Arquivo da tag: Sex

Madonna sobre Lady Gaga, Guy Ritchie e idade para a Rolling Stone

madonna-rollingstone-cover2015-rebelheart

Madonna volta à capa da Rolling Stone que chega às bancas hoje (27), com a entrevista mais reveladora, introspectiva e ardente. Na conversa com o escritor Brian Hiatt, Madonna falou sobre o que realmente sente sobre Lady Gaga, o casamento com Guy Ritchie, o relacionamento com o Judaísmo, o que pensa de Kanye West, as lesões e muito mais.

madonna rolling stone capa 2015 rebel heart

Continue lendo Madonna sobre Lady Gaga, Guy Ritchie e idade para a Rolling Stone

Isabella Rossellini: SEX não foi chocante, pois Madonna era bonita e perfeita demais

M 129

Durante uma conversa com o portal de notícias americano The Huffington Post, a atriz e modelo italiana Isabela Rossellini foi questionada sobre sua opinião a respeito do livro Sex, de Madonna, após 22 anos de seu lançamento.

“Adoro o fotógrafo Steven Meisel. Ele é um dos melhores fotógrafos de moda…simplesmente o melhor. Foi um prazer de trabalhar com ele e com Madonna, pois ela é uma mulher muito interessante.
Ela escolheu o tema ‘Sexo’, porque me disse que ‘o sexo pode ser muitas coisas. O mesmo ato pode ser bem sombrio, pode ser um estupro, um crime, mas pode ser muito amoroso, como no momento em que você concebe seus filhos’. Esta variação era muito interessante pra ela investigar com Steven. E eu quis fazer parte disso assim que eles me pediram.

Quando vi o resultado final, achei que eram fotos lindas, mas continuei achando tudo um trabalho de Moda, bem estético. Acho que, talvez, Madonna fosse bonita e perfeita demais.

Se você vê um homem de negócios nu, é bem chocante. Porém, se vir um atleta nu, não é tanto assim. Estamos acostumados a ver os corpos deles, talvez não suas genitais, mas o resto do corpo. Ele é tão perfeito que se torna uma armadura. Você não consegue ver a alma. Quando você vê um homem de negócios ou eu, uma mulher mais velha nua, há uma vulnerabilidade. Você consegue ver outras coisas.

Achei que faltou isso no livro. Madonna era bonita e perfeita demais pra ter essa vulnerabilidade ou este senso de choque que o corpo de um profissional regular, mais normal, poderia expressar. Foi a minha única crítica, pois ainda acho o livro extraordinário.

Vanilla Ice: “Madonna se disfarçou de ‘Pensionista Idosa’ em nossos encontros”

madonna e vanilla ice

Madonna se disfarçava de “pensionista idosa” durante encontros com Vanilla Ice, revelou o rapper ao tabloide Sunday People. Ice, de 45 anos, lembrou de suas bizarras aventuras com a cantora em 1991.

Enquanto promovia um novo Reality Show, ele disse: “Ela foi uma querida, nos divertimos muito. Tire a fama e tudo mais e você tinha duas pessoas que, basicamente, se relacionavam normalmente. Eu gostaria de poder contar mais e jogar lenha na fogueira, mas foi bem legal. Sabe, nós íamos ao cinema, nos disfarçávamos. Eu usava bigode e um chapéu, deixando o cabelo cair, e ela se vestia de idosa. E nós andávamos com os seguranças a uns 5 metros atrás de nós, sabe, fingindo que não éramos ninguém. Entrávamos, víamos o filme, tudo normal…íamos jantar e ninguém nos reconhecia. Era ótimo!”.

Confira o vídeo:

Fonte: Mirror

Em chat, Madonna fala sobre MDNA Tour, Blond Ambition e American Life

madonna-reddit-chat2013

A rainha do pop Madonna revelou em um chat nesta segunda-feira, 16, que passou por uma experiência bizarra ao sonhar que fez sexo com o galã de Hollywood, tendo filhos loiros com o mesmo. Durante o bate-papo aberto com fãs no site Reddit.com, Madonna disse: “(Eu ri do fato) de ter sonhado com Brad Pitt”. “Brad Pitt estava morando comigo e havia também uma pequena criança loira na cama. Desculpe Angelina, foi apenas um sonho”.

A ativista dos direitos homossexuais foi extremamente honesta com seus fãs durante o chat na internet, quando fora perguntada sobre o seu melhor presente de aniversário. A cantora revelou: “Eu ganhei um cachimbo em formato de pênis”.

Seus admiradores ficaram intrigados e bombardearam a cantora com perguntas sobre como ela utilizava o objeto e um fã chegou a sugerir que o cachimbo poderia ser usado como ‘peso para papel’.

A cantora também falou sobre os seus filhos que estão crescendo e fez uma piada ao falar sobre Rocco, de 13 anos dizendo que só deixaria o garoto seguir a carreira pop após terminar seus estudos.

Perguntada se seu talentoso filho estaria próximo de lançar seu trabalho próprio, Madonna respondeu: “Ele sonha! Só precisa passar de ano agora. Vou colocá-lo para terminar sua lição de matemática!”

Porém a pergunta que mais atraiu controvérsias foi, sem dúvida, sobre o que ela achava da jovem rival Lady Gaga.

Depois de um curto silêncio, seus fãs especularam: “O silêncio é ensurdecedor”.

Em entrevista há dois anos a revista US Weekly, Madonna já havia se pronunciado sobre seu desafeto. “Quanto a Lady Gaga, eu não tenho nenhum comentário a fazer sobre suas obsessões que têm a ver comigo porque eu não sei se seu comportamento está enraizado em algo profundo e significativo ou superficial”, disse Madonna.

Confira o chat completo:

Você está sabendo dos erros técnicos que estão ocorrendo nos DVDs/Blurays da MDNA vendidos na Europa?
Sim e estou absolutamente horrorizada. Minha gravadora está verificando isso e tentando solucionar. Deve ser algo de uma tecnologia antiga não funcionar com a nova. Por favor, tenha paciência. Eu passei seis meses editando esse material e a última coisa que quero é meus fãs sem o fruto do meu trabalho.

Você está vindo para o jantar! O que eu faço?
Um martini.

Pharrell Williams disse uma vez que sugeriu ao Daft Punk para produzirem algo para você. Sinceramente, seria a colaboração mais foda! você já pensou nisso?
Eu adoraria trabalhar com Daft Punk. Estou esperando eles retornarem minha ligação.

Teremos um novo álbum em 2014?
Pode ser… minha criatividade está fluindo…

Você já pensou em escreveu uma autobiografia?
Sim, mas eu acho que preciso viver mais a minha vida. Um pouco da história sairá na Harper’s Bazaar.

Qual o seu próximo projeto?
Secret Project revoluvion, ArtForFreedom, em breve.

O SecretProject é seu trabalho mais ambicioso?
É muito ambicioso pois lida com questões controversas, global e pessoal. Estou muito apaixonada por ele. Significa mais do que qualquer outra coisa que já fiz antes. Em uma semana ele será revelado.

O que você fará hoje a noite?
Um teste do SecretProject numa parede.

Qual o último sonho que teve e poderia compartilhar?
Eu e Brad Pitt estávamos vivendo juntos e havia uma criança loira na cama. Desculpa, Angelina, mas foi apenas um sonho.

Qual foi a coisa mais louca que aconteceu durante um show?
Quando a energia acabou no meio de um show em Córdoba na última turnê. Foi engraçado.

Quando foi a última vez que viu um bom show de drag?
Eu via toda a noite no Golden Triangle na última turnê.

Você gostaria de escrever algo sobre Frida Kahlo?
Eu amaria fazer um filme sobre Frida Khalo mas já fizeram antes….

Você foi a um parque de diversão ano passado na Finlândia quando passou por aqui com sua turnê. Como foi?
Eu fiquei meio mal do estômago. Mas as montanhas russas não eram tão grandes assim, me senti enganada.

Você é fã desse Reddit?!?!!
MUITO. Vou até dormir com esse bonequinho hoje.

Ao longo de sua carreira você já tomou posição contra a homofobia, sexismo, preconceito de idade, etc, mas o que os acontecimentos atuais a fazem se expressar?
A censura dos artistas no mundo, como as Pussy Riot.

Pra aonde você ainda não viajou e gostaria muito de conhecer?
Egito e uma Ilha na costa leste da África chamada Lamu.

Você quer nos fazer perguntas inteligentes?
Duh!

Como você descreve o novo ensaio da Harpeer’s Bazaar?
Rápido e sem dor.

Qual música desse ano você tem ouvido sem parar?
Oceans do Jay Z e Frank Ocean.

Qual o momento mais constrangedor de sua carreira?
São muitos. Talvez quando eu estava no palco e falei o nome da cidade errado. É a falta de sono…

O que os fãs representam para você?
Nós existimos um por causa do outro e esse circuito é totalmente recíproco.

Você está pensando em dirigir um novo filme?
Sim, está na minha lista do que fazer em breve…

Qual o seu melhor método para procrastinação (deixar de fazer algo)?
Depenar minha sobrancelha.

Qual trilha-sonora tem ouvido?
A trilha do A Pele que Habito, do Almodovar.

American Life foi um álbum injustamente caluniado e muitos fãs o acham seu melhor trabalho. O que você acha dos críticos não terem dado bola para ele?
Eu lidei ali com muitas questões controversas. Critiquei a política americana, o entretenimento em Hollywood. Eu estava irritada quando trabalhei nele. E também estava irritada quando fiz o MDNA.

Como você se acalma quando está irritada?
Não me acalmo. Continuo loucamente brava.

Quando você fará uma sequência para o livro Sex?
Provavelmente nunca. Não existe sequência para o que é único.

Qual clipe foi o seu favorito de fazer?
Justify my Love em Paris.

Qual a primeira coisa que lhe vem a cabeça quando entra no palco para um show lotado?
Em qual cidade estou e depois, respiro…

O quão importante é um artista expressar uma opinião através de uma opinião de igualdade?
É essencial os artistas terem a responsabilidade de refletir a sociedade e terem a liberdade para se expressarem.

Quando a Blond Ambition vai sair em DVD?
Quando eu achar as fitas nos arquivos.

Você acredita em astrologia?
Eu acredito na ciência da astrologia. Não sei meu ascendente pois precisa saber a hora do nascimento. Mas a minha lua está em Virgem e me sinto igualmente dividido ao meio com Virgem.

Qual a sua sobremesa favorita?
Torta de limão ou bolo de macarons da La Duree.

O que você tem a dizer a um fã que nunca poderá ter a chance de um dia te ver ao vivo?
Isso é a grande coisa de se fazer músicas ou filmes. Atinge pessoas que você não conhece e eu posso me conectar através da minha arte.

Se você escrevesse um livro para mulheres, qual o primeiro título que lhe vem à mente?
Não dê a um homem o que ele não lhe deu primeiro.

Porque você não tem nenhum animal de estimação?
Eu tenho sim, alguns peixes e baratas.

Você vem para Berlin inaugurar a sua academia?
Sim, te vejo lá!

Por que você não cantou Love Spent em SP? Sentimos muita falta…
Eu acho que eu cortei pois estava chovendo e eu estava quase nua na beira do palco, e não estava me sentindo bem.

Você já pensou em fazer um álbum acústico com seus hits? E qual álbum você recomendaria para quem nunca tivesse ouvido sua música?
Sim! Ray of Light.

Você já brigou pelos direitos GLBT na África?
Claro! Eu fiz uma carta que falava sobre a lei do Malaui que prendia pessoas por serem gays.

Quem teve a ideia de reinventar o corselete do Gaultier?
Foi ideia do Gaultier.

Madonna, eu gostaria de me desculpar pois eu te vaiei e 2008 quando você falava do Obama no show.
Eu te perdoo.

Qual gay você gostaria de transformar em hétero?
Frank Ocean

Como você está se sentindo para produzir um novo álbum?
Estou sendo puxada por milhões de direções.

O que faria com um cara que tem várias tatuagens suas no corpo?
Não posso te falar, é proibido.

No que a religião e política podem ajudar na paz do mundo?
Os dois juntos não devem se envolver nisso. Igreja e estado sempre separado.

Aonde devo colocar as hortênsias?
Enfia no c*(naquele lugar)

Por que você acha que as pessoas tem tanta dificuldade em se envolver no que você faz?
Porque eu não explico tudo e nem sinto a necessidade disso.

Você pensa em fazer um álbum rock?
Inteiro rock não.

Em Die Another Day vc diz “Sigmund Freud, analyse this”. Pode explicar? Você gosta do trabaho dele?
Na verdade não sou grande fã do Sigmund Freud. Era algo para ser irônico e não acho que tudo deva ser analisado. Acho que ele era muito cerebral e misógino (odeia mulheres). Sou fã do Carl Jung.

Você virá algum dia tocar na Índia?
Se você achar um estádio perfeito para eu tocar.

Como você estava na pre-estreia do registro MDNA Tour em NY?
Emocionada e exausta.

É verdade que o Rocco pretende lançar um álbum?
Ele gostaria. Mas ele ainda está na escola estudando. Deixe ele fazer as lições de matemática.

Como foi a dor por você ter levado aquele soco no rosto do dançarino durante o show em Medellin?
Não senti dor. Eu tinha muita adrenalina correndo nas minhas veias mesmo horas depois.

Você já pensou em fazer uma turnê pequena com canções menos conhecidas, como Skin, Falling Free, Time Stood Still, só para os fãs mesmo?
Parece legal mas quem vai pagar minhas despesas?

O que tenho que fazer para ter um encontro com você?
Mandar sua foto. Ou mostre sua beleza interior.

Qual o melhor presente que já ganhou de aniversário?
Um cachimbo em formato de pênis.

Voce será minha namorada?
Sim, serei sua namorada.

Você foi a algum lugar interessante em Pitsburgo como o museu do Wahrol?
Não, eu adoraria. Amo Pitsburgo mas nunca saí.

Se você tivesse uma tatuagem, como ela seria?
Se eu soubesse o que queria já teria feito uma.

Terminei meu relacionamento de três anos. Qual música devo ouvir sem parar?
Gang Bang.

Já pensou em entrar na política?
Eu já faço política. Meu trabalho é político.

Já tentou transar com os grillz?
Sim, funciona.

Defina odiar. Há uma diferença de opiniões em odiar hoje em dia?
Não. Ter uma opinião diferente é normal, odiar é intolerante, odiar é discriminatório, odiar é quando você pensa que é melhor que alguém.

O que vem na sua mente quando digo Erotica?
Um ótimo álbum.

Você ainda está andando ou saltando a cavalo?
Andando sim, saltando nunca.

Há algo que sinta falta?
Tempo livre e dormir mais.

Se você fosse um homem gay, seria ativo ou passivo?
Eu sou um homem gay!

Como foi construir Evita?
Muitos ensaios, passei muito tempo na Argentina, entrevistei idosos que viveram aquilo, aprendi tango e li tudo o que podia ler sobre ela.

Você vai lançar um novo perfume?
Não me faça voltar nesse assunto cansativo…

Quem está digitando isso tudo por você? Seja honesta.
Minha governanta. Eu estou passando aspirador na casa e ela digitando.

Gostaria de voltar para escola?
Se eu tivesse tempo… escola é divertido, você só precisa aprender.

Qual seu lugar favorito na Europa? Não vale falar França só porque seu namorado é de lá.
Em primeiro lugar, meu namorado não é francês e meu país favorito na Europa é a Itália.

Você tem novos planos beneficentes?
Visite rayoflight.org e veja os novos diferentes projetos que comecei.

Lhe convido para vir ao México conhecer a casa da Frida Kahlo. Gostaria de vir?
Eu já fui duas vezes mas obrigado por pensar em mim.

Em I Don’t Give A você fala “baby Jesus on the stairs” ou “baby Jesus understands”?
Baby jesus on the stairs

Se você fosse para uma ilha deserta e tivesse que levar apenas duas pessoas, quem seria?
Eu não poso deixar meus filhos então tem que ser um lugar para mais quatro.

Ray of LIght é um álbum que me ajudou muito. Você pensa em como sua a arte está chegando a todos?
Só quando ouço comentários como este que eu penso sobre isso. No resto do tempo eu só penso em como gostaria de me expressar.

Você nunca vai usar um disfarce para ir a um lugar comum, tipo Walmart?
Eu acabei de ir ao Walmart e não usei disfarce.

Qual sua coisa favorita quando tem o tempo só pra você?
Tirar sobrancelhas.

No que a Frida Kahlo te inspira mais?
Que ela foi o tema de sua arte. Todo o seu trabalho é auto-retrato e compartilhou histórias universais de sentimentos. Também era uma combatente da liberdade, teve uma vida controversa. Admiro sua arte e sua história de vida.

Qual sua comida favorita, a perfeita posição sexual e quantas horas dorme por dia?
Perdão!

Já jogou Ouija? (aquele jogo dos copos que brinca com espíritos)
Sim, quando jovem.

Qual seu filme francês favorito?
Breathless, La Piscine e Last Year at Marienbad.

O que significa ser redutivo?
Pesquise! Como eu já disse, não gosto de explicar tudo.

Quais os últimos shows que viu?
The Labeque Sisters e Kalakan em Menton

Você se lembra da primeira canção que ouviu?
Algo do Harry Belafonte. Minha mãe era louca por ele.

Você se distrai facilmente? Eu não gosto de barulho.
Eu também. A concentração é ficar focado.

Uma vez numa entrevista na Itália você disse que os fãs são como uma relação de amor: Há algo que amamos, há algo que odiamos.
Não me lembro de ter dito isso e se alguém é seu fã, não vejo onde pode-se odiar.

Qual a última coisa que lhe fez rir?
O meu sonho com Brad Pitt!

Qual o super poder você gostaria de ter?
Me clonar, assim eu trabalharia mais e dormiria mais!

Já pensou em estudar outra religião?
Estou estudando o Alcorão.

Qual mulher famosa você beijaria?
Viva ou morta? Me mande foto.

O que Marlene Dietrich significa pra você?
Ela é o arquétipo de uma mulher forte e icônica em partes iguais de feminino e masculino.

Você tem planos de expandir seus trabalhos sociais?
Sim, espero que a fundação Ray of Light se expanda globalmente.

Se você pudesse falar com seus 20 poucos anos, o que diria?
Não leve nada para o lado pessoal.

O Golden Triangle uniu muitos fãs e também nos deixou próxima a você. Vai ter isso numa próxima turnê?
Eu acho que preciso mudar a forma. Um retângulo prata, círculo ouro rosé…

Eu amei a capa do DVD MDNA Tour. Qual o conceito?
É apenas uma fotografia que eu mesma tirei.

Tony Shimkin: os 20 anos do álbum EROTICA, de Madonna

MadonnaTribe (Traduzido por Leonardo Magalhães)

Madonna

O álbum “Erotica”, de Madonna, completou 20 anos de lançamento. É hora de celebrar 20 anos de Erotica, um dos álbuns mais originais e controversos de Madonna, com um papo exclusivo com Tony Shimkin, co-produtor e co-autor de algumas das melhores canções do álbum.

Tony foi ao Madonna Tribe pra nos levar a uma jornada de fofocas, lembranças e a um relato exclusivo e inigualável do processo criativo de obras-primas como Erotica, Bye Bye Baby, Deeper And Deeper, Bad Girl e Why’s It So Hard, apenas pra citar algumas, mas também Vogue, Rescue Me, This Used To Be My Playground e as tão comentadas fitas de Rain.

MadonnaTribe: Oi, Tony, seja bem-vindo ao Madonna Tribe. Você é um produtor/compositor famoso e respeitado, mais conhecido pelos fãs de Madonna pelo seu trabalho no incrível álbum Erotica, de 1992. Vamos do começo. Como começou sua carreira?

Tony Shimkin: Comecei no Ensino Médio trabalhando como estagiário no Soundworks Studio em Nova York, que, coincidentemente, é o mesmo estúdio onde mixamos o álbum Erotica, assim como remixes de músicas anteriores dela. Mais tarde, me tornei Assistente do Engenheiro de Gravação e, então, Engenheiro. Durante aquele tempo, trabalhei com Duran Duran, Teddy Riley e, mais frequentemente, Shep Pettibone. Daí, comecei a editar remixes do Shep paralelamente. Pouco tempo depois, fui contratado pelo Shep pra ser seu assistente pessoal. Foi aí que fiquei mais envolvido em mixar e produzir. Devido ao sucesso dos remixes que estávamos fazendo, especialmente para Janet Jackson, Madonna e Mariah Carey, Shep e eu fomos convidados e começamos a compor juntos faixas para Madonna, Taylor Dayne e Cathy Dennis.

MT: Como você se tornou um dos produtores mais bem-sucedidos na Indústria?

TS: É muito gentil da sua parte, mas há muitos produtores que eu admiro como sendo mais bem-sucedidos. Sir George Martin e Quincy Jones, por exemplo, e eu hesitaria bastante em me colocar perto da categoria deles.

Meu sucesso é, em meu ponto de vista, devido, principalmente, ao meu amor pela grande variedade de estilos musicais, meu respeito pelos Artistas, Músicos e Engenheiros de Estúdio e Produtores, e pela minha habilidade de me relacionar bem com diferentes tipos de personalidade. Ser um Produtor Musical é quase ser um Diretor de Cinema.

Você deve reunir o melhor e mais apropriado elenco pra apoiar o Ator ou Atores principais. Na música, são apenas os Músicos e Engenheiros apoiando o artista. Além disso, a locação é importante…o estúdio certo, a atmosfera certa pra ser criativo.

MT: Então como você se envolveu na produção de Erotica?

TS: Como resultado do nosso trabalho remixado para Madonna, nosso envolvimento no álbum The Immaculate Collection nos permitiu colaborar numa canção original, Rescue Me, e nossa colaboração bem-sucedida em Vogue nos deu um convite para co-escrever canções para o futuro álbum dela.

Começamos a compor as faixas e então enviamos a Madonna em LA para escrever as letras e melodias. Daí, ela veio ao estúdio caseiro em NY e começamos a trabalhar.

MT: Erotica pode ser descrito como um álbum conceitual. Depois de ser muito criticada, e até ser chamada de “Fracassada” quando ele foi lançado, o álbum se tornou, com o tempo, um dos favoritos dos fãs por conter músicas fortes e muito bem produzidas. Vocês ficaram decepcionados pelas primeiras reações? Era como se a Mídia quisesse passar pro público uma outra coisa ou algo que ele não era.

MadonnaTS: Entendo a resposta inicial. Quer dizer, ele foi lançado ao mesmo tempo que o livro SEX e o filme altamente sexual dela com William Dafoe, e você tinha os clipes de  Erotica e Justify My Love, então a Mídia estava… “Sexo, sexo, sexo!”. Era Madonna ultrapassando os limites de SEX.

O resto das músicas do meio que se perderam. Se Erotica não tivesse sido o primeiro single, isso poderia não ter acontecido. Acho que quando Rain foi lançada, as pessoas tiveram a oportunidade de ver além da coisa sexual.

Havia mesmo muita diversidade nas canções de Erotica e aquilo se perdeu nas críticas iniciais. Também acho que dois milhões dificilmente é um fracasso, mas, se comparado ao trabalho anterior, que vendeu quase sete milhões no lançamento, o álbum foi visto como um fiasco. É engraçado porque com as vendas atuais, dois milhões é um sucesso enorme e, desde o lançamento, acredito que já tenha vendido mais de cinco milhões.

MT: Você é co-autor com Shep Pettibone e Madonna de algumas das melhores faixas do álbum: Erotica, Bye Bye Baby, Deeper And Deeper, Bad Girl, Why’s It So Hard, apenas pra mencionar algumas. Você se lembra do processo que deu à luz algumas dessas canções?

TS: Erotica foi, definitivamente, uma longa evolução das duas versões finais, a do álbum e a versão inspirada no Oriente Médio chamada Erotic, inclusa no livro SEX. Bye Bye Baby foi muito divertida, já que o efeito do vocal filtrado foi aplicado durante a gravação e tocado enquanto ela cantava. Este vocal está também na primeira demo.

Durante a mixagem de Deeper And Deeper, eu estava zoando com um violão acústico, tocando música espanhola, no estilo flamenco. Madonna me ouviu e quis adicionar aquela parte na música. Daí, acrescentamos castanholas e…voilá! A parte com o estilo latino da canção nascera!

Tínhamos acabado de voltar de férias no meio do processo de composição, Shep estivera na Jamaica e eu fora mergulhar nas Ilhas Cayman. Ambos voltamos com uma pesada inspiração do Reggae, e daí veio Why’s It So Hard. Depois que Madonna passou um dia fora, eu toquei com uma ideia e adicionei alguns vocais de fundo. No dia seguinte, não sabia que ela já tinha chegado e estava tocando. Daí, ela gritou do andar de baixo: “O que é isso…gostei!”. Cheio de vergonha, contei a ela que era eu cantando e ela me fez cantar de novo na frente dela. Aquela foi a minha estreia como cantor. Foi engraçado ouvir minha voz durante o Girlie Show nos alto-falantes do Madison Square Garden.

Bad Girl foi uma partida do resto do álbum e uma boa quebra no processo de composição, porque nos desacelerou e foi legal ficar sério por um momento.

MT: O som de Erotica parece bem cru quando você ouve as primeiras canções. Esta foi uma decisão consciente?

TS: Usamos muito dos vocais demo que foram gravados com um microfone SM-57, mais comum para apresentações ao vivo, porque tinha uma grande energia e gostamos da performance.

Quando gravamos na fita, usamos um gravador de  ¼ de polegada (Ver Foto) e a faixa de 2 polegadas foi gravada com 15 ips (Inches Per Second) pra dar um toque mais antigo ao som, ao contrário do formato digital, que é o que estamos acostumados a trabalhar. Portanto, o “som cru” foi deliberado, por querermos usar o máximo das nossas performances demo.

MT: Quais das canções de Erotica são as suas favoritas e por quê?

TS: Quando o álbum foi originalmente lançado, o Shep me contou que eu devia escolher apenas uma música na qual colocar meu nome como compositor. Sabendo o que sei hoje, eu teria dito “Não, colocarei em todas ou então comece tudo de novo sozinho!”.

Com isso, escolhi Deeper And Deeper, porque sabia que seria um sucesso. É difícil dizer agora, mas eu deveria ter escolhido Rain, porque amo a ascensão que vem com o sintetizador e como ele te eleva às outras partes, mas o clipe pode ter inspirado esta resposta.

MT: Recentemente, houve um papo na Internet sobre as chamadas fitas de Rain. Delas, parece que as canções de Erotica passaram por muitas fases diferentes. De onde estão vindo essas fitas?

TS: Não sei. Certamente não fui eu, acredito que apenas Shep, eu mesmo e Madonna têm cópias das primeiras fases das demos. Portanto, o seu palpite é tão bom quanto o meu. Algumas ofertas me tentaram a lançar coisas assim, mas Madonna sempre me tratou com respeito e eu não faria nada sem o consentimento dela.

MT: Uma antiga versão acapella de Erotica, conhecida pelos fãs como You Thrill Me, apareceu na Internet alguns anos atrás. A música era completamente diferente da versão do álbum. Então, isso significa que Erotica foi uma das canções que passaram pelas maiores mudanças durante a produção?

TS: Sim, começou como uma canção totalmente diferente. Apenas uma parte do vocal: “You thrill me, surround me, you fill me” se tornou “Erotic, erotic, put your hands all over my body”. Quando isso aconteceu, a coisa do sexo meio que tomou o controle e acabou indo numa direção completamente nova.

MT: Mas Madonna não esqueceu de You Thrill Me, já que a repetiu na Confessions Tour, em 2006. Você ouviu aquela versão ao vivo de Erotica/You Thrill Me? Você gostou? Você ficou surpreso por ela ter desenterrado a demo pra reinventar a canção pro palco?

TS: Não, não ouvi, mas vou pegar uma cópia e ouvir agora que você me contou. Estou muito interessado em ouvi-la. Madonna geralmente explora uma nova direção ou revisita uma antiga quando se apresenta ao vivo e eu acho isso ótimo, odeio ir a um show e ouvir uma canção feita exatamente como o arranjo de gravação. Esta é a razão por ir ver um show ao vivo. Pode apostar que as pessoas comprarão o DVD daquela turnê apenas pra ouvir estas novas/velhas versões.

MT: Do que eu entendo, a parte “You are who you are” substituiria a parte falada “Give it up, do as I say” na estrutura da canção inicial e o refrão “You thrill me, surround me, you fill me” estava lá, ao invés do mais famoso “Erotic, erotic, put your hands all over my body”, certo? Basicamente, na Confessions Tour, ela cantou a canção feita de dois refrões.

TS: Às vezes, as canções realmente são desenvolvidas. Sei que é mais fácil achar que foi composta uma vez, da forma que você ouviu. Mas, neste estilo de música, ao contrário dos Beatles, que compunham no violão ou piano, a canção evolui. Começando com uma faixa para uma energia, Madonna cantava as ideias dela. Inspirados nelas, nós mudávamos e construíamos a música, mudando completamente, às vezes. Daí, se tornava um esforço colaborativo, de trás pra frente, até você ter o que todo mundo ouve.

MT: Na versão do álbum Erotica, dois samples foram inclusos. Um é de Jungle Boogie e o outro é o canto assombrado El Yom. Pessoalmente, acho que eles deram à canção um bônus adicional e foi uma ótima ideia. De quem foi a ideia de incluir samples nas canções?

TS: Os samples eram de uma coleção de sons escolhidos da extensa coleção de discos do Shep e foram usados como inspiração na construção das canções. Geralmente, nos livrávamos deles depois de terem servido ao nosso propósito. Os samples que você mencionou se tornaram parte integral da canção e a música sentia a falta da energia que adorávamos quando os tirávamos. Às vezes, você não pode substituir ou recriar essa mágica.

MadonnaMT: A faixa Goodbye To Innocence também foi descartada pra favorecer o cover de Fever na época. Como isso aconteceu?

TS: Quando estávamos na fase de mixagem da produção, Madonna começou a cantar Fever sobre a faixa Goodbye To Innocence. Ficou uma regravação legal e fomos até o fim. Eu sempre amei Goodbye To Innocence e fiquei um pouco desapontado por perdê-la. Fiquei feliz quando ela a relançou tempos depois.

MT: Fever também foi remixada em uma nova versão pra ser usada no clipe. Você trabalhou na produção daquele remix também?

TS: Não, não estava ciente que tinha sido feito como um clipe. Porém, nós fizemos o arranjo daquela versão ao vivo para a aparição no Saturday Night Live.

MT: Aparentemente, há muitas faixas que foram compostar pro álbum e nunca foram terminadas ou lançadas. Muito tem se falado de uma canção que você ajudou a compor com Madonna e Shep, chamada You Are The One. Você pode nos contar mais sobre ela?

TS: Havia duas canções que fizemos, mas não foram lançadas. You Are The One e Shame. You Are The One era uma canção agitada e bem chiclete. Uma verdade é que Madonna nunca criou melodias esquecíveis. Infelizmente, nem toda canção chega ao CD. Talvez ela lance uma coleção de canções não-ouvidas um dia, mas eu duvido. Ainda tenho uma cópia em cassete dessas demos antigas. Preciso converter para arquivos digitais para a posteridade um dia.

MT: Em Shame, Madonna, aparentemente, reprisa sua personagem Dita da canção Erotica. Estou muito curioso sobre esta canção…

TS: Shame ficava na memória rapidamente, embora o refrão tenha ficado muito parecido em termos de melodia com uma outra canção com o mesmo título. Mesmo assim, mantinha a fidelidade com o resto do material gravado e, sim, o alter ego Dita pode ter nascido desta canção também.

MT: Você acha que um dia teremos uma chance de ouvir essas produções não-lançadas?

TS: Como eu disse antes, a decisão é de Madonna. Eu a respeito demais pra lançar qualquer coisa sem ela saber, lembre-se de que não foi ela que me sacaneou com os créditos e a publicação.

MT: Antes de Erotica, você também trabalhou em The Immaculate Collection, Vogue, Rescue Me e no remix de Keep It Together. Qual foi o seu envolvimento nestas canções?

TS: Vogue foi a primeira vez em que conheci “Mo”. Ela tinha voado de LA pra graver vocais e não tínhamos ouvido muito das ideias dela pra música. Daí, quando ela começou a cantar, eu soube instantaneamente que seria um mega sucesso. Aconteceu dela escrever toda a parte “Greta Garbo and Monroe…Deitrich and Dimaggio…” no voo de NY para a gravação. Muito impressionante, se você me perguntar.

Rescue Me foi uma faixa original que fizemos pra ser inclusa em The Immaculate Collection, e foi realmente minha primeira composição pra ela, embora eu nunca tenha levado o crédito. E o remix de Keep It Together foi um de três que fizemos, sendo os outros para Express Yourself e Like A Prayer.

Naquela época, os remixes que fazíamos foram muito bem recebidos e frequentemente éramos convidados a remixar cada canção que era lançada. Com Rhythm Nation da Janet Jackson, nós remixamos todos os sete singles, sendo o primeiro Miss U Much. Se você ouvir o nosso Club Remix (http://www.youtube.com/watch?v=zWp0vGtwc2E) daquela canção, você perceberá muito da inspiração para Vogue, basta ouvir a bateria e a linha de baixo que entenderá. Às vezes, o que você faz para um remix é bom demais pra ser ouvido apenas numa boate.

MT: Depois de Erotica, Madonna lançou o álbum Bedtime Stories em 1994. Aparentemente, Shep Pettibone também trabalhou em algumas das canções dele, como Secret, mas, originalmente, ele não foi creditado. Shep e você estavam, originalmente, envolvidos em Bedtime Stories também como produtores?

TS: Não, Shep não estava envolvido e eu não estava mais trabalhando com ele. Sei que ele havia tentado escrever algumas coisas pra esse projeto e ele afirmou ter criado algumas faixas para as quais ela escreveu Secret. Conhecendo-a bem, ela provavelmente sempre teve aquela ideia no caderno, experimentou a faixa dele e, quando achou que não estava funcionando, seguiu em frente. Junior Vasquez era um amigo de Shep, eu o conhecia também e, à época, ele era provavelmente o melhor remixer e DJ, então ela começou a trabalhar com ele.

Junior me envolveu em algumas das produções e remixes de Bedtime Stories e foi divertido trabalhar numa capacidade diferente daquela de Erotica. Uma vez que você trabalha com Madonna, você nunca quer parar, mas ela é esperta e é conhecida por se reinventar e manter cada álbum fresco e, às vezes, isso significa trocar seus colaboradores ou produtores.

Shep levou pro lado pessoal e acho que ele tentou sacanear Secret, por estar magoado. Talvez ele foi creditado pra evitar futuros problemas.

MT: Também queria te perguntar sobre This Used To Be My Playground. Você esteve envolvido nesta canção e ela foi produzida na mesma época do álbum Erotica?

TS: Sim, fomos nos encontrar com Madonna em Chicago enquanto ela estava filmando “Uma Equipe Muito Especial”, e conversamos sobre uma canção original pro filme. Eu compus as partes de cordas e o solo de violino. Quando gravamos com Al Schmidt no estúdio Ocean Way em LA, tivemos uma orquestra de 30 peças e Jeremy Lubbock fez os arranjos de corda. Nunca incluímos a demo que tinha o solo de cordas quando ele montou tudo com a orquestra.

No dia em que estávamos gravando, achei que tínhamos terminado e percebi que esquecêramos o solo. Rapidamente cantei a parte pro copiador que montou tudo para os violinistas e eles gravaram com apenas um minuto no relógio. Quando você tem uma orquestra de 30 peças, pode ficar muito caro usar uma segunda hora do tempo deles. Foi um aprendizado enorme ver um mestre como Al Schmidt gravar e mixar, ele é simplesmente incrível, um verdadeiro artesão.

MT: Você trabalhou com muitos artistas de estilo, como Janet, apenas pra mencionar um. O trabalho com Madonna tem sido diferente dos outros?

TS: Muito, de algumas formas. Eu nunca trabalhei com uma artista tão determinada ou motivada como ela. Adorei o ritmo acelerado com o qual trabalhamos e definitivamente tínhamos isso em comum. Geralmente, eu trabalho bem rápido com gravação de vocais e raramente faço aquecimentos ou preparativos. Ela foi uma das poucas artistas que se desenvolveram nesta forma de trabalho. Acredito que você deve conseguir capturar ideias assim que elas aparecem e ela apreciava isso.

Lembro-me de uma vez, durante a pré-produção de uma das canções de Erotica. Em um dos nossos primeiros dias trabalhando juntos, houve uma estória engraçada. Eu estava organizando algumas coisas no computador e ela queria experimentar algo. Ela me perguntou se eu já estava pronto. Disse que não e, minutos depois, ela me perguntou novamente. Mais uma vez, disse não e, um minuto depois, ela perguntou outra vez. Joguei um lápis do outro lado da sala e disse bem alto: “NÃO!”… “Por que você não vai lá embaixo e faz pipoca…uma ligação…e eu te digo quando estiver pronto”.

Ela ficou quieta (provavelmente um pouco chocada por este moleque de 22 anos ter dito isso a ela)…daí disse “ok” e desceu. Daquele momento em diante, ela tinha o mesmo respeito por mim do que eu por ela e nossa relação cresceu muito bem. Em retrospecto, aquele poderia ter sido o fim da minha carreira, mas ela respeita alguém que fala o que pensa assim como ela e não apenas puxa o saco.

Todos os artistas têm uma visão, mas a dela sempre foi bem definida e clara. Mesmo assim, ela sempre estava aberta a críticas e sugestões, não que ela sempre concordasse, mas estava aberta e isso é importante.

MT: Quais são seus projetos futuros nos quais você está trabalhando agora, Tony?

TS: Eu havia mixado o álbum Between The 1 And 9 para uma artista da EMI chamada Patti Rothberg. Produzi o álbum Sky With Stars For Sony para um artista chamado Michal, do qual tenho muito orgulho. Compus para Wild Orchid (antigo grupo da Fergie) e fiz muitos remixes com Junior Vasquez e sozinho depois de trabalhar com Shep.

Mais recentemente, produzi um material para uma banda chamada The Vanderbits e fiz uma música com Anthony Hamilton e com uma nova artista chamada Niia. Todos podem ser encontrados no MySpace.

Ao longo dos últimos anos, compus e produzi, na maior parte, para TV e cinema, mas estou começando a compor novamente para artistas e espero voltar a fazer mais gravações.

MT: Tony, qual sua melhor lembrança do trabalho com Madonna?

TS: Acreditar em mim pra ajudá-la a alcançar sua visão, risos, pipoca e Caesar Salads do restaurante italiano na outra rua do estúdio Soundworks.

MT: Muito obrigado por conversar conosco, Tony.

A foto de Tony e a imagem de Tony e Madonna no estúdio são cortesias da página oficial do MySpace dele: www.myspace.com/tonyshimkin.

Foto de Madonna nua é leiloada por R$ 47 mil reais

Madonna - nua

Foto de Madonna nua é leiloda. A foto, em preto e branco, em que Madonna aparece posando nua com um cigarro na boca foi vendida por cerca de £ 15 mil (aproximadamente R$ 47 mil). A foto de Madonna arrecadou três vezes mais do que o esperado pela imagem, segundo a publicação britânica Daily Mail.

A imagem, que mede 21,5 cm por 19 cm, foi comprada por um colecionador anônimo, em Nova York. Judith Eurich, da casa de leilão, disse ao tabloide que a imagem é “absolutamente deslumbrante” porque possui um belo tom de cinza.

A fotografia foi tirada em 1990 por Steven Meisel, que trabalhou também com a norte-americana no livro “Sex”. Madonna participou neste trabalho erótico em 1992, no mesmo ano que lançou “Erotica“, o seu quinto álbum.

Judith Eurich, responsável pelo leilão, disse, em declarações ao jornal britânico “Dailymail”, que “esta é uma imagem absolutamente estonteante”. “Não é só uma foto preto e branco”, mas uma combinação de prateados com “bonitos tons de cinza”.

Segundo o responsável, a foto foi tirada numa altura em que Madonna posava para muitos fotógrafos, durante a década de 90. “Estava numa fase em que o cabelo loiro e a maquilhagem pesada, em tons escuros, lhe davam um olhar dramático”.

Foto de Madonna nua vai a leilão e vale até 7 mil dólares

Madonna nua

Para adquirirem a imagem de Madonna nua, os fãs vão ter que pagar, no mínimo, cinco mil dólares. A fotografia, tirada há mais de 20 anos, mostra Madonna sem roupa a fumar um cigarro, com um lençol a tapar-lhe parte das pernas. Uma das fotos do ensaio desta foto foi usada na capa do single de “Bad Girl”, do álbum “Erotica”, em 1993.

A foto de Madonna será a estrela de um leilão a 8 de maio, na Bonhams, em Nova Iorque, Estados Unidos. A fotografia, a preto e branco, mostra a Madonna sem qualquer peça de roupa vestida e tem um valor estimado entre cinco mil e sete mil dólares (3800 a 5300 euros).

Na imagem, a diva, que tem agora 53 anos, está deitada na cama a fumar um cigarro, com os seios à mostra e apenas tapada por um lençol. A fotografia foi tirada em 1990 por Seven Meisel, que trabalhou também com a norte-americana no livro “Sex”. Madonna participou neste trabalho erótico em 1992, no mesmo ano que lançou “Erotica”, o seu quinto álbum.

Judith Eurich, responsável pelo leilão, disse, em declarações ao jornal britânico “Dailymail”, que “esta é uma imagem absolutamente estonteante”. “Não é só uma foto preto e branco”, mas uma combinação de prateados com “bonitos tons de cinza”.

Segundo o responsável, a foto foi tirada numa altura em que Madonna posava para muitos fotógrafos, durante a década de 90. “Estava numa fase em que o cabelo loiro e a maquilhagem pesada, em tons escuros, lhe davam um olhar dramático”.

“Há muitos fãs e devotos” de Madonna “por esse mundo fora” que “adorariam ter a fotografia”, finalizou Eurich.

NÃO DEIXE DE CURTIR A PÁGINA DO MADONNA MADWORLD NO FACEBOOK.

MADONNA MADWORLD em novo endereço: www.madonnamadworld.com.br

Madonna - Who´s That Girl - Quem É Essa GarotaO MADONNA MADWORLD, o seu site da Madonna presente na internet desde 1998, está de novo endereço: www.madonnamadworld.com.br.

O endereço www.madonnamadworld.com.br, que funcionou por 12 anos, continua por enquanto.

Obs: Como o site mudou de servidor, muitas fotos não estão abrindo. Estamos arrumando os URLs das imagens ainda.

A inspiração de Madonna para GIRL GONE WILD – Assista a reportagem

Aqui está a inspiração de Madonna para o vídeo de GIRL GONE WILD. Nada de dita, seu personagem do livro SEX, e sim Super Vixen, personagem da atriz cult Tura Satana do filme de 1965 Faster, Pussycat! Kill! Kill! de Russ Meyer.

Assista a reportagem do E! News sobre o clipe de GIRL GONE WILD

NÃO DEIXE DE CURTIR A PÁGINA DO MADONNA MADWORLD NO FACEBOOK.

Ator Charlie Hunnam, de Queer As Folk, fala de seu encontro passado com Madonna

Charlie Hunnam, que tem o papel de destaque na série americana “Sons Of Anarchy” deu uma entrevista ao Daily Mail. Ele explicou que Madonna, que lembrou dele no antigo seriado Queer As Folk, o convidou para jantar em sua casa. Quando perguntado se ele ficou intimidado por ela, ele disse:

“Um pouco, e eu estava definitivamente com medo. Eu não sou muito experiente e eu tiveem um monte de problemas com ela uma vez. Estávamos analisando um ao outro … embora não era uma coisa física. E ela veio até mim para me dar um abraço tempos depois. Alguém me perguntou se havia alguma coisa acontecendo entre nós. Eu disparei: “Você está brincando comigo? Ela é mais velha que a minha mãe! “Ela não estava muito emocionada.”

NÃO DEIXE DE CURTIR A PÁGINA DO MADWORLD NO FACEBOOK.