (Not for Me)
7. Frozen
8. “Open Your Heart” Swell
8. Nobody’s Perfect
9. Mer Girl (Part I)
10. Sky Fits Heaven
11. Mer Girl (Part II)
12. I Deserve It
13. Don’t Tell Me
14. Human Nature
15. The Funny Song
16. Secret
17. Gone
18. Don’t Cry for Me Argentina (Instrumental)
19. Lo Que Siente la Mujer (What It Feels Like for a Girl)
20. La Isla Bonita
21. Holiday
22. Music

Qualquer dúvida, escreva para mvlmoraes@gmail.com ou no Fale Conosco aqui.

 

Bluray Madonna Drowned World Tour

Continue lendo BLU-RAY MADONNA DROWNED WORLD TOUR

A verdade sobre o álbum “Confessions On A Dancefloor”

stuartmadonna

O produtor Stuart Price tem um currículo impressionante, além de estar na acirrada lista de colaboradores regulares de Madonna, tendo trabalhado com ela pela primeira vez na Drowned World Tour, em 2001, e, anos depois, no aclamado álbum Confessions On A Dancefloor, em 2005. Recentemente, Price falou sobre a experiência de criar o álbum, quase uma década depois.

“Antes de criarmos o álbum, eu havia trabalhado com uma cantora chamada Juliet, durante o mês de novembro em Nova York, numa época em que a cidade está morta. Éramos só nós dois focados no trabalho. Logo após, fui direto ao trabalho com Madonna e presume que seria uma experiência muito diferente, mas ela me surpreendeu.

A grande revelação foi o comprometimento dela em evitar o ambiente exagerado e excessivo que eu esperava. Foi totalmente o contrário. Ela ajudou a criar um ambiente no qual parecíamos duas crianças no estúdio. Senti a mesma coisa quando trabalhei com Juliet. Ela era bastante… não quero dizer ‘esperta’, mas foi muito honesta quanto à música. Ela é bastante instintiva em compreender que a dance music vem de uma forma minimalista de trabalho, ao invés de exigir grandes quantias em dinheiro numa produção extravagante.

Passamos cinco ou seis semanas no meu apartamento, com o estúdio no andar de cima. Eu trabalhava em uma faixa da noite pro dia, e ela vinha depois pra gente brincar. Ela gravava melodias e eu tinha ideias, daí ela falava: ‘Beleza, vou pra casa pensar nisso’. Então, ela voltava no dia seguinte, com um verso de Hung Up ou o refrão de Sorry. Daí, eu continuava o trabalho em mais faixas pra manter o processo em andamento. Foi mais um ambiente fluido e quase infantil do que qualquer coisa mais séria.

As pessoas dizem que um álbum terá o som do momento que você vivia. Sei que, com esse álbum, tivemos momentos super produtivos, mas também foi divertido e natural. E acho que ficou perceptível.

É surpreendente que Madonna tenha uma forma tão simples de trabalhar. Eu esperava que ela entrasse com toda a comitiva e bancasse a diva, pelo menos um pouco. Bem, não me entenda mal… creio que, em vários momentos da vida, ela realmente é!

Parabéns Madonna – 55 anos da rainha do pop!

b'day aniversário madonna 55 anos

A rainha do pop Madonna completa mais um ano de vida, 55 anos. Para muitos, este número soa alto demais e é sinônimo de aposentadoria. Para outros, de vitalidade e sinônimo de que há muito o que fazer.

Pois então, Madonna, com toda aquela energia e pique que conhecemos, que, inclusive acabamos de vê-la em exaustivos shows, não dá indícios de que irá parar algum dia. Não faz parte de seu vocabulário o ostracismo, e hoje, uma data que para muitos fãs é especial por se tratar de uma pessoa que nos orgulha por todo trabalho que fez nos últimos 30 anos, merece celebrações em todo mundo, afinal, o aniversário dela é como se fosse o nosso, e, afinal, ela…

– Lançou “Holiday” para podermos cantar a exaustão e declarar feriado mundial;
– Ganhou o apelido de “Material Girl” e virou febre mundial com o álbum “Like A Virgin”;
– Não deu aos fãs o registro da tour “Virgin” em DVD (mas pelo menos o temos em LD ou VHS);
– Madonna disse que ia ter seu bebê e teve e brigou com muita gente por isso, até com o pai, que mandou não se meter;
– Nos faz sonhar até hoje com San Pedro;
– Nos faz lembrar que “Spotlight” tocava 50x ao dia no Xou da Xuxa;
– Causou muita confusão com “Like A Prayer”, quebrou contrato com a Pepsi, tirou vantagem disso depois, afinal, de boba Madonna não tem nada, e contestou o catolicismo;
– Madonna mostrou ao mundo o que era o “Girl Power” muitos anos antes que as Spice Girls;
– Madonna teve o vídeo censurado pela MTV, não se fez de ofendida e tratou de lançá-lo em VHS como o primeiro video-single da história;
– Mostrou para as inimigas como elas deveriam se apresentar na TV após sua performance de “Vogue” no VMA;
– Aliás, tem VOGUE na sua discografia…todo mundo se soltando;
– Lucrou com o próprio corpo num livro sensacional, que bateu recorde de vendas, e tornou-se mais uma referência pop. Aliás, virou dona do próprio nariz e montou sua própria gravadora;
– Veio pela primeira vez ao Brasil em 93, com direito a uma suruba simulada no palco e até “bunda suja”. Ah, antes ela já tinha feito sexo consigo mesma numa cama e enfurecido o vaticano por isso na Blond Ambition Tour;
– Gastou milhões em um belíssimo clipe que é considerado uma obra de arte digna de exposição, “Bedtime Story”;
– Não pediu desculpas por tudo, já que é a sua natureza de humana;
– Madonna compilou suas melhores baladas num CD belíssimo com aquelas fotos Versace;
– Ganhou um globo de ouro de melhor atriz por EVITA e fez a crítica engolir de vez o veneno;
– Madonna ganhou grammys com uma preciosidade discográfica chamado de “Ray Of Light”; e aqueles clipes maravilhosos? Quem nunca andou pela praia a noite e não se sentiu no vídeo de “The Power Of Goodbye”?
– Fez a Marília Gabriela subir as tamancas numa entrevista;
– Tacou um som estranho nas pistas, fez o povo torcer o nariz por alguns segundos e depois todo mundo correu pra pista não resistindo as batidas de “Music”;
– Depois de anos sem tour, Madonna voltou pra estrada com o “Drowned World Tour”, mas antes ela casou e teve seu segundo filho, que hoje até dança com ela;
– Sequestrou uma velhinha, atropelou, assaltou um caixa eletrônica, e teve mais um clipe polêmico proibido na MTV;
– Falou umas verdades para o Bush, peitou os EUA, fez dedinho no clipe e no final, ainda beijou Britney Spears e Christina Aguilera no VMA; ah, e depois saiu em tour que acabou virando um documentário que todos os fãs torcem o nariz porque todos querem o show em DVD. Madonna sempre do contra;
– Mas aí colocou novamente o mundo aos seus pés ao som de “Hung Up” e do álbum “Confessions On A Dancefloor”, quebrando recordes;
– Virou uma ativista de primeiro time e hoje é líder em diversas causas humanitárias;
– Se crucificou em pleno palco numa cruz que vale mais que toda a sua grana e fez uma tour maravilhosa e, claro, a igreja novamente esbravejou;
– Gravou um disco pelas coxas, mas se redimiu com uma nova tour e até passou pelo Brasil e fez as linhas da Time 4 Fun explodirem. Muito alvoroço;
– Conheceu um modelo brasileiro (Jesus Luz), todo mundo falou sobre, e até o colocou pra ser o DJ do vídeo de “Celebration”. Ah, lançou sua quarta coletânea e um DVD com quase todos seus clipes;
– Madonna “Comprou” um país;
– Entre 2009 e 2011, Madonna esteve imersa na produção de seu primeiro longa metragem, W.E., o que a fez não se dedicar ao mundo da música durante o período;
– Deu um tempo na música e voltou com tudo cantando seu hino gay num evento esportivo americano batendo recorde de audiência, não superado pela Beyoncé este ano; Madonna arrasou no Superbow, fato!
– Voltou ao Brasil para divulgar o álbum MDNA que, no fim das contas, não teve divulgação e isso irritou todos os fãs do mundo, mas……….
– Lutou contra o preconceito com pessoas mais velhas, e isso a fez mostrar os mamilos e as nádegas durante performances de sua recente turnê, a MDNA Tour, bem como apresentar um vídeo arrebatador para a canção “Nobody Knows Me”, como interlude de seu show. Neste vídeo, há críticas ferrenhas também a machistas, homofóbicos e políticas de extrema direita, como é o caso de Marine Le Pen. Seu último feito foi criticar duramente o governo russo por ter prendido o grupo Pussy Riot após protesto em capital russa, bem como falar abertamente contra a lei anti propaganda gay de São Petersburgo. E com tudo isso…
– Continuamos loucos por ela, e como ela já disse, ela sempre nos compensa com algo sensacional quando pisa da bola. O MDNA Tour está aí pra provar.

Que venha mais 30 anos cheios de saúde, de energia, de muita música, de vídeos, shows, de quebra de regras, de polêmicas, de escândalos, de ousadias, de atitude, ou seja, de tudo aquilo que somente o a persona MADONNA é capaz de oferecer a sua legião de seguidores, afinal, ela é a única que pode se gabar de completar 55 anos e 30 de carreira no auge, em todos os aspectos, em sua sua triunfante jornada. Ela não é a voz de 3 gerações a toa!

Parabéns, Madonna, pelo aniversário de 55 anos!
Como seu fã, só me resta lhe dar todo meu amor.

Monte Pittman: “American Life é meu álbum favorito”

Madonna

Nós sabemos que Madonna tem bom gosto, mas agora nós também podemos confirmar que sua equipe tem um excelente gosto já que Monte Pittman acabou de declarar que seu álbum favorito é “American Life,”, de 2003.

O guitarrista de Madonna, Monte Pittmann foi entrevistado por Anne-Marie Withenshaw no programa The Beat 92.5 de Montreal no Canadá, em que falou de seu novo álbum solo ”Pain, Love & Destiny’, a MDNA tour e até mesmo um papo metal.

Anne-Marie Withenshaw:  A MDNA Tour acabou de começar sua passagem pela América do Norte algumas noites atrás. Me conte como tem sido isso.

Monte Pittman: O primeiro show foi na Philadelphia para a turnê pela America do Norte. Estava lotado.  Havia pessoas até atrás de nós. Você está lá no palco e olha para trás e vê que havia pessoas em pé atrás de você dançando.  Foi um público maravilhoso, uma excelente forma de começar. Eu queria esperar o máximo que pudesse para ver como seria aquele visual todo, portanto estou pensando na turnê somente musicalmente falando. Todos esses slides e projeções do começo ao fim. É um pouco bizarro o tanto de sotaques diferentes que você atinge numa turnê, ou coisas do gênero, e todos interagem com o que acontece no palco.

Anne-Marie Withenshaw:  Depois de tantas turnês com Madonna, como você descreveria sua relação musical com ela?

Monte Pittman: Cada turnê é única. Todas elas foram ótimas. É difícil compará-las.  Muito da minha função, do que tenho que fazer, acontece no começo de tudo, ajudando, definindo o que pode funcionar ao vivo ou talvez uma música para ela tocar no violão, já que estou lecionando ela a tocar por doze anos.  Esta é a minha colaboração principal. Ás vezes a gente pensa numa música para o violão, como uma versão de alguma canção. Na “Drowned World Tour”, eu sugeri uma versão acústica para What it feels like for a girl. A “Re-Invention” teve algo que fizemos com Burning Up.  Na “Sticky and Sweet” veio Borderline. Cada vez é mais ou menos este meu envolvimento. Estou lá para qualquer coisa que precisarem. Uma das coisas interessantes sobre Madonna é que ela não é do tipo “esta é a sua parte, toque isso”. Nós tocamos juntos e ela utiliza o talento único de todo mundo. Isto meio que cria a coisa toda.

Anne-Marie Withenshaw: No começo do ano, eu falei com Sofia Boutella e ela disse exatamente a mesma coisa. Ela disse que ela sempre faz um imensa banda, uma imensa família. “Nós meio que nos alimentamos dessa energia um do outro.”

Monte Pittman:  Eu acho que este é um dos segredos do sucesso dela. Todo mundo influencia todo mundo e você sempre toma proveito disto.

 Anne-Marie Withenshaw:  Eu amo a história sobre como você foi trabalhar, há quase doze anos atrás, com Madonna. Você estava trabalhando em uma loja de instrumentos em Los Angeles e Guy Ritchie entrou lá para comprar uma guitarra para ela. Adiante, algumas semanas depois você se tornou o professor dela.

Monte Pittman: A história sempre acaba um pouco distorcida, mas é mais ou menos isso mesmo. Eu toquei em meu primeiro show quando eu tinha catorze anos no Texas. Me mudei para Los Angeles na esperança de que minha banda viesse comigo ou de começar uma nova banda ou de fazer algo como músico profissional. Comecei trabalhando nessa loja de guitarras em Hollywood e assim pude conhecer alguns músicos e fazer alguma coisa. Eu tenho que trabalhar com alguma coisa que envolva música.  Mas foi então que eu descobri que não era muito bom nesse negócio de vender. O fato é que, para fazer dinheiro… as melhores guitarras não são as que necessariamente te fazem ganhar mais dinheiro. Eu me demiti da loja e comecei a dar aulas porque muitas pessoas vinham e perguntavam sobre professors de música. Um dos meus primeiros alunos… ele era, ele era assistente de Guy na época e disse assim: ” Preciso de aulas para o meu patrão.” Então eu dirigi até a casa e Madonna estava no jardim da frente brincando com Rocco. Eu estava pensando algo como: “ Onde é que estou me metendo?” E me vejo dizendo: “ Oi, estou aqui para falar com Guy.” Daí então eu comecei  dar aulas para ele e depois para ela. Um mês depois que as aulas começaram, ela me convidou para tocar com ela no The David Letterman Show. Daí pra frente eu continuei lencionando para ela e aí então ela saiu em turnê (Drowned World Tour). Ela disse: “Eu vou precisar de um guitarrista, você quer tocar guitarra para mim?” E estamos juntos desde então.

Anne-Marie Withenshaw: E enquanto ela estiver em turnê, você ficará ao lado dela?  

Monte Pittman:  Se ela me quiser lá, estarei lá. Algumas das músicas do novo album são algumas das minhas músicas favoritas, as melhores que ela já fez em muito tempo: Falling Free, Some Girls, I´m Addicted.

Eu acho que tem muita música boa ali. Um excelente album como um todo. Ele é meio dark e eu gosto disso.  “American Life” é meu album favorite dela. Ele foi meio rejeitado, mas ele também é um pouco dark e eu gosto deste tipo de coisa.

Madonna

Anne-Marie Withenshaw: Você alguma vez se sente como “Ah, eu estava numa super banda de heavy rock e agora toco com Madonna faz doze anos. Isso é doideira.”

Monte Pittman: As pessoas às vezes não entendem que eu faço coisas acústicas, faço rock, todo esse lance de Madonna ou do Prong e elas ficam meio que sem explicação para isso, mas para mim, é somente música. Meu primeiro album é só voz e violão. Meu segundo album, que saiu agora é rock. A ideia é que no meu show, eu tenho um pouco para todo mundo.

Anne-Marie Withenshaw: Que tipo de aluna era Madonna? Como foi dar aulas para ela? Como que ela evoluiu como guitarrista?

Monte Pittman:  Como qualquer pessoa, quanto mais você toca e por mais tempo, melhor você fica. Quando eu comecei a dar aulas para ela, posso te dizer que ela superou minhas expectativas. Assim como ela é em sua carreira, ela repassa todo e qualquer detalhe.

Eu tenho muito orgulho dela, vendo-a tocar em suas tours. Toda vez que vejo sinto orgulho.

Ela está melhorando cada vez mais. Infelizmente para mim pois é menos trabalho individual que tenho que ter com ela. Nesta turnê, quando ela está tocando, nós repassamos cada música de maneira diferente. Você está tocando em arenas e em estádios, o que será que vai funcionar? AC/DC e Kiss, eles não tocam um monte de coisas. São somente cordas que eles tocam e explodem, porque estão tocando para milhares de pessoas. Você tem uma distância imensa de onde o som é criado até o fundo da arena.

Anne-Marie Withenshaw: Seus dois ou três momentos favoritos do show, o que podemos esperar?

Monte Pittman:  Cada um de seus shows parece ter quarto sessões. Você tem que assistir a tudo como um todo. Como um show.  Um show de Madonna não é um concerto que se vê todos os dias. É como se você assistisse a um filme sendo completado, é como estar em um teatro e é como estar mesmo em um concerto.

Anne-Marie Withenshaw:  Eu gostaria de perguntá-lo sobre Pussy Riot. Madonna se pronunciou e foi muito corajosa e impressionante. Vocês tiveram algum feedback delas?

Monte Pittman: Ajudou chamar mais atenção para o caso. Para o que aquelas garotas fizeram, a punição foi totalmente atroz. Espero que mais pessoas reconheçam isso. Uma coisa que você ouviu Madonna dizer em seus shows pela Europa, é algo que temos visto, a intolerância das pessoas parece que vêm crescendo e não dá sinais de ir embora. As coisas ruins começam com intolerância. Se você seguir a História, você pode ou aprender com ela, ou repeti-la.

Obrigado a Gustavo Espeschit pela colaboração.

“Ninguém jamais a superará”, diz o guitarrista Monte Pittman sobre Madonna

Presença constante no palco e no estúdio com Madonna há anos, Monte Pittman falou ao The Jerusalem Post sobre seu trabalho com a rainha do pop.

Madonna e Monte Pittman - MDNA World Tour

Na entrevista, o guitarrista de 37 anos, Monte Pitman, conta como conheceu Madonna e como seu “casamento” com a maior artista de todos os tempos aconteceu. “O momento aconteceu quando fui procurado por um cara que queria ter aulas comigo. Ele tinha acabado de ganhar uma guitarra. O tal cara era Guy Ritchie e sua namorada era ninguém menos que Madonna. Eu nem sabia quem ele era quando eu comecei a ensiná-lo, isso foi antes do lançamento do filme “Snatch” (filme que consagrou o ex-marido de Madonna como diretor).”

As aulas aparentemente deram tão certo que então Guy apresentou Pittman a Madonna, que então também começou a fazer aulas com o guitarrista. Em 2000, Madonna, em divulgação do álbum “Music”, se apresentou no programa de David Latterman e Madonna sentiu-se confiante em tocar o single “Don´t Tell Me” só no violão…mas mesmo os ícones culturais têm seus momentos de insegurança, e então ela chamou Pittman para acompanhá-la.

Assim, em março de 2000, o guitarrista do Texas fez sua primeira apresentação na TV americana ao lado do maior ícone pop de todos os tempos. “Eu realmente pensei que Madonna estava brincando quando me pediu para se apresentar com ela.”

Encantado com a performance, Madonna tão breve convidou Pittman para fazer parte de sua nova banda em sua turnê Drowned World Tour, de 2001 (a primeira desde 1993), e desde então, Pittman está com Madonna até hoje. Nesta quinta, ele estará no palco em Tel Aviv com o MDNA World Tour. Monte Pittman contou ainda que co-escreveu três canções com Madonna em 2009 para o álbum “Celebration”.

Madonna e Monte Pittman no Drowned World Tour, de 2001
Madonna e Monte Pittman no Drowned World Tour, de 2001

Pittman ainda disse que trabalhar com Madonna lhe abriu diversas portas em sua carreira como guitarrista, chegando inclusive a gravar dois álbuns solo e ser o diretor musical do cantor Adam Lambert. Monte acompanhou o ex-american idol até setembro de 2011. “Quando eu estou tocando minha própria música, deixo as coisas acontecerem de modo que eu possa fazer coisas de formas diferentes dependendo de como eu me sinto.”

Mas quando ele está na estrada com Madonna, é certo de que ele não pode fazer mudanças, mas ele não encontra restrições em tudo. “Quando eu estou tocando com Madonna, o que eu faço é trabalhar todos os dias e assumir meu personagem naquele show. Madonna não deixa passar nada. Tudo tem que estar devidamente organizado.”

A banda da turnê, que chegou em Israel no fim de semana, passou por ensaios exaustivos em Nova York liderados pelo diretor musical de Madonna, Kevin Antunes.

De acordo com Pittman, o nível de profissionalismo entre os artistas é o mais alto que ele já viu. “Não há tanta pressão, mas é há muito trabalho. Eu só posso falar por mim, mas eu acho que todo mundo está realmente satisfeito com o resultado de todo este trabalho e o show vai ser ótimo.”

Mesmo Pittman não estar envolvido na escolha de Madonna em começar sua tour em Israel (o mesmo lugar onde a cantora encerrou a tour anterior, “Sticky & Sweet Tour”, em 2009), ele concorda com a afirmação de Madonna ao explicar sua decisão de lançar o MDNA Tour em Israel porque “é o centro de energia do mundo e o que acontece aqui afeta o mundo inteiro”. “Tel Aviv é uma das minhas cidades favoritas, e eu estou realmente animado por estar aqui. Há uma energia diferente que você não sente em outros lugares.”

Pittman também recebe uma explosão de energia por tocar com sua chefe Madonna, que, para ele, é o seu modelo na forma de como se manobra a indústria musical. “É como ter aulas com a melhor professora do mundo. Ninguém jamais a superará. A longevidade de sua carreira e seu catálogo musical oferece uma infinidade de estilos musicais de entretenimento para as pessoas. E para mim, como guitarrista, minha combinação com Madonna é que também sou capaz de produzir um monte de estilos diferentes. E nós sabemos que não se pode ficar na mesma o tempo inteiro. O lance é seguir em frente pois as pessoas seguem em frente, e se você não acompanha a evolução das coisas, você está fora, a não ser que você tenha versatilidade.”
Pittman tem versatilidade – e já sabemos que ele tem a sorte ao seu lado.

Assista ao comercial do show de Madonna 2012 no Rio de Janeiro

Madonna Comercial show Rio de JaneiroMadonna no Rio de Janeiro. A turnê MDNA WORLD TOUR chega ao Brasil em dezembro, Os destinos de Madonna são Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. O primeiro show no Brasil será no dia 1º de dezembro no Parque dos Atletas, no Rio de Janeiro. Dia 4 será a vez dos paulistas verem a cantora no estádio do Morumbi. O último show será em Porto Alegre, no dia 9, no estádio Olímpico. Neste domingo, 29, foi divulgado o comercial oficial anunciando o show no Rio de Janeiro pela TV Globo. Assista logo abaixo.

O estilista e amigo de Madonna, Jean Paul Gaultier, fará os modelitos da nova turnê de Madonna, MDNA, que chega ao Brasil dia 1º de dezembro. Lembram-se do icônico corselet dourado de sutiã pontudo em Blond Ambition, de 1990? Foi ideia de Gautier, que também assinou os modelos de Confessions Tour, Re-Invention Tour e Drowned World Tour. Alguns figurinos também serão da grife Givenchy, do estilista Riccardo Tisci, um apaixonado pelo Brasil. “Eu venero e adoro Gaultier, que vai fazer uma das minhas fantasias e ser uma espécie de consultor de figurinos numa parte do show, com todos os meus dançarinos. Estou muito feliz que ele está fazendo isso, porque ele é um gênio. E eu provavelmente vou usar algo que Riccardo, da Givenchy. Mas o resto vai ser criado pela minha estilista Arianne Phillips”, disse Madonna durante o lançamento do perfume Truth or Dare, ontem (16), em Nova York.

Madonna deixou os fãs bem ansiosos com as novidades do show. “Músicas incríveis, danças inacreditáveis… O time de pessoas com que trabalhei no Super Bowl está trabalhando comigo (foram comparados aos acrobatas do Cirque du Soleil). Será uma festa para olhos e ouvidos”, disse à MTV News. Só para lembrar, Madonna arrebatou a crítica internacional em 12 minutos de apresentação no campeonato de futebol americano levando para o público níveis superlativos de produção e tecnologia: “Quem não foi conquistado por seu show? Os 12 minutos provaram que ela continua original e que superou muitos dos cantores que trabalham hoje e eles tem metade de sua idade”, disse a Forbes; “Desde que Liz Taylor apareceu em Cleópatra a cultura pop não tinha visto um espetáculo em tamanha escala. Isso por si só já bastou para Madonna mostrar sua subversão”, elogiou o New York Daily News.

Madonna já começou os ensaios no Coliseu de Nassau, em Long Island, Nova York, segundo o jornal Newsday. Mais um detalhe: o palco terá uma passarela em formato de V com 30 metros de comprimento (o dobro da turnê anterior).

MADONNA MADWORLD em novo endereço: www.madonnamadworld.com.br

Madonna - Who´s That Girl - Quem É Essa GarotaO MADONNA MADWORLD, o seu site da Madonna presente na internet desde 1998, está de novo endereço: www.madonnamadworld.com.br.

O endereço www.madonnamadworld.com.br, que funcionou por 12 anos, continua por enquanto.

Obs: Como o site mudou de servidor, muitas fotos não estão abrindo. Estamos arrumando os URLs das imagens ainda.

DVD Madonna – Music Especial

DVD Madonna MusicDVD Madonna fase “Music”, trazendo os vídeos da fase, performances ao vivo como no Grammy e Europe Music Awards, o show promo Brixton Academy e entrevistas.

TRACKLIST:

VIDEOS
Music
Music (Censured)
Music (Version2)
American Pie
American Pie (Humpty Mix)
American Pie (Calderone Mix)
Don’t Tell Me
What It Feels Like For A Girl
Paradise (Album Version)
Paradise (Director’s Cut)
Amazing
Time Stood Still
GHV2 Remix Vol.2
GHV2 (Jhony Megamix)
Holiday 2001 (Drowned World Tour Promo)

LIVE

Music (MTV EMA 2000)
Don’t Tell Me (Live Letterman Show)
Music (Top Of The Pops)
Don’t Tell Me (Carramba Show)
Impressive Instant (Live Roseland)
Music (Live Grammy 2001)
Don’t Tell Me (Nulle)
Music (Nulle )

LIVE THE BRIXTON ACADEMY

Impressive Instant, Runaway Lover, Don’t Tell Me, What It Feels Like For A Girl, Holiday, Music

EXTRAS

Interview MTV Latino
Accepting British Awards Video
Making Of What It Feels Like For A Girl
Music (Mad Tv Parody)
Music (Ozzy Osbourne Parody)

dvd madonna music captures 1 dvd madonna music captures 2

Download: Madonna cantando SKY FITS HEAVEN ao vivo

Sim, gravação rara de SKY FITS HEAVEN gravada durante algum ensaio da Drowned World Tour. Nos shows, ela dublou descaradamente a música, uma vez que ela voava no palco e pulava feito louca, impossível de se cantar ao vivo.

Enfim, enjoy yourself. DOWNLOAD.

Veja um trecho do DVD da tournê Drowned World Tour em que Madonna dubla SKY FITS HEAVEN.

 

STICKY & SWEET TOUR está entre as 10 maiores tours de 2008

A tournê de Madonna, Sticky & Sweet Tour, que passou pelo Brasil em dezembro com cinco shows, já é a oitava tournê mais bem-sucedida de todos os tempos antes mesmo dela acabar. Confira.

The following are the 10 biggest tours ever in history:

01. Rolling Stones “A Bigger Bang Tour” (2005-2006) ($558 million)
02. U2 “Vertigo Tour” (2005-2006) ($389 million)
03. The Police “Tour” (2007-2008) ($358 million)
04. Rolling Stones “Bridges To Babylon/No Security Tour” (1997-1999) ($339 million)


05. Rolling Stones “Voodoo Lounge Tour” (1994-1995) ($319 million)
06. Rolling Stones “Licks Tour” (2002-2003) ($300 million)
07. Madonna “Sticky & Sweet Tour” (2008) ($280 million)
08. Bruce Springsteen “Rising Tour” (2002-2003) ($238 million)
09. Bruce Springsteen “E Street Band’s Magic Tour” (2008) ($235 million)
10. Bon Jovi “Tour” (2007-2008) ($210 million)

Madonna está na lista com 280 milhões, sem contar a parte 2

A LIVE NATION divulgou que mais de 1 milhão de ingressos foram vendidos, rendendo mais de 100 milhões de dólares.

280 + 100 = 380 milhões garantidos
(pode arrecadar ainda mais, já que falta Israel)

Ou seja, Madonna não vai entrar apenas no top 5 como os sites divulgaram, SERÁ A SEGUNDA MAIOR TOUR DA HISTÓRIA! E a único artista solo do top 5. Isso sem Japão e Australia.