Arquivo da tag: Elvis Presley

Madonna é a artista com mais singles Top 10 da Billboard

madonna billboard beatles top10 singles

Madonna lidera a lista de artistas com mais músicas no Top 10 da Hot 100 da Billboard, com 38. Além dela, os Beatles, que entraram na lista pela última vez com o single Free As A Bird, de 1995, estavam empatados com 34, até Madonna garantir o 35º, com Die Another Day, em 2002. Ela conseguiu o 38º e mais recente com Give Me All Your Luvin’, com Nicki Minaj e M.I.A. em 2012.

Continue lendo Madonna é a artista com mais singles Top 10 da Billboard

Todos gastam muito com Madonna

madonna procura-se susan desesperadamente jaqueta filme

Mais de US$ 3,2 milhões já foram gastos com artigos colecionáveis dos anos dourados de Madonna durante a década de 80, o que prova que as pessoas têm, sim, muito dinheiro.

No leilão de caridade Ícones do Rock ‘n Roll em Beverly Hills, nesta semana, as pessoas tiveram a chance de arrematar artigos colecionáveis de lendas da música, como John Lennon e Elvis. Mas o que enlouqueceu todo mundo foram os artigos de Madonna, de acordo com a ABC.

Entre os itens mais vendidos, estavam o vestido e o xale que ela vestiu no clipe de Material Girl, que saiu por US$ 73.125, de acordo com um documento oficial. E mais, o vestido de casamento que Madonna usou na união com Sean Penn foi vendido por US$ 81.250.

Outros destaques do “Leilão Madge” incluíram um vestido do filme Evita, vendido por US$ 15 mil, o uniforme usado no filme Uma Equipe Muito Especial, por US$ 32.250, e o vestido da turnê Who’s That Girl, por US$ 50 mil. Todos esses foram mais populares do que o tapete de Yoga do filme Sobrou Pra Você, que foi cedido a um abrigo de animais após o leilão.

Um comprador desembolsou US$ 252 mil pra ter a jaqueta original que Madonna usou no filme Procura-se Susan Desesperadamente. Muitos fãs provavelmente já tentaram desenhar a pirâmide nas costas de uma jaqueta comum, mas sem muito sucesso.

Se você adora este tipo de artigos, mas não tem dinheiro suficiente para um evento assim, é possível encontrar a jaqueta de Susan por apenas US$ 165.

Elvis Presley & Madonna: o dia em que a música morreu, e nasceu!

madonna e elvis presley aniversário

16 de agosto: o dia que recebeu a Rainha do Pop Madonna e perdeu o Rei do Rock & Roll Elvis Presley. Madonna nasceu em 16 de agosto de 1958. Ao celebrarmos os 56 anos da Material Girl, destacamos os 37 anos da morte de Elvis Presley, que faleceu no mesmo dia em 1977, aos 42 anos.

Em homenagem a dois dos maiores artistas da história da Billboard, eis uma análise de alguns recordes quebrados por esses dois ícones:

MADONNA

Madonna já foi citada no Livro dos Recordes por 2 vezes como a artista feminina mais bem-sucedida de todos os tempos, com vendas de discos que ultrapassam 300 milhões.

38 singles entre os 10 melhores da lista Hot 100 da Billboard. Os Beatles, com 34, vêm em segundo. O primeiro deles foi Borderline, em 1984, que iniciou uma sequência de 17 Top 10s consecutivos até 1989, com Cherish. O sucesso mais recente foi Give Me All Your Luvin’, de 2012, que chegou à 10ª posição.

Além disso, ela conseguiu sete primeiros lugares no Hot 100 dos anos 80, empatando-a com Whitney Houston. No total, Madonna acumula 12 primeiros lugares, o que a coloca no quinto lugar dos maiores líderes de todos os tempos (As Supremes também conseguiram 12). Apenas os Beatles (com 20), Mariah Carey (18), e Michael Jackson e Rihanna (13) ganharam mais.

Coincidentemente, Madonna conseguiu seu quarto #1, com Papa Don’t Preach, em 16 de agosto de 1986, quando completou 28 anos. Este dia também marca a estreia da lista de músicas Dance da Billboard em 2003, encabeçada por Madonna sete vezes.

São 43 #1s na parada Dance Club da Billboard. Essencialmente, se Madonna lança um single e ele vai pra parada Dance Club, é fácil concluir que chegará ao primeiro lugar. Madonna é, claramente, é uma máquina de fazer hits. Rihanna vem em segundo lugar com 22 #1s, seguida de Beyoncé, com 21.

20 álbuns no Top 10 da lista Billboard 200, dos quais 8 #1s, incluindo MDNA, de 2012 (Madonna tem 12 álbuns de estúdio, 3 álbuns ao vivo, 2 álbuns de remixes e 4 coletâneas, a mais recente é CELEBRATION, de 2009, em comemoração aos seus 30 anos de carreira). Em quase 30 anos, o segundo lugar vai para o grupo Kidz Bop Kids com 19 Top 10s, seguidos de George Strait (18) e Mariah Carey (17).

Madonna tem o vídeo-single mais vendido da história – Justify My Love (na época foi banido de ser exibido pela MTV e Madonna rapidamente o lançou em VHS vendendo 400 mil cópias só nos EUA).

Já recebeu mais de 130 importantes prêmios de música. É a artista com o maior número de premiações do mundo.

Madonna vendeu 2,5 milhões de cópias da edição limitada do livro SEX em 1 semana, só foram colocados no mercado estes 2 milhões que se esgotaram em 7 dias. O livro infantil de Madonna, As Rosas Inglesas, escrito por Madonna em 2003, entrou para o Guiness Book como o livro infantil mais vendido em menos tempo, sendo traduzido em mais de 30 idiomas.

Maior audiência do Super Bowl em 40 anos do evento. Sua apresentação no intervalo do SuperBowl 2012 foi vista por 114 milhões de telespectadores na final do campeonato, batendo inclusive a audiência do próprio jogo da final.

Apresentou o primeiro e maior palco do mundo com a tecnologia LED no piso da estrutura, na apresentação do Super Bowl 2012. Foi a primeira artista a levar telões de LED para os palcos.

Madonna também é a artista solo que mais lucrou em uma tournê ($1,140,230,941 – 382 shows apenas somando suas tours) e tem a tour que mais lucrou na história por uma cantora, a Sticky & Sweet Tour, de 2008. No total foram mais de 3,5 milhões de pessoas ao redor do mundo que puderam comprovar Madonna nesta turnê e além de ser a quarta mais lucrativa da história, com 407 milhões de dólares arrecadado, a turnê ainda foi considerada a maior da história de um artista solo. Foram apenas 85 shows realizados. O segundo lugar também é dela: MDNA Tour (2012) com $305,000,000 (88 shows).

Na internet, maior audiência de um concerto pela internet. O concerto, na “Brixton Academy”, foi transmitido ao vivo pela internet e visto por 9,5 milhões de pessoas, quebrando o anterior recorde detido por Paul McCartney.

Em 2013 foi listada como a celebridade anual mais bem paga do mundo com 125 milhões de dólares. Em 2008, Madonna foi a cantora mais bem paga do mundo segundo a Revista Forbes, tendo arrecadado cerca de 110 milhões de dólares. Madonna já apareceu na lista 16 vezes. Sua fortuna é especulada em mais de 1,5 bilhão de dólares.

The Immaculate Collection é a coletânea mais vendida por um artista solo, com 32 milhões de cópias comercializadas.

Confessions on a Dance Floor é o álbum que ficou em 1º lugar em mais países: foram 41 no total.

Hung Up é a canção que ficou em 1º lugar em mais países, totalizando 45.

Enquanto isso, a influência de Madonna chega à mais recente geração de divas. “Ela é força, liberdade, é sabedoria além da compreensão de qualquer pessoa”, disparou Ariana Grande sobre seu ídolo na revista Billboard. Sobre gravar com Madonna: “Oh, meu Deus, meu coração pararia de bater”, afirmou.

ELVIS PRESLEY

80 músicas entre as 40 melhores do Top 100. Lil’ Wayne vem com 66, seguido de Elton John, com 57. No primeiro Top 100, em 4 de agosto de 1958, Presley ficou em quarto lugar com Hard Headed Woman e em 34º com Don’t Ask Me Why, cada uma com sua banda gospel, The Jordanaires.

129 álbuns entre os 200 mais da Billboard, o número mais alto nos 58 anos de história da parada. Dez desses chegaram ao primeiro lugar, com Elvis reinando por 10 semanas em 1956. Seu mais recente sucesso veio com o álbum Elv1s: 30 #1 Hits, em 2002.

67 semanas em primeiro lugar entre os 200 mais da Billboard: o maior tempo conquistado por um artista solo. Garth Brooks vem logo a seguir com 52, seguido de Michael Jackson, com 51. O maior reinado de Presley? A trilha sonora de Blue Hawaii, com 20 semanas em primeiro lugar, começando em dezembro de 1961.

Presley se tornou o primeiro artista de Rock a chegar duas vezes ao topo dos 100 mais, tendo Stuck On You durante quatro semanas consecutivas a partir de 30 de abril de 1960. A canção, gravada logo após a licença do Exército, seguiu A Big Hunk O’ Love, que liderou a parada em 15 de agosto de 1959.

Enquanto o último primeiro lugar de Presley no Hot 100 foi com Suspicious Minds (em 01 de novembro de 1969), uma canção que ele mandou direto ao segundo lugar em 1962 finalmente chegou ao topo 31 anos depois: a versão do UB40 para Can’t Help Falling In Love, com sete semanas em primeiro lugar, em 1993.

(Fonte: Billboard)

Madonna é a segunda artista mais importante da história

madonna confessions tour live to tell jesus

O jornal inglês Daily Mail fez uma lista com as 1000 pessoas mais importantes da história. Madonna, entre artistas, ficou apenas atrás de Elvis Presley.

“Nós desenvolvemos métodos computacionais para medir importância histórica através da análise de Wikipedia e outras fontes de dados. Nós classificamos figuras históricas assim como o Google classifica as páginas, através da integração de um conjunto diversificado de medidas sobre a sua reputação (incluindo PageRank, comprimento do artigo, e leitores) para estimativas de sua fama, explicado por uma combinação de conquistas e fama. Nós verificamos a passagem do tempo de maneira fundamentada para que possamos razoavelmente comparar a importância de figuras históricas de diferentes épocas.

– Os dados são classificados de acordo com as opiniões expressas na internet.
– Algoritmo prevê como pessoas importantes permanecerá 200 anos após a morte.

1. Jesus
2. Napoleon
3. Muhammad
4. William Shakespeare
5. Abraham Lincoln
6. George Washington
7. Adolf Hitler
8. Aristotle
9. Alexander the Great
10. Thomas Jefferson
11. Henry VIII of England
12. Charles Darwin
13. Elizabeth I of England
14. Karl Marx
15. Julius Caesar
16. Queen Victoria
17. Martin Luther
18. Joseph Stalin
19. Albert Einstein
20. Christopher Columbus
21. Isaac Newton
22. Charlemagne
23. Theodore Roosevelt
24. Wolfgang Amadeus Mozart
25. Plato
26. Louis XIV of France
27. Ludwig van Beethoven
28. Ulysses S. Grant
29. Leonardo da Vinci
30. Augustus
31. Carl Linnaeus
32. Ronald Reagan
33. Charles Dickens
34. Paul the Apostle
35. Benjamin Franklin
36. George W. Bush
37. Winston Churchill
38. Genghis Khan
39. Charles I of England
40. Thomas Edison
41. James I of England
42. Friedrich Nietzsche
43. Franklin D. Roosevelt
44. Sigmund Freud
45. Alexander Hamilton
46. Mohandas Karamchand Gandhi
47. Woodrow Wilson
48. Johann Sebastian Bach
49. Galileo Galilei
50. Oliver Cromwell
51. James Madison
52. Gautama Buddha
53. Mark Twain
54. Edgar Allan Poe
55. Joseph Smith, Jr.
56. Adam Smith
57. David, King of Israel
58. George III of the United Kingdom
59. Immanuel Kant
60. James Cook
61. John Adams
62. Richard Wagner
63. Pyotr Ilyich Tchaikovsky
64. Voltaire
65. Saint Peter
66. Andrew Jackson
67. Constantine the Great
68. Socrates
69. Elvis Presley
70. William the Conqueror
71. John F. Kennedy
72. Augustine of Hippo
73. Vincent van Gogh
74. Nicolaus Copernicus
75. Vladimir Lenin
76. Robert E. Lee
77. Oscar Wilde
78. Charles II of England
79. Cicero
80. Jean-Jacques Rousseau
81. Francis Bacon
82. Richard Nixon
83. Louis XVI of France
84. Charles V, Holy Roman Emperor
85. King Arthur
86. Michelangelo
87. Philip II of Spain
88. Johann Wolfgang von Goethe
89. Ali, founder of Sufism
90. Thomas Aquinas
91. Pope John Paul II
92. René Descartes
93. Nikola Tesla
94. Harry S. Truman
95. Joan of Arc
96. Dante Alighieri
97. Otto von Bismarck
98. Grover Cleveland
99. John Calvin
100. John Locke

+

111. Barack Obama
121. Madonna
130. Bob Dylan
162. John Lennon
271. Margaret Thatcher
356. Nelson Mandela
1483. David Cameron


Artistas Musicais:

69. Elvis Presley
121. Madonna
130. Bob Dylan
162. John Lennon

Não mencionaram o Michael Jackson e a Lista inteira (Top1000) não foi divulgada. E muitos fãs do Michael Jackson reclamando…

OPINIÃO DO MADWORLD: “Eu acho que levando em conta não apenas o contexto musical, mas social e político também, a Madonna é muito mais “importante” que o Michael Jackson, sim. Ele foi fenômeno de vendas e tudo mais, mas ele era uma grande moda que, apesar de ter qualidade, não precisava de muito pra ser consumido. Já a Madonna sempre foi pelo lado contrário e as lutas que ela travou durante a carreira atravessam e tiveram mais visibilidade do que qualquer coisa parecida que o MJ tenha feito. O que temos no Michael Jackson além da música de sucesso? Só polêmicas envolvendo a carreira e a sua sexualidade, enquanto Madonna… Bem, todos nós sabemos que ela responde pelos gays e pelas mulheres desde os anos 80, além de questões humanos relativas a fome, religião e diversas opressões que ela faz questão de expor sempre, dando a cara a tapa. A mesma coisa o Lennon e o Dylan em relação ao MJ. Agora o Elvis nem precisa de argumentos.”

Madonna para a “Out in the City” Magazine – entrevista traduzida

Madonna para a “Out in the City” Magazine de maio. Confira a entrevista traduzida em que Madonna fala sobre seu mais novo álbum número 1, MDNA.

Em seus genes…

Entrevista de Madonna para a revista OUT IN THE CITY - traduçãoMDNA, 12º álbum de estúdio de Madonna, foi número 1 em 18 países – incluindo Estados Unidos e Reino Unido – e top 10 em todo mundo. A rainha do pop Madonna conversa com Larry Flick sobre a criação do álbum, a inspiração por trás de algumas músicas, e por que ela ainda tem muito a dizer….

Após quase 30 anos fazendo música, ninguém chegou perto de se igualar ao impacto gerado por Madonna na cultura pop. Outros artistas podem ter ido e vindo, mas nenhum deles chegou perto de suas vendas próximas de 300 milhões de álbuns. Já, o seu 12º álbum número um no Reino Unido, MDNA, vendeu 359.000 cópias em sua primeira semana de lançamento nos os EUA, batendo um recorde anterior que pertencia a Elvis Presley e MDNA é sua primeira melhor semana de vendas desde o álbum “Music”, de 2000, e a primeira melhor semana de vendas em todo mundo em 2012. Produzido principalmente em colaboração com o italiano Benny Bennasi, Martin Solveig da França e com William Orbit, além de outros, este é um dos álbuns de Madonna que recebeu melhores críticas em sua carreira. Sem surpresa, ela está no processo de criação e ensaios de uma gigantesca turnê mundial para promover novo álbum  MDNA, incluindo uma data no Hyde Park em Londres.

O fã de longa data Larry Flick conversou com a estrela sobre o novo álbum e a criação do mesmo.

LF: Antes de tudo, parabéns pelo álbum! Eu não paro de ouvir já faz algumas semanas e já é um dos meus favoritos.
Madonna: Ooh, isso é muito bom de escutar
LF: O que é realmente é excitante, pois você já é uma rainha faz muito tempo!
Madonna: (risos) Ok, se você diz…
LF: Verdade, ouvindo estas músicas, eu me curvei na minha cadeira e disse “Oh my god”. A primeira coisa que eu quero saber é: o que você quer dizer com esse álbum? De onde você estava vindo?
Madonna: Bem, eu terminei as filmagens do filme W.E. o qual eu usei uma outra parte criativa minha. Foi uma experiência muito satisfatória, mas, ao mesmo tempo, foi extremamente esgotadora. Você passa a pensar como um diretor o tempo inteiro, e você tem todos os tipos de idéias que se faz quando se escreve canções ou montar um show ao mesmo, mas não consegue fazer isso fisicamente, tudo ao mesmo tempo. É muito exaustivo. Escrever ou cantar uma canção, ou performar uma música, é tão profundo em comparação.

Eu me sentia como um animal enjaulado. No momento em que estava focada me expressando no cinema, e realmente tenho muito orgulho do meu filme – eu me sentia como se eu realmente quisesse voltar para o básico, tocar minha guitarra e à simplicidade de emoções cruas. Mesmo quando eu estava escrevendo uma música e tocando meu violão – ou compondo “I’m A Sinner”, por exemplo – eu só queria me sentir bem. Foi tão bom voltar tocar violão e cantar. Parecia que eu não fazia isso a anos. Obviamente, eu tive que tirar algumas coisas do meu peito. Então, para mim, era como voltar a libertar o animal preso em mim e voltar a expressar todos os tipos de emoções, e não apenas um. Foram um monte de coisas que me fizeram pegar o caminho de volta – não tanto para a zona de conforto, mas um lugar de controle completo – porque eu acho que existe um equívoco sobre dirigir um filme quando você é iniciante. As pessoas falam demais.

Você sabe, se um ator vem para o set e ele não está de bom humor, você perde todo seu tempo segurando a sua mão, e tenta trabalhar a psicologia dele para que façam um bom trabalho. Ou se seu designer de produção tem uma enxaqueca … você tem que operar o equipamento sozinho. Você realmente fica totalmente fora de controle o dia todo até que tudo aquilo terminar. Filmar é uma loucura. Mas eu gosto de desafios.

LF: E então fazendo música trouxe você de volta a zona de conforto onde uma pessoa, como você, que gosta de ter todo controle de seu destino, te faz sentir bem?
Madonna: Você sabe, eu odeio usar a palavra “controle” demais pois as pessoas associam muito esta palavra comigo e com minha criatividade. Todos dizem, “você é controladora e gosta de controlar.”

Tudo que eu faço – até mesmo minhas composições – eu estou colaborando em todos os momentos. Eu valorizo a entrada de pessoas, e quero. Eu não posso trabalhar por conta própria. Eu não sou como o Prince ou outros artistas que chegam, tocam todos os instrumentos, gravam e não ouvem a opiniãos dos outros. Eu preciso ouvir o que as pessoas pensam o tempo todo. Eu gosto de ter alguém ao meu lado. Eu gosto da simplicidade da composição, porque, no final, é simples. Você tem uma melodia. Você tem algumas palavras. E você canta. Felizmente, você sente um monte de emoções diferentes, é tudo muito mais direto.

LF: Como você decide na escolha dos pessoas que trabalharam com você no álbum? Eles são tão diferentes. Você trabalhou com Benny (Benassi), que um italiano louco….
Madonna: fala pessimamente o inglês.
LF: Eu adoraria saber como você se comunicava com eles. Sei que foi através do primo dele! Isso é um pouco louco e um pouco frustrante, não é?
Madonna: Sim, foi no início. O primeiro dia, eu quase arranquei meus cabelos. Mas quando você está trabalhando com novas pessoas, você sempre tem que encontrar um terreno comum com eles e depois descobrir como fazer isso. Eu já trabalhei com William Orbit antes e algo muito mágico acontece quando eu trabalho com William. Eu vou a lugares profundos. Ele é uma alma torturada, e ele traz a alma torturada em mim. Ele também é extremamente desorganizado em seu pensamento. Ele vai me odiar por dizer isso, mas ele é como um cientista louco. A gente começava a trabalhar na canção, e ele vem e diz “Oh meu deus! Oh meu deus!

Eu tinha umas estratégias. “Você está pensando que é a mesma música que você está trabalhando, e então eu dizia: “OK, eu só vou ao banheiro e ja volto.” Você volta, e ele está trabalhando em uma música completamente nova, que também é surpreendente. Mas eu sou do tipo: “William, vamos voltar para a outra música.”

É muito fácil se deixar levar com ele porque ele é apaixonado pelo que faz. Ele é muito articulado, mas ele é um cientista louco. Ele vem com seus desafios, mas você tem trabalhar com ele de uma forma muito específica. O que sai de nossos colaboradores é muito original.

Então, com Martin Solveig, ele é muito parecido comigo em termos de organização e é extremamente metódico. Nós compartilhamos o mesmo amor por filmes estrangeiros – principalmente o cinema francês e o italiano, e principalmente os dos anos 50 e 60. Todas as músicas que fizemos utilizávamos os filmes como metáforas, como uma espécie de trampolim. Estávamos ambos mutuamente obcecados com Alain Delon, e foi daí que surgiu “Beautiful Killer”. Um monte de gente pensa em Martin Solveig apenas como um DJ, mas, na verdade, ele é um músico muito talentoso. Foi muito fácil trabalhar com ele. Ele acessou o meu lado irônico: o amor na linguagem, o oposto do William, a alma torturada. O que saiu de ambas as colaborações é bastante diferente, mas eu acho que foi igualmente interessante e como eu queria.

LF: Eu quero falar sobre as minhas canções favoritas do MDNA. “Gang Bang”…Eu não sei em quem você pensou ao escrever esta música, mas para mim, é como o final …
Madonna: É a música da vingança final.

LF: Realmente é. Há tantas camadas. Ouvindo, “eu pensei”, essa pessoa é um passo para longe da tristeza, final inacreditável. Eu amo este lance de morrer por alguém. Eu namorei alguém uma vez que acreditava que a profissão máxima do amor ……
Madonna: …Morreria por amor?
LF: Morrer por amor!
Madonna: É muito niilista e romântica. É uma música muito complexa, pois por um lado parece que eu estou dizendo para alguém ir se foder. Por outro lado, é como se eu assumisse um personagem e toda a idéia de dizer a alguém para dirigir, apenas para manter a condução, metaforicamente. E como assumir o comando e pisar neste homem o tempo todo, xingando-o. Para uma mulher chamar um homem “bitch” é, para mim, como um ato de desprezo. Mas depois vem a tristeza, a mágoa, e humor.

LF: Para mim, “Gang Bang” é o oposto de “Superstar”.
Madonna: São duas músicas totalmente opostas em termos de sentido.

LF: É justo pensar nessa canção como um nível superior de ”Little Star”, do álbum “Ray of Light”?
Madonna: Hmm … eu não acho, mas eu diria que é a antítese de “Gang Bang”. Trata-se de encontrar um homem positivo. Pensando em arqueótipos, comparando, é como você pensar em John Travolta em Embalos de Sábado à Noite, Bruce Lee, Abraham Lincoln. Eu adoro pensar nas pessoas que eu admiro, e eles são “superstars” na minha cabeça. E eu comparo minhas ações com as ações dessas pessoas.

LF: Acho que pensei em “Little Star” por causa da voz da sua filha na música.
Madonna: Ahh, eu entendo.

LF: Ela parece tão linda. É verdade que ela vai estar em turnê com você?
Madonna: Ela tem uma voz incrível, mas ela nunca vai admitir isso. Ela é como, “Mamãe, basta colocar o meu nome no disco.” Eu disse, “Tarde demais!” (risos)

Ela definitivamente vai estar na turnê comigo. Eu tenho que manter meu olho nela. Ela já tem 15 anos. Mas ela ainda não decidiu o que ela quer fazer. E ela é de libra. Eles nunca seguem com a mente. Ela toca piano muito bem. Ela é uma cantora incrível. Mas ela está passando por aquela fase da rebeldia, de modo que ela acha que pode fazer qualquer coisa com o cabelo, maquiagem ou dar conselhos sobre moda e roupa..

LF: Vamos falar de “I Don’t Give A…”
Madonna: (risos) Você está se concentrando nas minhas músicas raivosas…
LF: Elas me tocam de alguma forma.
Madonna: Tenho certeza que você pode se relacionar com elas. Espero que todos possam se imaginar com essas músicas. Esta é a música da superação do coração partido. “I tried to be a good girl, I tried to be a wife, diminished myself, and I swallowed my light.” (Eu tentei ser uma boa garota, eu tentei ser sua esposa, me diminuí e engoli minha luz) Eu vivi isso. Eu estava em um relacionamento com um homem que eu adorei e para que eu me via dizendo: “Eu não estou mais me reconhecendo. Tudo o que eu quero é estar com você”… ou … “tudo o que eu quero ser é o que você quer que eu seja”. Esta é uma letra interessante de escrever.

LF: Nós sempre queremos estar no controle, queremos controlar e muitas vezes não conseguimos. Como você se sente com esta responsabilidade?
Madonna: Acho que tenho grande habilidade de liderança, mas eu acho que eu nunca vou conseguir controlar a forma em como as pessoas acreditam como eu sou ou o quer que eu seja. Afinal, eu sou um ser humano. A natureza de se apaixonar é que você tem que fazer concessões. Falei muito sobre isso quando eu estava promovendo meu filme W.E.. Uma parte de você tem que estar disponível. Uma parte de você tem que morrer. Eu estava lendo um livro chamado “She” (Ela). Eles comparam a idéia de ser casado, e toda a mitologia de ser casado. A idéia de andar pelo corredor como uma noiva em alguns tempos antigos … consideraram como uma marcha fúnebre. De uma maneira primordial, você está se doando por completo.

E então você está levando a sua vida de uma forma mas sua vida conjugal te domina. É uma quantidade incrível de poder se doar a alguém. É um sacrifício que vale a pena. Você apenas tem que se certificar de que você está fazendo isso com a pessoa certa.

LF: Existe muito romantismo no seu espírito quando você faz uma música, não existe?
Madonna: Claro! Como não poderia existir? Como eu poderia ser uma compositora e não ser romântica?

LF: Como te falei, agora eu pensei em outra música que eu amo do novo álbum, “Falling Free”. É a música perfeita para tudo o que ouvimos neste álbum depois de você gritar ” Die, bitch! (Gang Bang)” …
Madonna: …e a culpa é toda sua….por todo este resgate. Você ainda acredita no amor?
LF: Absolutamente?
Madonna: Isso não é puro?
LF: É um sentimento puro … um sentimento onde a emoção é tão palpável. Quando você pensa na imagem de como as pessoas têm de você como uma artista em oposição ao que eles realmente vão saber e se eles realmente ouvir, às vezes é bem diferente, não é?
Madonna: Sim. Absolutamente!

LF: Você acha que você ainda está lutando para ser ouvida corretamente após todos esses anos?
Madonna: Eu acho que ainda tenho muito a dizer sim. Ainda fico puta sobre algumas coisas. E eu ainda acredito no amor.

MDNA já está nas lojas. Madonna estará com o seu MDNA WORLD TOUR NO Hyde Park em Londres no dia 17 de julho, terça-feira.

Por que Madonna ainda comanda, e as outras apenas seguem?

Madonna 2012 - MDNA - Super BowlCRÍTICA: (CNN) – eu pensei que ela tinha acabado. Madonna?

Eu pensei que ela era muito velha para chamar a si mesma em “garota”. Eu pensei que a música pop passou para ela. Eu pensei que Lady Gaga a tinha matado.

E então eu olho a Billboard desta semana e vejo que eu estava completamente errado.

O 12º CD de estúdio de Madonna, MDNA, estreou em 1º lugar no album chart e ela tem dois singles entre os 10 mais da parada dance. GIRL GONE WILD está em primeiro lugar. Ela tem 53 anos e os clubes estão tocando sem parar seu novo material, incluindo GIVE ME ALL YOUR LUVIN’ que se tornou seu 38ª hit top 10 na parada pop. Para aqueles que adoram números, ela tem mais do que Elvis Presley e mais do que os Beatles. Não estou dizendo que ela é melhor, mas claramente ela tem feito – correção – fazendo mais.

LZ Granderson
Este ano ela ganhou outro Globo de ouro e sua performance no intervalo no Super Bowl atraiu mais espectadores do que o jogo em si, de acordo com a Nielsen. Eu sei que a percepção é de que apenas homens gays se importam com Madonna, mas se isso fosse verdade, dado aos 114 milhões de telespectadores que sintonizaram para vê-la no intervalo, talvez “Don ‘ t ask, Don’t tell” deveriam ser chamados apenas de “assumidos”.

A realidade é que é difícil para a música pop deixar para trás alguém que recicla sua embalagem a cada aparição. Madonna teve a maior arrecadação solo em uma tour mundial (2008) em toda história (Sticky & Sweet Tour) e já vendeu mais de 300 milhões de álbuns em todo o mundo. Ela é uma criança dos anos 80 cujo single de 2005, Hung Up, detém o recorde no Guinness Book por ter ficado no topo das paradas em 41 países enquanto que seu novo disco, MDNA, de 2012 foi #1 no iTunes em 40 países instantaneamente.

O marido de Elton lamentou os comentários de Madonna. “Eu sou o agora”.

Quando você pensa onde a carreira de Madonna está hoje e na mesma semana confirma-se que a morte de Whitney Houston deveu-se a um afogamento, você pensa em como Deus faz as coisas de maneira misteriosa. Os dois ícones pop lançaram álbuns de estréia num prazo de dois anos de diferença: Madonna em 1983 e Houston em 1985.

Naturalmente, Houston foi um modelo vocal naquela época enquanto Madonna com sua fina voz rolava no palco do MTV Vídeo Music Awards em um vestido de noiva proclamando que ela se sentia como uma virgem. Se qualquer um poderia esperar quem teria um final trágico, desesperado, todos pensariam de cara em Madonna. E então Whitney Houston se foi, Michael Jackson já tinha ido antes, Prince praticamente se aposentou faz anos e, com exceção de U2 – eles estão ganhando dinheiro sem nostalgia.

Enquanto isso, Madonna metodicamente tornou, indiscutivelmente, o maior cantora de todos os tempos. Quem ainda tenho que convencer?

Como para a música, seu mais recente CD MDNA é não para garantir seu terreno, mas para lembrar a todos que ela é a Madonna e que Gaga, Rihanna, Beyonce e outros apenas seguem sua cartilha. Na verdade, cada vez que elas recebem um cheque por causa dos royalties, certamente Madonna recebe sua fatia.

Enquanto MDNA, da Madonna, possui três músicas que não fizeram minha cabeça, vou te dizer que as cinco primeiras músicas me fazem querer dançar, e que a faixa Gang Bang é puro gênio. Como você provavelmente pode imaginar simplesmente pelo título, Gang Bang não é música para as rádios, mas provavelmente não é por causa do que você possa pensar. E, em suma, é por isso que Madonna é quem ela é.

Você pode dizer que você está assistindo a um filme de Woody Allen com os cinco primeiros minutos de diálogo. Você pode imaginar a bela prosa de Toni Morrison num livro. Mas meu filho de 15 anos de idade esteve em minha casa e pediu o que eu estava ouvindo. Eu lhe disse que era Madonna e meu filho, que gosta de techno e hip-hop, pensou que eu estava brincando.

“A sério… como, Madonna?” ele perguntou.
“Sim,” eu disse.
“Bem, ela está mais velha mas sua música não.”

A canção foi “Gang Bang” e eu estou contente que ele saiu da sala antes que ela começasse a cantar. Como eu disse, não é para crianças. Mas então, novamente, esta música não seria uma música se não fosse da Madonna.

Nota do editor: LZ Granderson, que escreve uma coluna semanalmente no site da CNN.COM, foi indicado ao prêmio de jornalista do ano e ganhou o prêmio de jornalista comentarista online de 2011. Ele é redator chefe e colunista da ESPN Magazine e ESPN.com. Siga-o no twitter: @locs_n_laughs

Madonna entra novamente no Guiness Book por bater Elvis Presley na parada inglesa

Madonna - Guiness Book 2012Madonna, entre vários títulos no Livro dos Recordes, entrou novamente esta semana no Guinness World Records devido ao álbum MDNA ter debutado em primeiro lugar no Reino Unido.

MDNA deu a Madonna seu 12º álbum no país tornando-se a artista solo de maior sucesso em todos os tempos no Reino Unido. Elvis Presley estava em primeiro lugar com 11 álbuns #1.

Os álbuns No.1 de Madonna (Like a Virgin, True Blue, Like a Prayer, The Immaculate Collection, Evita (film soundtrack), Ray of Light, Music, American Life, Confessions on a Dancefloor, Hard Candy, Celebration e MDNA) acumulam agora 30 semanas na primeira colocação – mais do que qualquer artista feminina.

Elvis Presley tem 11 álbuns em 1º lugar (Rock ‘n Roll, Loving You (film soundtrack), King Creole (film soundtrack), Elvis is Back!, G.I. Blues (film soundtrack), Blue Hawaii (film soundtrack), Pot Luck, From Elvis in Memphis, 40 Greatest, Elv1s – 30 #1 Hits, The King).

Aos 53 anos de idade, a rainha do pop Madonna detém atualmente 20 recordes mundiais,  incluindo a de maior bilheteria de uma artista feminina com a tour The Confessions Tour, de 2006, que teve 60 apresentações, como também por ser a artista feminina que mais discos vendeu na história da música pop – 30 milhões de discos.

A última vez que Madonna entrou na Guiness Book foi em fevereiro com sua apresentação de 12 minutos no Super Bowl. O recorde foi o de maior audiência de TV em um intervalo de um evento esportivo –  Super Bowl. Madonna atraiu 114 milhões de telespectadores – audiência maior que o evento propriamente dito que era o jogo entre  New York Giants e o New England Patriots.

Madonna é eleita um dos mais influentes ícones da moda de todos os tempos

Madonna - Hard Candy Promo Shot - 2008Anualmente, a TIME MAGAZINE faz a sua lista das 100 pessoas mais influentes do mundo e essa lista muito elogiada vem sempre acompanhada de listas suplementares, incluindo a dos 100 maiores ícones da moda de todos os tempos.

A maioria da lista é composta por designers e marcas, modelos e fotógrafos, mas muitas celebridades que serviram de inspiração para a moda figuram na lista como Josephine Baker, James Dean, Farrah Fawcett, Jean Harlow, Audrey Hepburn, Grace Kelly, Bettie Page e a princesa Diana e artistas como Beatles, David Bowie, Michael Jackson, Madonna e (sim) Lady Gaga. Ah, a primeira dama dos Estados Unidos não poderia faltar nas 100 mais: Michelle Obama.

A revista destaca a influência de Madonna como um ícone fashion e escreveu: “Ela abraçou no início como um ídolo de moda — especialmente para a geração mais jovem — Madonna nunca deixou de nos surpreender e tão pouco em nenhum momento perdeu o controle da sua carreira ou sua aparência. De vestido de noiva aos famosos sutiãs de cone a boxeadora, qualquer coisa que Madonna usou virou referência para uma legião de pessoas ao redor do mundo.”

Gaga é elogiada por ser “tão notória em seu estilo escandaloso do que seus hits pop.”

Veja a lista completa.

MADONNA CHART 2012: Madonna bate recorde de Elvis Presley no Reino Unido com MDNA

Madonna é a nova recordista das paradas britânicas. Seu novo álbum, MDNA, chegou ao topo das paradas pela 12ª vez com 56,335 mil unidades vendidas, batendo Elvis Presley, que era o detentor do recorde até então.

MDNA, de Madonna traz diversas participações especiais, incluindo William Orbit, LMFAO e Benny Benassi, e bateu o novo disco de David Guetta, Nothing But the Beat, por cerca de 34 mil cópias a mais, totalizando 56,335 mil cópias do MDNA vendidos na primeira semana no país. O álbum CELEBRATION caiu do #35 para o #37 lugar enquanto que o Madonna The Complete Studio Box debuta no 70º.

Official Album Chart Top 5

1.’MDNA’ – Madonna
2.’Nothing But The Beat’ – David Guetta
3. ‘Our Version Of Events’ – Emeli Sande
4. ’21’ – Adele
5. ‘Who You Are’ – Jessie J

Os álbuns #1 de Madonna em 4 décadas no Reino Unido

80’s:
1 – 1985 – Like a Virgin (2w)
2 – 1986 – True Blue (6w)
3 – 1989 – Like a Prayer (2w)

90’s:
4 – 1990 – The Immaculate Collection (9w)
5 – 1997 – Evita (1w)
6 – 1998 – Ray Of Light (2w)

00’s:
7 – 2000 – Music (2w)
8 – 2003 – American Life (1w)
9 – 2005 – Confessions On a Dance Floor (2w)
10 – 2008 – Hard Candy (1w)
11 – 2009 – Celebration (1w)

10’s:
12 – 2012 – MDNA (1w)

Álbuns de Madonna que passaram de 1 milhão de cópias vendidas no Reino Unido

Peak…Title………………….Sales……….Certification
01..THE IMMACULATE COLLECTION … 3.565.000……12xP (Jan 2003)
01..TRUE BLUE ………………. 1.980.000 ……7xP (Mar 1992)
01..RAY OF LIGHT ……………. 1.710.000 ……6xP (Jan 2003)
01..LIKE A VIRGIN …………… 1.640.000 ……3xP (Nov 1985)
01..MUSIC ………………….. 1.628.000…….5xP (Jun 2001)
01..CONFESSIONS ON A DANCEFLOOR . 1.345.000…….4xP (Jan 2007)
01..LIKE A PRAYER …………… 1.270.000 ……4xP (Feb 1995)
03..SOMETHING TO REMEMBER ……..1.040.000 ……3xP (Apr 1997)

MADONNA CHARTS: Madonna é a segunda artista de maior sucesso no Reino Unido

Madonna se tornou a artista feminina com maior sucesso nas paradas do Reino Unido nesta segunda-feira, 28, quando a coletânea Celebration, seu mais novo álbum, atingiu o primeiro lugar na lista dos mais vendidos e se tornou o décimo primeiro disco de Madonna a ocupar o posto.

A rainha do pop Madonna agora está empatada com Elvis Presley e está atrás apenas dos Beatles, que emplacaram 15 discos entre os mais vendidos, segundo a UK Charts Compay, que divulga a cada semana a lista dos trabalhos mais vendidos.

Celebration, colocado à venda há uma semana, trás 36 canções de Madonna, entre elas duas inéditas: a que dá o título ao álbum e Revolver. A coletânea marca o fim do contrato da cantora com a Warner, parceira desde o início de sua carreira. A partir de agora, a diva tem acordo com a produtora Live Nation, que produzirá seus shows e discos por dez anos.

Os outros álbuns da cantora que atingiram o topo das paradas no Reino Unido são Like a Virgin (1984), True Blue (1986), Like a Prayer (1989), The Immaculate Collection (1990), Evita (1996), Ray of Light (1998), Music (2000), American Life (2003), Confessions on a Dance Floor (2005) e Hard Candy (2008).

Celebration também debutou em primeiro lugar na Alemanha, Itália, Hungria, Irlanda e Japão.

Posições dos álbuns de Madonna na Itália:

Madonna #8
Like a Virgin #1
True Blue #1
Who’s That Girl #1

You Can dance #6
Like a Prayer #1
I’m Breathless #1

The Immaculate Collection #9
Erotica #2
Bedtime Stories #2
Something To Remember #1
Evita #2
Ray Of Light #1
Music #1

GHV2 #7
American Life #1
Confessions On A Dance Floor #1
Hard Candy # 1
Celebration # 1