Arquivo da tag: Turn up the Radio

Madonna novo álbum com Avicii: Será que ela justifica o seu amor?

madonna novo album 2014 avicci superbowl

Após dois polêmicos álbuns, o próximo disco de Madonna será decisivo para muitos seguidores exasperados. Nós sobrevivemos às suplicas dela pra vermos o rebolado por Hard Candy e ignoramos o apressado e incoerente MDNA. Agora, a conta de Madonna no Instagram confirma que ela voltou ao estúdio com uma dúzia de compositores e produtores escandinavos, incluindo Avicii e a cantora/compositora britânica Natalia Kills.

Mas se Madonna quiser – ou se importar – ser relevante outra vez como musicista, ela precisa aprender com os erros que cometeu com MDNA:

Não reduza a qualidade de suas letras:

Madonna tem 55 anos, dois ex-maridos, quatro filhos; prefere namorar homens mais novos e é a mulher mais famosa do mundo. É material suficiente para se trabalhar. Por favor, chega de rimas do tipo “esperando, ansiando”, chega de nos avisar que o tempo está passando e de dizer o quanto gosta de dançar. Já sabemos de tudo isso. Não sabemos quem Madonna é atualmente. Ela pode juntar quantos produtores quiser, mas, quando compõe melodias fracas e letras genéricas, Madonna não mais revoluciona o Pop, ela apenas o segue.

Não desvie:

A pós-produção do filme W.E. levou mais do que o esperado, seguida de promoção mundial. Entretanto, sobrou pouco tempo para promover o álbum MDNA. Até mesmo seu produtor diplomático William Orbit admitiu: “Fomos pressionados devido a…vários compromissos de mídia, que acabaram com o tempo limitado da artista, como campanhas de perfume e concursos de moda adolescente, além de outros. Todos estávamos completamente fixos a nos dedicar ao máximo para fazer de MDNA o melhor álbum do ano, mas, infelizmente, não houve tempo”.

Poster do filme de Madonna, W.E.

Não arruíne o lançamento do primeiro single:

No Reino Unido, lar de uma das fã-bases mais fieis, o primeiro single Give Me All Your Luvin’ recebeu mínima atenção das rádios. Daí, uma breve promoção permitiu aos fãs baixar a música de graça se eles comprassem o álbum MDNA na pré-venda, o que significou que Give Me All Your Luvin’ não era eleita às paradas. Quando disponível para compra como uma faixa singular, o momento já havia passado e o single chegou apenas no desastroso 37º lugar.

Não continue com singles ainda mais fracos:

O segundo e terceiro singles Girl Gone Wild e Turn Up The Radio eram faixas genéricas que podiam ter sido gravadas por qualquer cantora, de Katy Perry a Carly Rae Jepsen. O responsável por escolher os lançamentos de MDNA deveria se envergonhar.

E, daí, não case “insultos” com “acidente” e grave clipes ruins:

Apesar do clipe de Girl Gone Wild ter sido banido de acesso público no Youtube por ser “muito provocante”, com homens seminus (o que já fora visto nos clipes Justify My Love e Erotica duas décadas antes), o burburinho foi pouco com este segundo single. Ele não chegou ao Top 100 da Billboard e, no Reino Unido, permaneceu em 73º. Turn Up The Radio ganhou um clipe barato que podia ter sido gravado com um iPhone e foi, discutivelmente, a pior coisa que ela já filmou desde Destino Insólito. Esta era a mesma pessoa que revolucionou com Like A Virgin, Express Yourself, Like A Prayer e Bedtime Story?

Não subestime o poder da promoção…

MDNA se tornou um exemplo raro de críticos amando o trabalho de Madonna mais do que seu público. Porém, sem um single bem-sucedido ou qualquer tipo de publicidade da parte de Madonna (apesar de uma entrevista de 10 minutos pré-gravada para o programa Daybreak), muitos britânicos sequer perceberam que ela lançara um novo álbum. Seus leais fãs a levaram, sozinhos, ao topo das paradas. Porém, na terceira semana, o álbum já havia saído do Top 10. Promovendo o filme W.E. enquanto ensaiava pro Superbowl e planejava uma turnê, Madonna não conseguiu dar conta de tudo. O resultado foi a baixa venda de MDNA.

Capa do álbum MDNA, de Madonna

…mas não o promova em estádios!

Turnê, ingressos e produtos exclusivos sempre venderão mais do que um álbum. Mas achar o lugar certo para um show de Madonna é fundamental para o público experimentar e entender seus esforços criativos. Estádios impessoais são, geralmente, inúteis, a menos que você desembolse um bom dinheiro para o “círculo dourado” ou na fila da frente. Muitos detalhes da MDNA Tour se perderam para aqueles que mal viam o palco ou onde a qualidade do som era tão baixa, que se tornava inaudível. Fóruns na Internet se enchiam de reclamações das pessoas que saíam do show antes do fim. Enquanto é mais lucrativo se apresentar em um estádio com capacidade para 70 mil pagantes ao invés de fazer 10 shows em uma arena para 10 mil, o dano apenas será calculado com os recibos da turnê seguinte.

Não esqueça do seu legado.

Tenho comprado os discos de Madonna, Picture discs, singles, álbuns e downloads de 1983 até agora. Eu a defendi durante a infame era de Erotica e Corpo em Evidência; com os crucifixos flamejantes de Like A Prayer e o falso lesbianismo de Justify My Love. Fui a todas as turnês de Who’s That Girl a MDNA. Ainda estou aqui, apesar dos maus momentos, e me diverti com os bons.

É pelos detalhes e pela ingenuidade que sempre admirei Madonna. Ela se inspirou em outros artistas como Blondie, Bowie e Jackson, e, mesmo assim, conseguiu ser original nas ideias que remixou e revisitou. E é isso que está faltando – sinto que Madonna perdeu sua identidade. Ela é apenas Madonna, uma marca sendo corroída por lançamentos de perfume, academias, cremes pra pele, sapatos e roupas. Tudo isso agrega valor à sua produção, mas custando sua credibilidade.

Finalmente, não me dê atenção.

Afinal, o que eu sei? Eu jamais conseguirei influenciar, alcançar ou mudar percepções como Madonna fez, e é fácil pra mim sentar no computador e reclamar. Sei que sou egoísta – quero que Madonna permaneça como a maior artista pop do mundo. E, claro, continuarei nesta jornada iniciada 30 anos atrás, sem me importar com o próximo lançamento. Porém, como fã de longa data, espero – e anseio – por algo mais.

Enfim, MDNA Tour acabou e Madonna deixará saudades em 2012

Como 2012 chega ao fim, eu me encontrei olhando para trás sobre o meu ano e refletindo sobre as decisões tomadas, caminhos percorridos e amizades formadas.

Eu poderia  aborrecer todos vocês com um play-by-play do meu ano e as coisas que eu aprendi, mas eu prefiro falar com vocês sobre uma relação muito especial que realmente tomou conta da minha vida nos últimos 12 meses.

Talvez você não tenha ouvido falar, mas eu estou em um relacionamento. Não, não é com um exemplar do sexo masculino. Não seja bobo. Em vez disso, eu mantive por mais um ano um relacionamento perfeito e belo com Madonna. Tudo foi simplesmente perfeito. Sua apresentação apoteótica no SuperBowl 2012 (ASSISTA NOVAMENTE), o qual bateu recorde de audiência (mais do que o próprio jogo si), seu maravilhoso álbum #1 MDNA e que não paro de ouvi, apenas de que alguns fãs torceram o nariz para ele, pelo belíssimo filme W.E. (o qual ela ganhou um Globo de Ouro e fez Elton John chorar de raiva) e pela espetacular e mais bem-sucedida tour de 2012, o MDNA Tour, o qual tive o prazer de assistir três vezes.

Acompanhei três ótimos vídeos, com destaque para “Girl Gone Wild” e o vídeo interlude da tournê “Justify My Love” (uma pena não ter sido lançado como um novo “Justify my Love” single/clipe 2.0 em todas as emissoras de TV do mundo. Vi Madonna dá os seus ataques de fúria pelos vídeos no Youtube durante sua tour, reclamar da chuva e até ignorar e depois gravar um vídeo ironizado todo o bafafá que o vídeo gerou – essa é Madonna. E pude também compartilhar cada movimento da estrela no facebook do Madonna Madworld. Cada post que escrevo sobre Madonna eles curtem, e bem provável que essa seja a minha primeira relação produtiva e saudável e eu não poderia apreciá-la mais. Eu quase igualei Madonna a Jesus, de uma forma muito ruim. Desde que o cristianismo fez uma lavagem cerebral nos seres humanos com a indução da Bíblia, parece que não se pode fazer mais nada de errado. O mesmo pode ser dito sobre Madonna desde que ela lançou seu SEX Book “.

A MDNA tour terminou na semana passada. Última turnê de Madonna, e seu nono megashow que visitou cidades na Europa, Oriente Médio, Estados Unidos, America Central e América do Sul e gostando do show ou não, você não pode negar o fato de que foi uma grande produção que se esforçou para mostrar que é o M-DNA ou melhor, o DNA de Madonna. E é claro que ela conseguiu.

Todos os elementos da carreira de Madonna estavam lá, remixados e revisitados para 2012: Controvérsia ligado ao sexo e religião e promulgação da violência, mas também a luta pelos direitos das minorias e o convite a tomar consciência sobre o que acontece no mundo em torno de nós. Madonna também foi muito política sobre esta turnê, ela apoiou abertamente Obama e não teve medo de falar sobre liberdade de expressão (Pussy Riot), quando ela visitou países que não estão muito dispostos a deixar seu povo se expressar. E, finalmente, os seus temas eternos de “acreditar em si mesmo” e que “se você trabalhar duro, seus sonhos viram realidade” estavam lá também! Todos misturados em um caleidoscópio de música e dança que compreende o melhor de suas novas canções e alguns de seus hinos imortais.

Esta é também a turnê em que Madonna esteve realmente mais perto de seus fãs e com as coisas que eles diziam para ela, Madonna pareceu realmente satisfeita por passar esse tempo com eles. Ela conversou, esbravejou, xingou, deu piti e brincou com eles durante passagens de som, ficou surpresa e lisonjeada. Madonna mostrou que ela é humana e não um sono coletivo, como muitos pensam. Ela prometeu um grande espetáculo, e lá estava lá num show com os maiores efeitos visuais, a maior tecnologia em telões, sons, palco, nunca jamais feito por nenhum outro artista. Mais uma vez Madonna foi a pioneira, e mesmo os preços dos ingressos salgados terem revoltados alguns, quem esteve em algum show sabe que tudo aquilo que acontece (e não basta assistir a um único show para se dar conta de tudo o que acorre no palco, é muita informação, informação essa que só veremos no lançamento do DVD/Blu-ray do MDNA Tour.)

Madonna

Este foi realmente um grande show e ainda que no início parecia um pouco apressado, mas com o tempo as coisas foram otimizadas e, eventualmente passaram a fazer mais sentido. Mas, acima de tudo o profissionalismo de Madonna era evidente, ela dançou complicadas coreografias em chuvas torrenciais, tocou Turn Up The Radio em um pesado figurino em países ou locais onde era tão quente que você podia vê-la literalmente coberta de suor! Ela foi esperta e engenhosa quando os inevitáveis problemas técnicos vieram (o “Motel” de Gang Bang em Birmingham, UK, devido a problemas técnicos, os problemas técnicos que fizeram Madonna deixar de fora Like A Virgin e Love Spent em São Paulo e Porto Alegre, no Brasil, a forte chuva no Chile que fez Madonna cortar metade do show e até um blackout no último show da tour, em Córdoba, Argentina – programação musical não funcionou corretamente em poucas situações).

É claro que houve também momentos frenéticos, sendo o maior de todos ocorrido no L’Olympia (DVD aqui). Provavelmente, se a Live Nation France tivesse tido um pouco mais de cuidado para explicar que ia ser um pocket show (de fato era claro desde o início para nós, os fãs de carteirinha) Madonna poderia ter talvez evitado a má publicidade, mas ainda assim os fãs afortunados que assistiram o show (e os que assistiram ao vivo no Youtube), não só viram performances únicas de Beautiful Killer e Je T’aime Moi Non Plus, mas puderam orgulhosamente, ou sorridentemente dizer que, de alguma forma, fizeram parte da história de Madonna bem como toda a imprensa mundial que reprisou a notícia sobre aquele mini show.

Para encurtar a história, a MDNA Tour provou mais uma vez que só há uma Rainha e é Madonna (é, eu sei que isso magoará muita gente!)

O Madonna Madworld quer felicitar e parabenizar Madonna, seus empresários, os dançarinos, os incríveis Nicki Richards e Monte Pittman e toda a produção que montou um espetáculo de tirar o fôlego e que nós curtimos muito! Queremos também agradecer a todos os fãs e amigos encantadores que conhecemos nessa turnê, foi ótimo compartilhar esta experiência com todos vocês! Vamos esperar para ver um grande espetáculo novo em 2014!

Então, vocês. Olhem para trás em seu ano e me digam se não tiveram uma relação mais apaixonada, amorosa ou completa este ano como a que eu tive com Madonna. Agora esperar o tão aguardado lançamento do MDNA Tour em vídeo (há vários DVD da tour aqui no site à venda) e um novo álbum, afinal, Madonna em 2007, Madonna encerrou o contrato com a Warner, gravadora pela qual lançou seus discos desde o começo da carreira, em 1982. A mudança de casa engordou a conta bancária da cantora em pelo menos U$ 150 milhões por um contrato de 10 anos.

Parabéns Madonna pelo glorioso ano de 2012.

Obrigado a Jorge Luiz pela ajuda no texto – família Madonna Madworld, como também a Leonardo Magalhães.

Madonna emplaca seu 43º single #1 no Club Play da Billboard com “Turn Up The Radio”

Madonna emplaca seu 43º single #1 no Billboard Dance/Club Play Songs com “Turn Up The Radio”, terceiro single do álbum MDNA. “Turn Up The Radio” subiu esta semana do #2 para o topo. O lançamento da música nas rádios nos Estados Unidos será dia 25 de setembro, dois meses depois do lançamento do clipe.

Madonna é a recordista da parada, deixando para trás Janet Jackson (19), Beyonce (18), Rihanna (18), Kristine W (16) e Mariah Carey (15).

Com mais um #1 hit, ela empata com o cantor country George Strait como o artista com mais singles número 1 numa parada da Billboard. Ele tem 44 singles no topo da parada country entre 1981 e 2009. Madonna agora tem 156 #1´s na Billboard.

Vamos lá: Dance/Club Play Songs (43), Hot Dance Singles Sales (33), Hot Singles Sales (15), Billboard Hot 100 (12), Radio Songs (9), Music Video Sales (9), Billboard 200 (8), Dance/Mix Show Airplay (7), Adult Contemporary (5), Internet Albums (4), Digital Albums (3), Dance/Electronic Albums (2), Digital Songs (2), Hot Digital Tracks (2), Pop Songs (1) e Tastemaker Albums (1).

Todos os 43 singles #1 de Madonna no Dance/Club Play Songs

1983, “Holiday”/”Lucky Star” (5 semanas no 1º lugar)
1984, “Like a Virgin” (3)
1985, “Material Girl”
1985, “Angel”/”Into the Groove”
1987, “Open Your Heart”
1987, “Causing a Commotion (Remix)”
1988, “You Can Dance (LP Cuts)”
1989, “Like a Prayer” (2)
1989, “Express Yourself” (3)

1990, “Keep It Together”
1990, “Vogue” (2)
1991, “Justify My Love” (2)
1992, “Erotica”
1993, “Deeper and Deeper”
1993, “Fever”
1994, “Secret” (2)
1995, “Bedtime Story”
1997, “Don’t Cry for Me Argentina”
1998, “Frozen” (2)
1998, “Ray of Light” (4)
1999, “Nothing Really Matters” (2)
1999, “Beautiful Stranger” (2)

2000, “American Pie”
2000, “Music” (five)
2001, “Don’t Tell Me”
2001, “What It Feels Like for a Girl”
2001, “Impressive Instant” (2)
2002, “Die Another Day” (2)
2003, “American Life”
2003, “Hollywood”
2003, “Me Against the Music,” Britney Spears featuring Madonna (2)
2004, “Nothing Fails”
2004, “Love Profusion”
2005, “Hung Up” (4)
2006, “Sorry” (2)
2006, “Get Together”
2006, “Jump” (2)
2008, “4 Minutes,” Madonna featuring Justin Timberlake & Timbaland (2)
2008, “Give It 2 Me”
2009, “Celebration”

2012, “Give Me All Your Luvin’,” Madonna featuring Nicki Minaj & M.I.A.
2012, “Girl Gone Wild”
2012, “Turn Up the Radio”

“Turn Up The Radio”, de Madonna, chega ao 3º na Billboard

Em sua quarta semana no chart da Billboard Club Play, o novo single do álbum MDNA, de Madonna, “Turn Up The Radio” subiu do #8 para o #3 lugar. Este é seu 57º single Top 10.

Trajetória: 39-19-8-3

CHART

TW LW Title Artist Label/Dist Label
*1 *2 Dark Side Kelly Clarkson 19 / RCA
*2 *3 Spectrum Zedd Featuring Matthew Koma Interscope
*3 *G8 Turn Up The Radio Madonna Live Nation / Interscope
*4 *9 Scream Usher RCA
5 *1 Goin’ In Jennifer Lopez Featuring Flo Rida Island / IDJMG
*G6 *18 Let’s Have A Kiki Scissor Sisters Casablanca
*7 *10 Never Close Our Eyes Adam Lambert 19 / RCA
*8 *14 Spectrum (Say My Name) Florence + The Machine Universal Republic
9 5 Timebomb Kylie Minogue Parlophone/Astralwerks / Capitol
10 7 Wide Awake Katy Perry Capitol
*11 *13 Sex Is In The Heel Cyndi Lauper Pulsar / Megaforce
*12 *15 You’re Gonna Love Again NERVO Astralwerks / Capitol
13 12 Don’t Wake Me Up Chris Brown RCA
14 4 Silhouettes Avicii Featuring Salem Al Fakir Levels/Veratone/Atom Empire / Interscope
*15 *20 Allein Eric Prydz Astralwerks / Capitol
16 6 Big Hoops (Bigger The Better) Nelly Furtado Mosley / Interscope
17 16 Only The Horses Scissor Sisters Casablanca
*18 *25 I Can Only Imagine David Guetta Featuring Chris Brown & Lil Wayne What A Music/Astralwerks / Capitol
*19 *24 When It Feels This Good Richard Vission Vs. Luciana Solmatic
*20 *27 All Stars Blush Far West
21 *22 Long Time John De Sohn Featuring Andreas Moe Epic
22 19 Perfect World Gossip Columbia
23 17 U Make Me Wanna Eddie Amador & Kimberly Cole Featuring Garza Big Beat / Atlantic
24 21 See U Move Sted-E & Hybrid Heights Featuring Mr. V Sea To Sun
*25 *31 Nothing’s Real But Love Rebecca Ferguson SYCO / Columbia
26 *30 Still Getting Younger Wynter Gordon Big Beat / Atlantic
27 23 Best Song Everrr Wallpaper. Epic
*28 *P36 Hello Karmin Epic
*29 *33 Let’s Get It Started (Tonight) Adriana Rubiano Phatt Boi

O EP de “Turn Up The Radio”, lançado na terça-feira, 7, inclui os seguintes remixes:

Turn Up The Radio – Offer Nissim Remix
Turn Up The Radio – Martin Solveig Club Mix
Turn Up The Radio – R3hab Remix
Turn Up The Radio – Madonna vs. Laidback Luke (feat. Far East Movement)

Neste momento, no iTunes, veja como ele está:

Turn Up the Radio (EP)
#8 Finland
#9 Greece
#9 Spain
#10 Poland
#13 Costa Rica
#15 Brazil
#17 Guatemala
#18 Argentina
#21 Colombia
#27 Netherlands
#28 Mexico
#29 Nicaragua
#33 Canada
#39 Peru
#50 Slovakia
#53 United States
#57 Sweden
#59 Panama
#62 Italy
#65 Malaysia
#78 Belgium
#79 Switzerland
#94 France
#104 Hong Kong
#121 Honduras
#123 United Kingdom
#133 Singapore
#152 Taiwan
#157 Thailand
#172 Japan
#173 Bulgaria
#175 Australia
#178 Denmark
#189 Czech Republic
#218 Chile
#220 Philippines
#278 Venezuela

Turn Up the Radio (Música)
#38 Spain
#45 Brazil
#108 Spain
#136 El Salvador
#155 Estonia
#171 Argentina
#175 Italy
#248 Netherlands
#290 Costa Rica
#293 Slovakia
#296 Mexico
#337 Peru
#348 Malta
#397 Canada

Girl Gone Wild (Música)
#38 Lithuania
#55 Italy
#66 Poland
#66 Slovakia
#110 Brazil
#113 Estonia
#116 Hungary
#151 Finland
#196 Spain
#253 Panama
#263 Costa Rica
#279 Argentina
#356 Belgium
#368 Sweden
#380 Colombia
#385 France
#387 Venezuela
#394 Bolivia

Give Me All Your Luvin’ (Música)
#117 Dominican Republic
#153 Argentina
#180 Slovakia
#181 Czech Republic
#192 Portugal
#207 Hungary
#265 Venezuela
#343 Poland
#370 Spain
#386 Cyprus
#399 Bolivia
#400 Brazil

MDNA
#4 Finland
#5 Finland
#20 Hungary
#31 Colombia
#40 Venezuela
#46 Slovakia
#52 Argentina
#58 Poland
#60 Panama
#62 Romania
#63 Guatemala
#74 Norway
#75 Costa Rica
#81 Czech Republic
#84 Brazil
#89 Spain
#110 Bolivia
#124 Poland
#129 Chile
#139 Lithuania
#149 Cyprus
#149 Malta
#149 Nicaragua
#155 Malta
#156 Netherlands
#163 Switzerland
#164 Bulgaria
#165 Bulgaria
#167 Latvia
#185 Paraguay
#186 Greece
#200 Honduras
#207 Estonia
#212 Canada
#220 Sweden
#230 Peru
#234 Hong Kong
#248 Belgium
#251 Denmark
#256 Mexico
#293 El Salvador
#299 Dominican Republic
#299 Singapore
#325 Italy
#344 Taiwan
#353 Portugal
#357 Ecuador
#398 Luxembourg

Celebration (álbum)
#20 Bulgaria
#32 France
#38 Slovakia
#43 Bolivia
#45 Finland
#73 Czech Republic
#78 Philippines
#86 Poland
#88 Greece
#102 Romania
#105 Thailand
#106 Hungary
#106 Portugal
#115 Argentina
#151 Italy
#156 Hong Kong
#160 Philippines
#162 Poland
#168 Luxembourg
#171 Colombia
#176 Italy
#193 Spain
#195 Colombia
#200 Netherlands
#203 Sweden
#206 Lithuania
#219 Cyprus
#232 Denmark
#236 Malta
#246 Singapore
#248 Paraguay
#261 Malaysia
#269 Latvia
#282 Estonia
#296 Taiwan
#305 Peru
#332 Costa Rica
#334 Norway
#355 United Kingdom
#357 Nicaragua
#359 Chile
#369 El Salvador
#372 Honduras
#394 Ireland

Hard Candy
#89 Greece
#116 Finland
#119 Portugal
#175 Luxembourg
#200 Sweden
#350 Norway

Confessions On a Dance Floor
#172 Norway
#173 Finland
#174 Greece
#189 Sweden
#196 El Salvador
#236 Luxembourg
#262 Hungary
#339 Czech Republic
#351 Portugal

Madonna emplaca seu 57º single Top 10 Club Play na Billboard

Em sua terceira semana no chart da Billboard Club Play, Madonna emplaca seu 57º single Top 10 com “Turn Up The Radio”, terceiro single do álbum MDNA.

Trajetória: 39-19-8

CHART

TW LW Title Artist Label/Dist Label
*1 *2 Goin’ In Jennifer Lopez Featuring Flo Rida Island / IDJMG
*2 *3 Dark Side Kelly Clarkson 19 / RCA
*3 *4 Spectrum Zedd Featuring Matthew Koma Interscope
4 *6 Silhouettes Avicii Featuring Salem Al Fakir Levels/Veratone/Atom Empire / Interscope
5 *1 Timebomb Kylie Minogue Parlophone/Astralwerks / Capitol
6 *7 Big Hoops (Bigger The Better) Nelly Furtado Mosley / Interscope
7 5 Wide Awake Katy Perry Capitol

*G8 *G19 Greatest Gainer
Turn Up The Radio Madonna Live Nation / Interscope
*9 *12 Scream Usher RCA
*10 *14 Never Close Our Eyes Adam Lambert 19 / RCA

O EP de “Turn Up The Radio”, lançado na terça-feira, 7, inclui os seguintes remixes:

Turn Up The Radio – Offer Nissim Remix
Turn Up The Radio – Martin Solveig Club Mix
Turn Up The Radio – R3hab Remix
Turn Up The Radio – Madonna vs. Laidback Luke (feat. Far East Movement)

Neste momento, no iTunes, veja como ele está:

Turn Up the Radio
#3 Brazil
#4 Nicaragua
#4 Spain
#6 Argentina
#7 Finland
#7 Greece
#7 Peru
#11 Italy
#13 Panama
#16 Colombia
#19 Poland
#21 Mexico
#22 Costa Rica
#22 Netherlands
#25 France
#26 Belgium
#33 Canada
#40 Chile
#44 Honduras
#45 United States (Chegou ao 15º)
#49 Taiwan
#51 Slovakia
#53 Sweden
#66 United Kingdom
#72 Switzerland
#75 Czech Republic
#77 Ireland
#78 Japan
#81 Bulgaria
#84 Venezuela
#86 Philippines
#92 Norway
#122 Hong Kong
#130 Australia
#151 Denmark
#196 Guatemala
#199 Malaysia
#202 Ecuador
#215 Romania
#227 Portugal
#292 Thailand

Assista ao novo vídeo de Madonna – Turn Up The Radio

Foi lançado nesta segunda-feira, 16, o novo vídeo de Madonna, “Turn Up The Radio”. O clipe, terceiro single do álbum MDNA, foi dirigido por Tom Mouro e gravado nas ruas de Florença, Itália.

A música começa lentinha e estoura numa animação empolgante tornando-se num dos momentos mais brilhantes do álbum. Cheia de barulhos, efeitos e vozes sobrepostas. Trata-se de um clássico pop, redondinho, com impecável produção e deveria ter sido o primeiro single ou segundo. A faixa foi co-produção Martin Solveig.

VÍDEO CAPTURAS

Madonna

Madonna

Madonna

Madonna

Madonna

Madonna

Madonna

Madonna

Madonna

TURN UP THE RADIO

When the world starts to get you down
And nothing seems to go your way
And the noise of the maddening crowd
Makes you feel like you’re going to go insane

There’s a glow of a distant light
Calling you to come outside
To feel the wind on your face and your skin
And it’s here I begin my story

Turn up the radio
Turn up the radio
Don’t ask me where I wanna go
We gotta turn up the radio

It was time that I opened my eyes
I’m leaving the past behind
Nothing’s ever what it seems
Including this time and this crazy scene

I’m stuck like a moth to a flame
I’m so tired of playing this game
I don’t know how I got to this state
Let me out of my cage cause I’m dying

Turn up the radio
Turn up the radio
Don’t ask me where I wanna go
We gotta turn up the radio

Turn up the radio
Turn up the radio
Don’t ask me where I wanna go
We gotta turn up the radio

I just wanna get in my car
I wanna go fast and I gotta go far
Don’t ask me to explain how I feel
‘Cause I don’t want to say where I’m going

Turn down the noise and turn up the volume
Don’t have a choice cause the temperatures pounding
If leaving this place is the last thing I do
That I want to escape with a person just like you

I’m so sick and tired of playing this game
We gotta have fun it it’s all that we do
Gotta shake up the system and break all the rules
Gotta turn up the radio until the speakers blow

Turn up the radio
Turn up the radio
Don’t ask me where I wanna go
We gotta turn up the radio

Turn up the radio
Turn up the radio
There’s some things you don’t need to know
Just let me turn up the radio

Turn up the radio
Just let me turn up the radio
Just let me turn up the radio

Capa do single de “Turn Up The Radio”, de Madonna, revelada

Aqui está a capa do novo single de Madonna, “Turn Up The Radio”, confirmado pela Universal Music Group. O vídeo será lançado no dia 16 de junho, próxima segunda-feira e foi dirigido por Tom Mouro, em Florença, Itália.

A data de lançamento no iTunes mundial ainda não foi confirmado, mas, provavelmente, será no início de agosto.

O que achou?

Vídeo de Madonna, “Turn Up The Radio”, será lançado nesta segunda

O vídeo do terceiro single do álbum MDNA, de Madonna, “Turn Up The Radio”, será lançado nesta segunda-feira, 16 de julho, segundo o canal VEVO, do Youtube.

Vale lembrar que em fevereiro, o lyric video de “Girl Gone Wild” foi adiado no VEVO no último minuto.

Madonna filmou o clipe de “Turn Up The Radio” em Florença, Itália, em julho. O single será lançado no dia 05 de agosto no Reino Unido.

Single de Madonna, “Turn Up The Radio”, será lançado dia 05 de agosto

Com sua turnê mundial se aproxima do Reino Unido, todos os olhos estão sobre Madonna, que lança o terceiro single do álbum número 1 MDNA, “Turn Up The Radio”, no dia 05 de agosto pela Interscope.

Produzido por Madonna e por Martin Solveig, “Turn Up The Radio” é uma stomper pop pulsante que celebra a alegria em alto volume.

A música será lançada oficialmente poucos dias antes do show de Madonna em São Petersburgo, na Rússia. No início deste ano, o prefeito da cidade aprovou uma resolução que proíbe a “promoção da homossexualidade”, fazendo a discussão do tema ilegal em quase todos os casos e independentemente do contexto. Líderes locais manifestaram o desejo de que Madonna cancelasse seu show por lá no dia 09 de agosto, mas, em vez disso, ela prometeu abordar o assunto de frente.

“Eu vou a São Petersburgo para falar para a comunidade gay e dar força e inspiração para quem é ou sente-se oprimido”, disse Madonna em comunicado à imprensa. “Eu sou a favor da liberdade …. Eu não fuja da adversidade. Vou falar durante meu show sobre esta atrocidade ridícula.”

Agora, o vereador de St. Petersburg que propôs a chamada “lei da mordaça gay”, Vitaly Miranov, emitiu um alerta para Madonna dizendo que as autoridades municipais pretendem manter um olho nela … e será penalizada por quaisquer violações às suas leis conservadoras.

“Eu ouvi que em um dos shows desta turnê ela tirou a calça e não vamos permitir isso aqui. Advertimos os organizadores do concerto para que tudo corra bem. Caso contrário, eles terão de enfrentar as duras leis de St. Petersburg”, disse Milanov.

Madonna é famosa por bater de frente com leis que considera ofensiva. Quem pode esquecer de quando Madonna enfrentou a polícia de Toronto, em 1990, no Canadá, que queria impedir a apresentação de “Like A Virgin” e que Madonna disse que preferia ir presa do que mudar uma linha do seu show?

França

O fundador do partido da extrema-direita francesa, Jean-Marie Le Pen, afirmou que vai incitar a sua filha Marine Le Pen, líder da Frente Nacional, a exigir de Madonna um milhão de dólares por difamação.

O motivo está no vídeo interlude da canção “Nobody Knows Me”. No vídeo exibido durante o show, a imagem de Marine Le Pen aparece com uma cruz suástica sobreposta, antes de uma personagem composta, semelhante ao ditador nazista Adolf Hitler.

No vídeo, o rosto de Madonna aparece também sucessivamente misturada com a de personalidades como o papa Bento XVI, o Presidente chinês, Hu Jintao, ou a norte-americana Sarah Palin, ex-candidata à Casa Branca.

O MDNA Tour se apresenta na França no dia 14 de julho, no Estádio de França, perto de Paris, e 21 de agosto, em Nice, no Sul do país.