Arquivo da tag: Israel

Suspeito de ter roubado as músicas do novo álbum de Madonna é preso

madonna-rebel-heart-capa-novoálbum-peq

O suspeito por ter roubado as novas músicas de Madonna do álbum “Rebel Heart”, foi preso em Israel. Uma investigação secreta feita pela unidade de crimes de Internet da polícia de Israel resultou na prisão de um homem de Tel Aviv suspeito de invadir os arquivos de da rainha do pop.

O suspeito supostamente roubou faixas inéditas e vendeu-os online.

A investigação começou depois de uma queixa apresentada por um representante de Madonna.

A investigação teve apoio do FBI, o que levou à suspeita do suspeito também ter roubado outros artistas internacionais.

Madonna, em sua página oficial no facebook, agradeceu o empenho da investigação: “Estou profundamente grata ao FBI, os investigadores da polícia de Israel e a qualquer outra pessoa que ajudou a levar à prisão deste hacker. Eu aprecio profundamente os meus fãs que nos forneceram informações pertinentes e continuam a fazê-lo sobre o vazamento da minha música. Como qualquer cidadão, tenho o direito à privacidade. Esta invasão na minha vida, na minha criativamente, profissionalmente e pessoalmente, continua a ser uma experiência profundamente devastadora e prejudicial, como deve ser para todos os artistas que são vítimas deste tipo de crime “.

O novo álbum de Madonna, “Rebel Heart”, será lançado no dia 10 de março. Ela se apresenta no Grammy deste ano o single “Living For Love” no dia 09 de fevereiro. (Israel News)

Assista aos vídeos de divulgação na imprensa do Madonna MDNA World Tour

Madonna MDNA World Tour 2012 - Poster

Madonna fez, na última quinta-feira (31/5), o primeiro show de sua nova turnê, MDNA WORLD TOUR. A apresentação aconteceu em Tel Aviv, em Israel. Veja abaixo trechos do show em filmagem profissional para a imprensa.

TURN UP THE RADIO

LIKE A PRAYER

GIRL GONE WILD

Partido francês quer processar Madonna

E a nova tour de Madonna, o MDNA World Tour, está dando o que falar. Depois de todo o reboliço na mídia devido a performance de “Express Yourself” com “Born This Way”, de Lady Gaga, o escândalo da vez é o vídeo interlude da música “Nobody Knows Me”, exibido durante a performance da música. O partido francês Frente Nacional, liderado por Marine Le Pen, quer processar Madonna por associar a imagem de Marine ao símbolo do nazismo. O MDNA World Tour começou no último dia 31 em Tel Aviv.

Madonna MDNA World Tour - Marine Le Pen - França - Vídeo Interlude "Nobody Knows Me"

Madonna se apresenta em Paris no dia 14 de julho. No vídeo da música de 2003 do álbum “American Life”, Madonna, sempre honesta em suas defesas políticas, mostra o rosto da líder política francesa Marine Le Pen com uma suástica na testa.

Como chamar Madonna de velha, algo tão década passada, ainda continua na moda, Marine comentou a singela homenagem de Madonna com a seguinte frase em comunicado oficial: “Nós entendemos como cantoras velhas, que precisam chamar atenção, chegam a tais extremos assim… Se ela fizer isso na França, estaremos esperando.”

Ao ser interrogado sobre se a FN processará Madonna por este vídeo, o vice-presidente do partido, Louis Aliot – que é companheiro de Marine Le Pen – respondeu que isso será decidido quando ela cantar na França. “O partido verá isso quando ela cantar na França”, disse Aliot.

Marine Le Pen, que foi candidata no primeiro turno das eleições presidenciais francesas, mostrou sua irritação com o vídeo. “Quando velhas cantoras querem que falem delas, recorrem a coisas extremas”, disse no domingo. “Se ela fizer isto na França, a esperaremos”, advertiu a ex-candidata presidencial, que no dia 22 de abril conquistou um recorde histórico, ao obter o terceiro lugar com 17,9% dos votos.

Esta não é a primeira vez que Madonna ataca a Frente Nacional: em 2006, ela associou em uma montagem visual Jean Marie Le Pen, fundador deste partido, com o ex-ditador iraquiano Saddam Hussein, e também com o fundador da Al-Qaeda, Osama bin Laden no vídeo de “Sorry” (Interlude) na tournê “The Confessions Tour”.

Assista ao vídeo causador de toda polêmica.

Vídeo oficial do Madonna MDNA World Tour 2012 com making of e trechos da estréia

Madonna MDNA World Tour Tel Aviv

Assista ao vídeo oficial trazendo making of e a gravação de ontem da estréia do Madonna MDNA World Tour 2012 em Tel Aviv, Israel. Making of e contém imagens profissionais multiângulo de 5 performances, mas um detalhe, o áudio do show não é o original, e sim as versões gravadas em estúdio.

– Girl Gone Wild
– Give Me All your Luvin’
– Gang Bang
– Express Yourself
– Turn Up The Radio

Madonna MDNA World Tour 2012 começa em Israel

Madonna - MDNA World Tour - 31 de maio - Israel

O dia tão esperado por muitos fãs da rainha do pop Madonna finalmente chegou. A cantora começou sua nova turnê MDNA World Tour, nesta quinta-feira às 15h10 (horário de Brasília), com uma apresentação no estádio de futebol de Ramat Gan, em Tel Aviv, Israel.

Madonna traz o espetáculo para o Brasil no final do ano, com shows no Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, fechando a passagem pelo País no dia 9 de dezembro.

O repertório relembrou clássicos da carreira de Madonna e destacou algumas canções do novo álbum, batizado de MDNA, o que inspirou o nome da turnê. A rainha do pop abriu a apresentação com a canção “Girl Gone Wild”, segundo single do último disco. Na sequência, emendou “Revolver”, “Gang Bang”, a clássica “Papa Don’t Preach”, de 1986 e a mais recente, nem por isso menos famosa, “Hung Up”, que fez o estádio pular.

Como previam os vídeos dos ensaios de Madonna, ela cantou mesmo um mash-up de “Express yourself” com “Born this way”, de Lady Gaga e arrematou tudo com o verso “She’s not me” (sobre uma menina que começa a copiá-la em tudo o que faz, até na “marca de lingerie”) do álbum “Hard Candy”. E por que isso é uma declaração de guerra? Voltemos no tempo…

Há exatamente um ano, Lady Gaga lançava seu segundo álbum de estúdio, “Born this way”, cuja faixa-título cai como uma luva em defesa de jovens americanos vítimas de bullying nas escolas, um problema sério no mundo todo, e nos Estados Unidos, ainda mais grave por conta dos registros de suicídios de jovens que não se adequam ao padrão de beleza e comportamento, especialmente os gays. A letra pode passar em branco para brasileiros mais ligados nos beats mas para falantes de língua inglesa bate como uma forte voz de apoio à estes adolescentes.

O problema é que assim que foi lançada, a faixa gerou uma tsunami nas redes sociais. Muita gente se lembrou de “Express yourself”, hit condolidado de Madonna, música que também funcionou como manifesto para as meninas que se submetem a relações amorosas conturbadas. A música abria os shows da turnê “Blond ambition”, até hoje apontada como uma das melhores de Madonna.

A grita aumentou quando Lady Gaga foi questionada quanto ao suposto plágio no programa de Jay Leno, e ela afirmou que Madonna havia “enviado um email dizendo que abençoava a música e desejando toda sorte”. Liz Rosenberg, o cão de guarda e assessora de imprensa de Madonna há 30 anos, soltou uma nota negando qualquer comunicação entre Madonna e Gaga.

Madonna - MDNA World Tour 2012

Madonna MDNA World Tour 2012 Israel

No repertório ainda estavam “Masterpiece”, canção vencedora do Grammy deste ano, “Vogue”, “Like a Virgin” e “Like a Prayer”, que novamente levou o público ao delírio. Ela encerrou o show com “Celebration”.

Os fãs em Israel pagaram até 5 mil shekels (mil euros), com hotel incluído, para assistir Madonna. Os ingressos mais baratos custaram 240 shekels (50 euros). Em Porto Alegre, o público desembolsou uma quantia entre R$ 120 a R$ 800 para garantir lugar no show em dezembro. Ainda há ingressos apenas para pista, custando R$ 360. Os bilhetes podem ser adquiridos na loja Multisom (Andradas, 1.001), através do telefone 4003-5588 (de segunda a sábado, das 9h às 21h) e pelo site da Ticket For Fun, esses dois últimos com a cobrança de taxa de conveniência. A apresentação será no estádio Olímpico.

A “MDNA World Tour”, nona turnê da carreira de Madonna, prevê 84 shows em 32 países. Madonna agora segue para o segundo show em Abu Dhabi, Emirados Árabes, dia 03, domingo.

Fotos e vídeos, acompanhe em nosso FACEBOOK.

“Um concerto pela paz”, diz Madonna sobre seu primeiro show em Israel

Madonna e a Live Nation anunciou que o primeiro show da tour MDNA, que começou hoje em Tel Aviv, Israel, é chamado como o um “Concerto pela Paz”. Várias organizações que lutam pela paz no Oriente Médio foram homenageadas por Madonna em virtude do esforço que fazem para o restabelecimento da paz.

Madonna em Tel Aviv, Israel

“A música é tão universal e se há alguma chance de que através do meu desempenho eu posso trazer mais atenção e iluminação para honrar os esforços de paz no Oriente Médio e ajudar as pessoas a se unirem, seria uma honra para mim. É minha forma de agradecer aqueles que estão fazendo tanto esforço para trazer a paz ao Oriente Médio”, disse Madonna em comunicado oficial.

Madonna se encontrou com os fundadores da ONG Fórum da Paz em Tel Aviv na tarde desta quarta-feira, 30, véspera do início de sua turnê mundial. Fundada em 2005 pelo Dr. Ron Pundak e Riad Malki Dr., o fórum consiste na união de mais de 100 ONG, israelo-palestiniano, que promovem a paz na região.

Madonna leva 700 pares de sapatos na turnê MDNA

Hoje Madonna abre sua turnê MDNA em Tel Aviv, com um figurino cheio de grifes famosas. Jean-Paul Gaultier, Jeremy Scott, Alexander Wang assinam roupas, os sapatos são da Prada e MiuMiu. As roupas da banda e do coro são da dupla Dolce & Gabbana e quando há jeans, são da J. Brand.

Calcinhas e sutiãs incluem peças da Truth or Dare, da linha de lingerie da própria Madonna, assim como alguns sapatos. “Like a Virgin” será cantada com o figurino de sutiã da marca Agent Provocateur.

Mais uma vez, Arianne Phillips supervisiona e coordena todo o guarda-roupa. Jeremy Scott foi para Tel Aviv para dar os toques finais nos modelos.

Gaultier volta a investir no sutiã pontudo, mas desta vez ele é montado como uma gaiola, em tiras tramadas de couro. Ricardo Tisci, um dos queridos da cantora, não contribui desta vez, por compromissos de agenda. Os dançarinos trocam de roupa de 10 a 15 vezes, Madonna troca oito vezes. Na turnê, a bagagem inclui 700 pares de sapatos.

“Ninguém jamais a superará”, diz o guitarrista Monte Pittman sobre Madonna

Presença constante no palco e no estúdio com Madonna há anos, Monte Pittman falou ao The Jerusalem Post sobre seu trabalho com a rainha do pop.

Madonna e Monte Pittman - MDNA World Tour

Na entrevista, o guitarrista de 37 anos, Monte Pitman, conta como conheceu Madonna e como seu “casamento” com a maior artista de todos os tempos aconteceu. “O momento aconteceu quando fui procurado por um cara que queria ter aulas comigo. Ele tinha acabado de ganhar uma guitarra. O tal cara era Guy Ritchie e sua namorada era ninguém menos que Madonna. Eu nem sabia quem ele era quando eu comecei a ensiná-lo, isso foi antes do lançamento do filme “Snatch” (filme que consagrou o ex-marido de Madonna como diretor).”

As aulas aparentemente deram tão certo que então Guy apresentou Pittman a Madonna, que então também começou a fazer aulas com o guitarrista. Em 2000, Madonna, em divulgação do álbum “Music”, se apresentou no programa de David Latterman e Madonna sentiu-se confiante em tocar o single “Don´t Tell Me” só no violão…mas mesmo os ícones culturais têm seus momentos de insegurança, e então ela chamou Pittman para acompanhá-la.

Assim, em março de 2000, o guitarrista do Texas fez sua primeira apresentação na TV americana ao lado do maior ícone pop de todos os tempos. “Eu realmente pensei que Madonna estava brincando quando me pediu para se apresentar com ela.”

Encantado com a performance, Madonna tão breve convidou Pittman para fazer parte de sua nova banda em sua turnê Drowned World Tour, de 2001 (a primeira desde 1993), e desde então, Pittman está com Madonna até hoje. Nesta quinta, ele estará no palco em Tel Aviv com o MDNA World Tour. Monte Pittman contou ainda que co-escreveu três canções com Madonna em 2009 para o álbum “Celebration”.

Madonna e Monte Pittman no Drowned World Tour, de 2001
Madonna e Monte Pittman no Drowned World Tour, de 2001

Pittman ainda disse que trabalhar com Madonna lhe abriu diversas portas em sua carreira como guitarrista, chegando inclusive a gravar dois álbuns solo e ser o diretor musical do cantor Adam Lambert. Monte acompanhou o ex-american idol até setembro de 2011. “Quando eu estou tocando minha própria música, deixo as coisas acontecerem de modo que eu possa fazer coisas de formas diferentes dependendo de como eu me sinto.”

Mas quando ele está na estrada com Madonna, é certo de que ele não pode fazer mudanças, mas ele não encontra restrições em tudo. “Quando eu estou tocando com Madonna, o que eu faço é trabalhar todos os dias e assumir meu personagem naquele show. Madonna não deixa passar nada. Tudo tem que estar devidamente organizado.”

A banda da turnê, que chegou em Israel no fim de semana, passou por ensaios exaustivos em Nova York liderados pelo diretor musical de Madonna, Kevin Antunes.

De acordo com Pittman, o nível de profissionalismo entre os artistas é o mais alto que ele já viu. “Não há tanta pressão, mas é há muito trabalho. Eu só posso falar por mim, mas eu acho que todo mundo está realmente satisfeito com o resultado de todo este trabalho e o show vai ser ótimo.”

Mesmo Pittman não estar envolvido na escolha de Madonna em começar sua tour em Israel (o mesmo lugar onde a cantora encerrou a tour anterior, “Sticky & Sweet Tour”, em 2009), ele concorda com a afirmação de Madonna ao explicar sua decisão de lançar o MDNA Tour em Israel porque “é o centro de energia do mundo e o que acontece aqui afeta o mundo inteiro”. “Tel Aviv é uma das minhas cidades favoritas, e eu estou realmente animado por estar aqui. Há uma energia diferente que você não sente em outros lugares.”

Pittman também recebe uma explosão de energia por tocar com sua chefe Madonna, que, para ele, é o seu modelo na forma de como se manobra a indústria musical. “É como ter aulas com a melhor professora do mundo. Ninguém jamais a superará. A longevidade de sua carreira e seu catálogo musical oferece uma infinidade de estilos musicais de entretenimento para as pessoas. E para mim, como guitarrista, minha combinação com Madonna é que também sou capaz de produzir um monte de estilos diferentes. E nós sabemos que não se pode ficar na mesma o tempo inteiro. O lance é seguir em frente pois as pessoas seguem em frente, e se você não acompanha a evolução das coisas, você está fora, a não ser que você tenha versatilidade.”
Pittman tem versatilidade – e já sabemos que ele tem a sorte ao seu lado.

MADONNA MDNA WORLD TOUR 2012: como será o show !

Madonna MDNA World Tour 2012 - Ensaio

O site Madonnarama trouxe novos detalhes de como é o Madonna MDNA World Tour, que começa no próximo dia 31, quinta-feira, em Tel Aviv, Israel. Pelos ensaios, o show seguirá da seguinte forma:

Bloco Transgression

Abertura – Abre com sinos tocando, seguido de cânticos religiosos por Kalakan. Um som muito assustador com um pano de fundo apresentando um turíbulo com uma luz nela.

Girl Gone Wild – Começa com repetições de “Oh my God” e cantos Kalakan, em seguida, vai para o “Act of Constrition”, quebra de vidro e a aparição de Madonna. ‘Girl Gone Wild’ será em uma versão similar à versão do álbum, mas agora tem uma nova peça incrível instrumental com chicote de sons, samples de ”Material Girl” letra e “Give It To Me”.

Revolver – Começa com um tiro e semelhante à versão do álbum com um pano de fundo que apresenta Lil Wayne no telão (backdrop).

Gang Bang – Este é a performance que tem a aparência de quarto de motel. Começa com sirenes de polícia e no backdrop imagens de são respingos de sangue. Os vocais são ao vivo, partes faladas e instrumentos ao vivo, especialmente a solo de guitarra de Monte Pittman.

Papa Don’t Preach – Uma versão curta, editada e ao vivo com um som de um órgão mais proeminente.

Hung Up – Totalmente reformulada para a turnê. O sample do grupo Abba só é ouvido durante uma parte muito pequena e vocoder na música inteira (aquele recurso de distorcer a voz). Também apresenta repetições de “Oh my God” e algumas letras do “Act of Constrition”.

I Don’t Give AMadonna na guitarra. A introdução é cantada por Kalakan e Nicki Minaj de peruca loira no vídeo backdrop.

Best Friend (interlude) – Misturada com samples de “Heartbeat” do álbum Hard Candy. O pano de fundo é muito escura, imagens de cemitério, caixões e termina com uma lápide com um M grande escrito nele.

Reportagem da emissora de Israel mostrando o ensaio final

 

Bloco Prophecy

Express Yourself – O cenário está muito feliz, colorido e apresenta imagens antiquadas de histórias em quadrinhos inspirados por J. Howard Miller. Em um ponto, quando Madonna canta “What happens when you’re not in bed” (O que acontece quando você não está na cama), o backdrop mostra imagens de desenhos animados de dois homens se beijando. A grande surpresa fica por conta do aparecimento de “Born This Way” de Lady Gaga e depois Madonna termina a música com um trecho de “She´s Not Me”.

Give Me All Your Luvin’ – O “remix Just Blaze” está sendo usado, que agora inclui mais vocais de Madonna. Os dançarinos se tornaram parte de uma Bateria e estão suspensos no ar.

Turn Up The Radio – Começa com uma versão alterada da introdução Music Inferno (The Confessions Tour). Inclui partes de “Holiday”, “Into the Groove”, “Lucky Star”, “4 Minutes” e muito mais. Em seguida, a musica assume o remix de “Leo Zero Remix”, antes da versão do álbum começar e novamente Madonna na guitarra.

Open Your Heart / Sagarra Jo – Madonna apresenta o trio Kalakan, explicando como eles se conheceram (durante uma viagem no País Basco) e por que eles estão se juntando a ela em sua turnê. A canção não é nada como a versão original e soa incrível com o vídeo backdrop mostrando imagens inspiradas no País Basco. Após o termino, todos eles cantam Sagarra Jo.

Masterpiece – Madonna soa bem e é acompanhado pelo Kalakan, sendo uma performance muito íntima e comovente.

Justify My Love (interlude) – A frase “Dita Is Back” (Dita está de volta) aparece no telão. Madonna é perseguida por bailarinos de máscaras. Ele tem a mesma sensação que o comercial de “Truth or Dare by Madonna” propõem (muito sexy!). O vídeo é uma metáfora para todos que tentam tirar vantagens de Madonna, julgá-la ou explorar sua vida privada. Madonna escolhe se trancar num quarto para fugir de tudo e de entrar em um mundo de suas próprias fantasias. Tudo isso em um cenário muito sexy!

 


Bloco Masculine / Feminine

Vogue – Madonna veste uma camisa branca, gravata preta, calça preta, luvas pretas longas, um espartilho e um sutiã de cone reinventado, todos concebidos pelo incrível estilista e amigo pessoal Jean Paul Gaultier. A mesma versão que foi usada no show do Super Bowl, mas desta vez a canção completa é executada e cantada ao vivo. O cenário também é semelhante ao do Super Bowl, incluindo a fonte da revista VOGUE, fotos das estrelas de Hollywood (Marlene Dietrich, Grace Kelly..).

Candy Shop / Erotica – Madonna tira o sutiã e espartilho de cone que ela usava na performance anterior. Uma coreografia muito sensual é realizada em casais, onde Madonna dança com Brahim Zaibat. Esta versão de “Candy Shop” inclui uma pequena interlude de “Erotica”, usando a letra da canção de 1992. Enquanto ela canta “Erotic Erotic put your hands all over my Body” seu namorado e bailarino está com ela.

Human Nature – Próxima da versão do álbum, Madonna vai para uma caixa de cantar “I’m not sorry”, enquanto os dançarinos estão tocando-a e colocando suas mãos por todo o corpo de uma forma muito sensual, porém sem um cunho sexual.

Like a Virgin – A canção foi reformulada. Madonna em um sutiã, parece vulnerável, canta um dos seus maiores sucessos, lentamente, em uma das pista mais emocionante da trilha sonora do seu filme W.E.. Alguns adoram, outros não. No final, Madonna se senta ao lado de seu pianista e desaparece debaixo do palco.

Nobody Knows Me (interlude) – A tela de vídeo apresenta Madonna da cintura para cima. Seu cabelo é na altura dos ombros, cacheados e penteados para trás ligeiramente. Ela também usa longas luvas de couro pretas, um sutiã preto e tiras de couro. Eles passaram por uma suave maquiagem para acentuar os efeitos especiais de todo o vídeo. Durante a primeira parte de “I’ve had so many lives, since I was a child” (Eu tive tantas vidas, desde que eu era uma criança), pedaços de imagens mais antigas de Madonna são colados no vídeo real. A única maneira apropriada para descrevê-lo, é uma espécie de colagem. Como se alguém tivesse cortado diferentes imagens de revistas para recriar uma nova. O final da primeira parte “How many times I’ve died” (Quantas vezes eu morri) lida com a forma como a imprensa tenha tentado enterrar a carreira de Madonna. Usando o mesmo técnica de “colagem”, Madonna representa pessoas diferentes que têm desempenhado um papel importante, positivo ou negativo, na nossa história: Trayvon Martin, Marine Le Pen, Sarah Palin, o Papa, Hitler e muito mais. Os vídeos backdrops da esquerda e da direita mostram imagens e vídeos de da carreira de Madonna. No meio de imagens de adolescentes diferentes que se suicidaram por conta do bullying são mostrados durante alguns segundos, juntamente com uma mensagem de RIP (descanse em paz) e o nome da vítima. Um desses nomes é Brandon Bitner. O último segmento do cenário apresenta imagens positivas de pessoas se beijando: corridas diferentes, casais heterossexuais e casais homossexuais, casais ainda mais velhos e pais com seus filhos.

 

Bloco Redemption

I’m a Addicted – Soa muito com a versão do álbum com alguns sons adicionados para dar-lhe um impacto maior ao vivo. Madonna usa algumas peças “chainmail” e um manto cintilante longo, escrito nas costas “MDNA”. Ela também dança com os pés descalços e a coreografia é meio futurista e um pouco cultish.

I’m a Sinner / Cyber-Raga – Madonna na guitarra e a música tem muito da vibe dos anos 70. Os dançarinos usam roupas coloridas, enquanto Madonna coloca um colar de flores em seu conjunto brilhante. Depois de “I’m a Sinner”, Madonna puxa seu violão e canta “Cyber-Raga”, juntamente com Kalakan.

Like a Prayer – As peças “chainmail” são retiradas e todo mundo se junta a Madonna no palco, vestindo roupas pretas com grandes cruzes brancas, estilo a apresentação do Super Bowl. Madonna canta no fim da passarela.

Celebration – Madonna remove a parte inferior do seu figurino e ao retirar o manto brilhante revela uma calça preta apertada, mas mantém a parte superior que também é usado no vídeo de ‘Girl Gone Wild’. Um clima muito enérgico e feliz com coreografia surpreendente, Madonna pulando de um bailarino para o outro no final da passarela. Madonna explora os sons de um DJ intensamente. Ela leva um par de fones de ouvido, gira os registros e também faz alguns arranhões. O cenário apresenta grande quantidade de cubos coloridos e toda a equipe desaparece em um cubo gigante.

Fim!

Madonna MDNA World Tour: Veja vídeos dos ensaios em Tel Aviv

Madonna - Vídeo do ensaio de Express Yourself com Born This Way

A nova turnê mundial de Madonna, o Madonna MDNA World Tour, promete polêmica. Na noite desse domingo, vazaram vídeos e áudios da passagem de som durante o ensaio feito em Tel Aviv, Israel, cidade que iniciará a turnê “MDNA” no próximo dia 31 de maio.

Madonna interpretou uma parte de “Born This Way”, de Lady Gaga, fazendo uma nítida provocação. A canção foi introduzida no meio da “Express Yourself” e, ao final, Madonna ainda cantou trechos de “She’s Not Me”, do álbum “Hard Candy”, música em que fala de mulheres que nunca serão iguais a ela.

“Born This Way” sempre foi comparada ao hit de Madonna, “Express Yourself”, da década de 1990. Madonna chegou a soltar uma palavra polêmica em entrevista à MTV dos Estados Unidos classificando a música de Lady Gaga como uma versão “redutora” da sua. Lady Gaga, no entanto, assegura que se trata apenas de uma coincidência a semelhança entre as duas canções.

 

Mais vídeos: Opening

Girl Gone Wild

Gang Bang

Papa Don’t Preach

Give me All Your Luvin’

I’m Addicted

Celebration

Gang Bang