Arquivo da tag: Evita

Rebel Heart Tour prova que Madonna é uma grande vocalista

montreal-que-september-09-2015-madonna-during-her-con13

Historicamente, Madonna é vista pelos críticos como uma incrível artista, cuja voz não faz jus às habilidades de dança. Ela já produziu inúmeros sucessos e clipes maravilhosos, mas na Rebel Heart Tour, Madonna mostra que também é capaz de emocionar o público com a voz.

Os críticos negaram o poder vocal dela por décadas, mesmo após ela ter ganhado um Globo de Ouro pela performance em Evita, de 1996. Naquela época, Madonna chocou a todos com o poder crescente da voz. Mesmo sem a voz potente que Patty Lupone levou à Broadway, ela se superou e muitos acharam a voz dela virtualmente irreconhecível (no bom sentido).

Continue lendo Rebel Heart Tour prova que Madonna é uma grande vocalista

Odeio ser criticada por tudo que digo e faço, diz Madonna em entrevista

madonna entrevista us weekly rebel heart 2015

Madonna deu uma entrevista para a US Weekly onde falou de sua vida íntima, que “Bitch I’m Madonna” é sua música favorita e não pediria desculpas a ninguém. Também também fala de seus momentos rebeldes. Confira!

MADONNA: BITCH, I’M MADONNA é minha canção favorita

US WEEKLY: NO ESPÍRITO DE CORAÇÕES REBELDES, QUAL FOI SEU MAIOR MOMENTO “REBELDE”?
Madonna: O maior momento em que me senti rebelde foi em St. Petersburgo, Rússia (durante a MDNA Tour, em 2012), quando me disseram que eles prenderiam qualquer um que fosse abertamente ou obviamente gay e viesse aos meus shows, daí eu protestei contra o governo. 87 pessoas foram presas e eu fui multada em $1 milhão, mas eles retiraram o processo. Também quando defendi o grupo Pussy Riot, mais ou menos na mesma época, mas houve muitos outros. Acho que foi também quando estava em Toronto e me disseram que se eu simulasse masturbação durante um dos shows (na Blonde Ambition, em 1990) eles me prenderiam, mas eu disse: “Foda-se! Farei de qualquer jeito. Então, me prendam!”, o que não aconteceu. Daí, o Vaticano disse que…ah, enfim! A lista continua…

Continue lendo Odeio ser criticada por tudo que digo e faço, diz Madonna em entrevista

MADONNA CINEMA: Documentário de Katy Perry foi inspirado no filme “Na Cama Com Madonna”, de 1991

Madonna - Na Cama Com Madonna - Truth Od Dare - CartazEm entrevista a Teen Vogue, a cantora Katy Perry disse que sempre foi fascinada por Madonna e especialmente pelo documentário de 1991, “Truth Or Dare”, ou no Brasil, “Na Cama Com Madonna“, e quis que seu filme 3D “California Dreams Tour” tivesse o mesmo sentimento do filme de Madonna.

“Madonna é tudo para mim, Truth Or Dare é um filme incrível porque mostra Madonna em momentos quando ela estava um pouco mais vulnerável,” explicou. “Eu queria fazer no meu filme exatamente o mesmo como Madonna fez para que eu possa me lembrar o que perdi nos momentos em que me sentia cansada, os bastidores, por exemplo.”

No trailer do filme em 3D, Katy Perry aborda sua luta para encontrar o sucesso. “Eu passei por alguns momentos deprimentes. Mas é uma viagem e aprendi muito com essa viagem. Eu me sinto mais forte – uma pessoa muito melhor devido a tudo o que aconteceu.”

O filme será lançado no dia 04 de julho e trás cenas da tour “California Dreams Tour” intercalados com cenas de bastidores, estilo documentário.

Madonna entra novamente no Guiness Book por bater Elvis Presley na parada inglesa

Madonna - Guiness Book 2012Madonna, entre vários títulos no Livro dos Recordes, entrou novamente esta semana no Guinness World Records devido ao álbum MDNA ter debutado em primeiro lugar no Reino Unido.

MDNA deu a Madonna seu 12º álbum no país tornando-se a artista solo de maior sucesso em todos os tempos no Reino Unido. Elvis Presley estava em primeiro lugar com 11 álbuns #1.

Os álbuns No.1 de Madonna (Like a Virgin, True Blue, Like a Prayer, The Immaculate Collection, Evita (film soundtrack), Ray of Light, Music, American Life, Confessions on a Dancefloor, Hard Candy, Celebration e MDNA) acumulam agora 30 semanas na primeira colocação – mais do que qualquer artista feminina.

Elvis Presley tem 11 álbuns em 1º lugar (Rock ‘n Roll, Loving You (film soundtrack), King Creole (film soundtrack), Elvis is Back!, G.I. Blues (film soundtrack), Blue Hawaii (film soundtrack), Pot Luck, From Elvis in Memphis, 40 Greatest, Elv1s – 30 #1 Hits, The King).

Aos 53 anos de idade, a rainha do pop Madonna detém atualmente 20 recordes mundiais,  incluindo a de maior bilheteria de uma artista feminina com a tour The Confessions Tour, de 2006, que teve 60 apresentações, como também por ser a artista feminina que mais discos vendeu na história da música pop – 30 milhões de discos.

A última vez que Madonna entrou na Guiness Book foi em fevereiro com sua apresentação de 12 minutos no Super Bowl. O recorde foi o de maior audiência de TV em um intervalo de um evento esportivo –  Super Bowl. Madonna atraiu 114 milhões de telespectadores – audiência maior que o evento propriamente dito que era o jogo entre  New York Giants e o New England Patriots.

MADONNA MADWORLD em novo endereço: www.madonnamadworld.com.br

Madonna - Who´s That Girl - Quem É Essa GarotaO MADONNA MADWORLD, o seu site da Madonna presente na internet desde 1998, está de novo endereço: www.madonnamadworld.com.br.

O endereço www.madonnamadworld.com.br, que funcionou por 12 anos, continua por enquanto.

Obs: Como o site mudou de servidor, muitas fotos não estão abrindo. Estamos arrumando os URLs das imagens ainda.

MADONNA CHART 2012: Madonna bate recorde de Elvis Presley no Reino Unido com MDNA

Madonna é a nova recordista das paradas britânicas. Seu novo álbum, MDNA, chegou ao topo das paradas pela 12ª vez com 56,335 mil unidades vendidas, batendo Elvis Presley, que era o detentor do recorde até então.

MDNA, de Madonna traz diversas participações especiais, incluindo William Orbit, LMFAO e Benny Benassi, e bateu o novo disco de David Guetta, Nothing But the Beat, por cerca de 34 mil cópias a mais, totalizando 56,335 mil cópias do MDNA vendidos na primeira semana no país. O álbum CELEBRATION caiu do #35 para o #37 lugar enquanto que o Madonna The Complete Studio Box debuta no 70º.

Official Album Chart Top 5

1.’MDNA’ – Madonna
2.’Nothing But The Beat’ – David Guetta
3. ‘Our Version Of Events’ – Emeli Sande
4. ’21’ – Adele
5. ‘Who You Are’ – Jessie J

Os álbuns #1 de Madonna em 4 décadas no Reino Unido

80’s:
1 – 1985 – Like a Virgin (2w)
2 – 1986 – True Blue (6w)
3 – 1989 – Like a Prayer (2w)

90’s:
4 – 1990 – The Immaculate Collection (9w)
5 – 1997 – Evita (1w)
6 – 1998 – Ray Of Light (2w)

00’s:
7 – 2000 – Music (2w)
8 – 2003 – American Life (1w)
9 – 2005 – Confessions On a Dance Floor (2w)
10 – 2008 – Hard Candy (1w)
11 – 2009 – Celebration (1w)

10’s:
12 – 2012 – MDNA (1w)

Álbuns de Madonna que passaram de 1 milhão de cópias vendidas no Reino Unido

Peak…Title………………….Sales……….Certification
01..THE IMMACULATE COLLECTION … 3.565.000……12xP (Jan 2003)
01..TRUE BLUE ………………. 1.980.000 ……7xP (Mar 1992)
01..RAY OF LIGHT ……………. 1.710.000 ……6xP (Jan 2003)
01..LIKE A VIRGIN …………… 1.640.000 ……3xP (Nov 1985)
01..MUSIC ………………….. 1.628.000…….5xP (Jun 2001)
01..CONFESSIONS ON A DANCEFLOOR . 1.345.000…….4xP (Jan 2007)
01..LIKE A PRAYER …………… 1.270.000 ……4xP (Feb 1995)
03..SOMETHING TO REMEMBER ……..1.040.000 ……3xP (Apr 1997)

Filme EVITA, protagonizado por Madonna, será lançado em Blu-ray em junho

Madonna - Evita Blue-Ray

Comemorando 15 anos de lançamento, A Disney, que detém os direitos sobre o filme-musical mais bem-sucedido de Madonna, EVITA, será finalmente lançado em Blu-ray no dia 19 de junho. E não só EVITA, o filme Dick Tracy, que contou com Warren Beatty no elenco, também será lançado, só que em outubro. Veja este vídeo do Diário de Evita, que Madonna escreveu para a revista Vanity Fair.

EVITA foi indicado a alguns prêmios, e no Globo de Ouro, Madonna levou o de melhor atriz.

Oscar 1997 (EUA)

– Venceu na categoria de melhor canção originalYou Must Love Me
– Indicado nas categorias de melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor edição/montagem e melhor som.

BAFTA 1997 (Reino Unido)

– Indicado ao prêmio Anthony Asquith Award para música original de filme.
– Indicado nas categorias de melhor fotografia, melhor figurino, melhor edição/montagem, melhor maquiagem, melhor roteiro adaptado, melhor som e melhor produção de arte.

Globo de Ouro 1997 (EUA)

– Venceu na categoria de melhor filme – comédia / musical, melhor canção original – cinema (You Must Love Me) e melhor atuação de atriz em cinema – comédia / musical (Madonna).
– Indicado nas categorias de melhor diretor, melhor atuação de ator em cinema – comédia / musical (Antonio Banderas).

MTV Movie Awards 1997 (EUA)

– Indicado nas categorias de melhor atuação feminina (Madonna) e melhor canção de filme (Don’t Cry For Me Argentina).

Single de Madonna, ONE MORE CHANCE, completa 16 anos

O último single de Madonna para o álbum Something To Remember, One More Chance, completa 16 anos hoje. Lançada em 1996, a canção foi lançada como single apenas em alguns países (Austrália, Japão, Reino Unido e outros países europeus). Nos Estados Unidos da América, a Warner Music, gravadora de Madonna até 2009, optou por lançar em seu lugar o single “Love Don’t Live Here Anymore”.

One More Chance foi escrita e produzida por Madonna e David Foster e é um balada acústica.

A canção foi um sucesso modesto. No Reino Unido atingiu o #11 nos charts e na Austrália o #35 enquanto na Itália foi #2. Madonna não pode filmar um videoclipe para a canção, já que as filmagens de “Evita” tinha ficado com um cronograma muito mais corrido por causa da sua gravidez, cada vez mais evidente.

SOMETHING TO REMEMBER

Something To Remember é uma coletânea de baladas românticas de Madonna lançada em 7 de Novembro de 1995 pela Maverick Records. Ele trás uma coleção de seus maiores hits balada com três músicas inéditas: “I Want You”, “You’ll See” e “One More Chance”. Ele também contém um novo remix de 1984 como uma faixa do álbum Like a Virgin “Love Don’t Live Here Anymore”. A RIAA o certificou Platina Triplo em 3 de Outubro de 2000, reconhecendo três milhões de vendas nos Estados Unidos.

NÃO DEIXE DE CURTIR A PÁGINA DO MADONNA MADWORLD NO FACEBOOK.

Álbum RAY OF LIGHT, de Madonna, sopra velinhas hoje – 14 anos !

Hoje um dos mais aclamados álbuns de Madonna, RAY OF LIGHT, 7º álbum de estúdio da carreira, lançado no dia 03 de março de 1998, comemora 14 anos de mercado.

Depois do nascimento de sua filha Lourdes, Madonna colaborou com Patrick Leonard e William Orbit no desenvolvimento do álbum. Depois de várias sessões de gravação falhadas com outros produtores, Madonna criou uma nova direção para o trabalho com Orbit. A gravação total de Ray of Light durou quatro meses devido à problemas com o hardware Pro Tools que Orbit usava bem como a ausência de bandas ao vivo. O álbum consiste em gêneros pop, dance, música eletrônica, mas também incluindo o trip hop, techno, música ambiente, rock e música clássica. Liricamente, as canções do álbum focam em vários temas, incluindo espiritualidade, maternidade, fama e riqueza, bem como na nova religião da cantora, a Cabala.

Depois de seu lançamento, RAY OF LIGHT, de Madonna, foi aclamado pelos críticos musicais de música contemporânea, sendo considerado uma obra-prima. Ele foi elogiado pela nova direção musical da cantora, seu caráter maduro e sombrio e os vocais da cantora, sendo intitulado como o álbum “mais aventuroso” de Madonna. Em 1999, RAY OF LIGHT ganhou quatro Grammy Awards, dos seis que concorria, e é listado na lista da revista Rolling Stone, “The 500 Greatest Albums of All Time”. Comercialmente, o álbum foi um sucesso, alcançando o topo de várias paradas musicais de países como Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. Na parada norte-americana Billboard 200, estreou na segunda posição, sendo esta seu maior pico na parada.

Suas vendas giram em torno de 18 milhões de cópias.

Cinco singles do álbum RAY OF LIGHT foram lançados. “Frozen” foi um sucesso mundial, estreando na primeira posição no Reino Unido, ficando na segunda posição na Billboard Hot 100. O lançamento seguinte, “Ray of Light”, também obteve sucesso, e seu vídeo musical ganhou vários prêmios. “Drowned World/Substitute for Love” foi lançado apenas na Europa, enquanto “The Power of Good-Bye” teve lançamento mundial, alcançando a posição onze na Billboard Hot 100, e seu vídeo estreando na MTV americana antes da transmissão do MTV Video Music Awards de 1998. O último lançamento “Nothing Really Matters” não teve muita notoriedade em contraste com os singles anteriores, atingindo a posição 93 nos Estados Unidos, tudo por causa do lançamento do smash hit “Beautiful Stranger”, um mês depois. Para a promoção do álbum, a cantora embarcou na Drowned World Tour (2001).

ANTECEDENTES

Depois do lançamento da coletânea de baladas Something to Remember (1995), Madonna começou a ter aulas de canto para sua interpretação como protagonista no filme EVITA (1996), e no mesmo ano, nasceu sua primeira filha, Lourdes. No mesmo período, ela converteu-se a Cabala, e começou a estudar Hinduísmo e Yoga, que ajudaram-na a “dar seus próprios passos e ver o mundo de uma perspectiva direfente.” Outro fator que inspirou a cantora para a concepção do álbum foi as aulas de canto para participar de Evita. Madonna sentiu que havia uma grande extensão de sua voz que ela não havia utilizado. Em maio de 1997, ela começou a escrever canções para seu próximo álbum e a trabalhar com o produtor Babyface. Eles escreveram algumas canções antes de Madonna sentir que o trabalho juntos não era o que queria. De acordo com Babyface, as canções tinham “um estilo parecido com ‘Take a Bow’, o que Madonna não queria, ou que não necessitava que se repetisse”.

Depois de abandonar a produção com Babyface, Madonna começou um trabalho com Rick Nowels, quem já havia co-escrito canções com Stevie Nicks e Celine Dion. A dupla produziu sete canções em nove dias, no entanto, elas não apresentavam a direção eletrônica que o álbum tomaria, sendo que três delas entrariam no álbum: “The Power of GoodBye”, “To Have Not to Told” e “Little Star”. Logo depois, Madonna começou a escrever canções com Patrick Leonard, quem produziu várias canções da cantora no final da década de 80. No entanto, o som das canções não agradou a cantora. Guy Oseary, sócio da Maverick Records, telefonou para o músico inglês William Orbit, e sugeriu que ele enviasse algumas canções para Madonna. Ele enviou uma fita de treze faixas para a cantora.

DESENVOLVIMENTO

Madonna começou a trabalhar com Orbit após ele ter mandado uma fita de trechos musicais na qual estava trabalhando, com versões “escassas” de faixas que iriam ser usadas em Ray of Light. Madonna iria ouvir as amostras até que ela ficasse inspirada a escrever canções. Uma vez que ela teve uma ideia sobre o sentido lírico de uma canção, ela iria mostrá-la a Orbit, e eles iriam expandir as ideias da música original. Como a maioria das faixas já pré-existiam, Madonna trabalhou apenas nas letras.

Depois de alguns erros na sua pronúncia do sânscrito shloka “Yoga Taravali”, Madonna teve aulas com o eminente estudioso Dr B P T Vagish Shastri, e então fez as correções em sua pronúncia. O álbum foi gravado ao longo de quatro meses e meio na Universal City, Califórnia em 1997. Na maioria do processo de gravação, apenas outras três pessoas estavam no estúdio com Madonna: William Orbit, o engenheiro Pat McCarthy, e seu assistente de engenharia, Matt Silva.[5] Orbit gravou a maior parte das instrumentais do álbum durante o período de quatro meses. Sobre o processo de gravação do álbum, William Orbit lembra que seus dedos sangravam enquanto tocava guitarra, durante as longas horas que passou no estúdio.

FAIXAS

1. “Drowned World/Substitute For Love” (Madonna, Collin, Kerr, Willian Orbit)
2. “Swin” (Madonna, Willian Orbit)
3. “Ray of Light” (Madonna, Leach, Willian Orbit)
4. “Candy Perfume Girl” (Madonna, Willian Orbit, Melvoin)
5. “Skin” (Madonna, Patt Leonard)
6. “Nothing Really Matters” (Madonna, Willian Orbit, Patt Leonard)
7. “Sky Fits Heaven” (Madonna, Willian Orbit, Patt Leonard)
8. “Shanti/Ashtangi” (Madonna, Willian Orbit)
9. “Frozen”
10. “The Power of Good-Bye” (Madonna, Nowells)
11. “To Have And Not To Hold” (Madonna, Nowells)
12. “Little Star” (Madonna, Nowells)
13. “Mer Girl” (Madonna, Willian Orbit)
14. “Has to Be” (Madonna, William Orbit) – LANÇADO APENAS NA EDIÇÃO JAPONESA

CHARTS

Austrália – Australian Albums Chart 1
Áustria – Austrian Albums Chart 2
Bélgica – Belgian Albums Chart (Flanders) 1
Bélgica – Belgian Albums Chart (Wallonia) 2
Canadá – Canadian Albums Chart 1
Dinamarca – Danish Albums Chart 2
Países Baixos – Dutch Albums Chart 1
União Europeia – European Top 100 Albums 1
Finlândia – Finnish Albums Chart 1
França – French Albums Chart 2
Alemanha – German Albums Chart 1
Hungria – Hungarian Albums Chart 1
Itália – Italian Albums Chart 1
Japão – Japanese Albums Chart 7
Nova Zelândia – New Zealand Albums Chart 1
Noruega – Norwegian Albums Chart 1
Espanha – Spanish Albums Chart 1
Suécia – Swedish Albums Chart 2
Suíça – Swiss Albums Chart 1
Reino Unido – UK Albums Chart 1
Estados Unidos – Billboard 200 2

MADONNA FALA SOBRE O ÁLBUM RAY OF LIGHT

NÃO DEIXE DE CURTIR A PÁGINA DO MADWORLD NO FACEBOOK.

Madonna Cinema: 15 anos de EVITA hoje !

Há 15 anos atrás o maior investimento de Madonna no cinema chegou às telonas: EVITA. A crítica e a imprensa consideraram o fime como “The Most Anticipated Motion Picture Event of The Year” e a interpretação de Madonna também foi reconhecida, até mesmo, pelos criticos mais exigentes.

“Gourgeous, Epic, Spetacular
Madonna gives a fierce committed performance.”
David Ansen – Newsweek

“You must see ‘Evita'”
Richard Corliess – Time Magazine

“Two thumbs up”
Siskel and Ebert

“True epic film making”
Joel Siegel – Good Morning America

Prêmios e indicações

– Oscar 1997 (EUA)
Venceu na categoria de melhor canção original: You Must Love Me
Indicado nas categorias de melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor edição/montagem e melhor som.

– BAFTA 1997 (Reino Unido)
Indicado ao prêmio Anthony Asquith Award para música original de filme.
Indicado nas categorias de melhor fotografia, melhor figurino, melhor edição/montagem, melhor maquiagem, melhor roteiro adaptado, melhor som e melhor produção de arte.

– Globo de Ouro 1997 (EUA)
Venceu na categoria de melhor filme – comédia / musical, melhor canção original – cinema (You Must Love Me) e melhor atuação de atriz em cinema – comédia / musical (Madonna).
Indicado nas categorias de melhor diretor, melhor atuação de ator em cinema – comédia / musical (Antonio Banderas).

– MTV Movie Awards 1997 (EUA)
Indicado nas categorias de melhor atuação feminina (Madonna) e melhor canção de filme (Don’t Cry For Me Argentina).

Curiosidades

– Madonna obteve o papel principal depois de escrever uma carta ao diretor Alan Parker onde o convencia de que ela era perfeita para o papel de Evita.
– Madonna troca de roupa 85 vezes no decorrer do filme, mais do que Elizabeth Taylor em Cleopatra. Madonna usou 39 chapéus, 45 pares de sapatos e 56 pares de brincos.
– Cher, Meryl Streep e Maria Conchita Alonso foram consideradas para o papel de Eva.
– Michelle Pfeiffer também foi considerada para o papel de Eva Perón quando o filme estava para ser dirigido por Oliver Stone. Ela inclusive treinou durante alguns meses a voz para o papel.
– O filme causou uma enorme polêmica na Argentina, pois muitos consideravam uma ofensa à memória de Eva Perón