Arquivo da categoria: Crítica

Rebel Heart Tour em Nova York: Não há ninguém como Madonna

madonna-new-york-madison-square-garden rebel heart tour

No primeiro de dois shows da Rebel Heart Tour na histórica arena, a Rainha traz Amy Schumer, Game Of Thrones, freiras travestis, um ukelele e os melhores sucessos

O álbum Rebel Heart foi atormentado por vazamentos, ela caiu de costas no Brit Awards e as gafes no Instagram lhe deram dor de cabeça. Ao chegar no Madison Square Garden para o quarto show da 10ª turnê (a última sob o contrato de 10 anos e US$120 milhões com a Live Nation), ela veio pra acabar com tudo! Mesmo assim, Madonna sempre dá o melhor de si quando é provocada, quando o instinto assassino que a sustentou ao longo de 30 anos na indústria vem à tona, em uma recusa visceral à derrota.

Continue lendo Rebel Heart Tour em Nova York: Não há ninguém como Madonna

Crítica: Rebel Heart Tour: Madonna mostra porque é a rainha!

madonna rebel heart tour Washington holiday

“Bitch, I’m Madonna”
Esta é uma frase bem conhecida no mais recente espetáculo produzido por ninguém mais do que a Rainha do Pop, Madonna. A veterana de 57 anos provou o status no topo do trono ao apresentar um segmento de clássicos no show da Rebel Heart Tour em Washington, no último dia 12.

Continue lendo Crítica: Rebel Heart Tour: Madonna mostra porque é a rainha!

Madonna e Janet Jackson e os preconceitos contra sexo e idade

madonna e janet jackson preconceito idade

Alguns meses atrás, Madonna foi criticada por igualar os preconceitos contra idade ao racismo e à homofobia. Ela falou sobre isso com a revista Rolling Stone: “Ninguém se atreveria a dizer algo ofensivo a um negro ou postar algo agressivo no Instagram sobre os gays. Mas em relação à minha idade, todo mundo quer dizer algo contra mim. E sempre paro pra pensar: ‘Por que aceita-se isso? Qual a diferença entre isso e o racismo, ou qualquer outra discriminação?’”.

Continue lendo Madonna e Janet Jackson e os preconceitos contra sexo e idade

Ghosttown é o melhor single de Madonna desde 4 Minutes

madonna ghosttown video rebel heart15

No single grudento Ghosttown, Madonna mostra que ainda é humana como todos nós e que acredita no amor, mesmo nos piores momentos. Ela promete ao amante: “Quando tudo cair, quando tudo desabar, serei o seu fogo quando a luz se apagar”, em uma das músicas mais surpreendentes em anos. A faixa retrata como uma emoção como o amor pode mudar alguém e fazê-lo se sentir muito bem por não estar sozinho. Madonna agora vive com tudo, nesta balada carinhosa e compassiva.

Continue lendo Ghosttown é o melhor single de Madonna desde 4 Minutes

Por que Rebel heart é o melhor álbum de Madonna em 10 anos?

madonna rebel heart capa colorida 2

Chris Azzopardi, editor do Q Syndicate (o serviço a cabo LGBT internacional) escreveu uma crítica muito positiva do álbum Rebel Heart. Leia:

Como uma virgem, Madonna é pura outra vez. Purificada das tendências inconvenientes que estragaram trabalhos anteriores – especialmente o juvenil e pecador Hard Candy, e MDNA, melhor, mas ainda assim uma mistura bagunçada – nossa Deusa Abençoada volta ao raio de luz e aplica um novo brilho a um velho som.

Continue lendo Por que Rebel heart é o melhor álbum de Madonna em 10 anos?

Liz Smith sobre REBEL HEART: Madonna jamais será como as outras

MADONNA REBEL HEART LIZ SMITH

“Vivo a vida de maneira masoquista. Ouvindo meu pai dizer: ‘Não disse? Não disse? Por que você não é como as outras garotas?’. E eu disse: ‘Oh, não, não sou assim. E acho que jamais serei’”.

Essas palavras vêm da letra da faixa-título do novo álbum de Madonna, Rebel Heart. Não importa o que ela faça, com quem ela case, transe, e não importa quantos filhos ela tenha ou qual seja a idade, ela jamais será como “as outras garotas”. E mais, aparentemente, Madonna nunca se reconciliará totalmente com o pai. (Uma das músicas mais poderosas dela, juntamente com o clipe, é Oh Father, de 1989).

Continue lendo Liz Smith sobre REBEL HEART: Madonna jamais será como as outras

BRIT AWARDS: Madonna tem que ser super-humana pra sobreviver a tanto abuso

madonna brit awards 2015 living for love

Madonna estava no Brit Awards, apresentando o poderoso single Living For Love, quando tudo aconteceu. “Leve-me aos Céus, deixe que eu caia… me elevou e me observou cair”.

Ela profetizou tudo, e assim aconteceu. Não foi um tropeço ou uma queda. Não foi engraçado; foi horrível e tão brutal que o público ficou em silêncio. Foi o tipo de acidente que quebra pescoços, danifica o cérebro e terroriza os sonhos dos dançarinos do Cirque Du Soleil. A capa Armani que Madonna usava ao se aproximar das escadas estava apertada demais e não saiu quando os dançarinos a puxaram. Ela foi puxada pelo pescoço e caiu de três degraus, aterrissando bruscamente no chão e não se moveu por um instante. Mas a cantora prosseguiu com a apresentação como se nada tivesse acontecido, apesar de ter perdido o microfone na queda. “Após a performance, uma multidão de membros da sua equipe correu aos bastidores para ajudá-la. Ela estava furiosa e saiu direto pro hotel”, diz uma fonte. “Vários estavam ajudando-a até chegar no hotel. Ela realmente está machucada, cheia de dores e se sentindo muito triste. Diz estar envergonhada e também desapontada”, complementa.

Assista ao vídeo:

Mas apesar disso, Madonna tentou parecer que está bem em seu Instagram para acalmar os fãs: “O Armani me enforcou! Minha linda capa foi amarrada muito apertada. Mas nada pode me parar e o amor realmente me levantou! Obrigado pelas boas mensagens! Eu estou bem!” Ela agradeceu ao apoio e também informou que estava bem.

De casa, o coração de todos parou. Isso é todo o necessário pra matar uma Rainha?

Continue lendo BRIT AWARDS: Madonna tem que ser super-humana pra sobreviver a tanto abuso

Crítica: Chamar Madonna de relevante virou seu maior elogio

madonna relevante aos 56 com rebel heart

Falar de Madonna à mesa de jantar a fará parecer ridícula. “Relevante” parece ser o último elogio que as pessoas têm dado a ela ultimamente. O crítico comum a elogiará pelo que ela costumava ser, mas vai desdenhar por ela permanecer na cultura Pop. As razões deste desprezo rondam os 56 anos dela e a crença de que ela está desesperada para continuar o que vem fazendo há mais de 30 anos.

Ironicamente, considerando a atitude aparente, há partes que querem novas músicas de Madonna no mundo antes delas estarem prontas. O lançamento do 13º álbum de estúdio Rebel Heart será lembrado pelos vazamentos prematuros. Mesmo antes do fim do ano passado, várias demos caíram na Internet, fazendo Madonna e equipe terminar seis faixas e disponibilizar imediatamente no iTunes. No fim, um israelita foi preso sob suspeita de invasão online, mas o álbum completo só apareceu neste mês.

Continue lendo Crítica: Chamar Madonna de relevante virou seu maior elogio

Grammy 2015: Madonna anos-luz de distância da verdadeira idade

The 57th Annual GRAMMY Awards - By Lionel Hahn

O “semancol” de Madonna com sua idade é implacável e constante, como um esporte. Mas por quê alguém deveria agir conforme a idade em termos de figurino?

Tirando a pegadinha de Kanye West com o cantor Beck, vencedor do prêmio “Álbum do Ano” no Grammy, valeu a pena assistir à cerimônia para vermos Madonna. Ela chegou cheia de estilo, vestindo algo bastante justo, extremamente curto, e sapatos impressionantes. Nenhuma surpresa até aí, num figurino à la Matadora. Ela ostentou um novo espartilho, com orgulhosos e protuberantes seios, e pernas em uma meia-arrastão atrevida. Ao primeiro olhar, a maioria das pessoas achou: “Belo chapéu”, e todos voltaram aos seus lugares.

Daí, ela mostrou o bumbum. Para os paparazzi. Claro que ele não estava coberto por um par de calcinhas de algodão confortável como a maioria das mulheres usaria. O bumbum estava nu, coberto apenas por um tipo de suporte atlético. A gloriosa Madonna. A gloriosa e cinquentona Madonna, que se recusa a agir conforme a idade.

Continue lendo Grammy 2015: Madonna anos-luz de distância da verdadeira idade

Madonna poderia ensinar Mariah Carey a cantar

madonna grammy 2015 mariah carey

Madonna nunca levou crédito como uma vocalista de verdade, mas o áudio dela no Grammy mostra um grande poder vocal. É bem interessante o fato de Madonna ter escolhido cantar junto com a base pré-gravada no Grammy. Ela provavelmente precisa de mais confiança no talento vocal.

Os vocais de Madonna são um sucesso ou um desastre em apresentações de televisão. Entretanto, quando ela faz direito, Madonna zoa de todos que dizem que ela não canta bem. O site NewNowNext resume a boa cantora que Madonna se tornou: “Ela vem detonando na indústria da música desde o álbum de estreia em 1982, e, mais de 30 anos depois, no Grammy desse ano, ela provou seu valor ao abençoar uma plateia internacional com uma das maiores performances na história”.

Madonna é uma das poucas artistas cuja voz melhorou com a idade. O mesmo não pode ser dito sobre Mariah Carey, que sempre foi considerada uma melhor vocalista do que Madonna. Quando os vocais isolados de Mariah foram lançados em um recente especial de Natal, ela foi crucificada pela mídia. A revista Us Magazine descreveu a vergonha que Mariah Carey se tornou: “Para o Natal, Mariah deveria ter descansado a voz. A Elusive Chanteuse apresentou o amado clássico natalino All I Want For Christmas Is You em Nova York. Porém, os vocais mostraram o quanto a diva Pop lutou pra atingir os famosos agudos”.

Continue lendo Madonna poderia ensinar Mariah Carey a cantar