Arquivo da tag: Madonna 2012

Madonna nos varre pela Tsunami dela de ambição e necessidade, diz Graham Norton

madonna e Graham Norton

O apresentador do talk show mais inteligente do Reino Unido, Graham Norton lança seu segundo livro de memórias neste mês, e está escrevendo uma coluna no jornal Mail Online, na qual destaca o seu mundo particular. Na história de hoje, ele revela como lidou com as maiores divas do show business, incluindo a própria Rainha do Pop.
“Madonna e eu – um caso de amor não-correspondido!”, por Graham Norton.

“Em uma recente visita a Nova York, eu estava em um bar (que surpresa!), quando dois jovens charmosos se aproximaram (isso sim foi uma surpresa). Quando eles pediram para tirar uma foto comigo, pedi a um dos meus amigos que o fizesse e eles pareceram satisfeitos.

‘Obrigado por ter sido gentil’, um deles confidenciou. ‘Na última vez em que estivemos aqui, andávamos pela Quinta Avenida e vimos Madonna. Ficamos emocionados e começamos a dizer o quanto a amávamos. Ela não parou – apenas virou a cabeça enquanto andava, mexeu o cabelo e disse oi e tchau.’

Eles estavam realmente chateados? Não é assim que eles queriam que a deusa se comportasse? Claro que queremos que nossas divas ajam como…bem, divas. Ninguém o faz melhor do que Madonna. Ela pode não ter o dom da atuação, mas, quando se trata de ser Madonna, ela o faz melhor do que qualquer um. Ela é tão certa de que é especial, que somos todos varridos pela Tsunami dela de ambição e necessidade.

Quando o programa So Graham Norton começou no canal 4, em 1998, ela estava no topo da minha lista de possíveis convidados, mas levaria 14 longos anos para que ela finalmente sentasse o bumbum definido no meu sofá vermelho.

Havia muitas condições. Era pra ser especial. Sim, ela queria gravar o programa à tarde. Sim, ela queria aprovar a música. Sim, me pergunto até onde iríamos. Qual exigência poderia ter levado um ‘não’? Nem consigo imaginar.

Poucas semanas antes da gravação, fui convidado a conhecê-la numa recepção no Hotel Claridge, seguida por uma exibição de sua estreia na direção cinematográfica, W.E.. Esperei em um salão ornamentado com uma mistura de jornalistas e celebridades. Finalmente, a porta se abriu. A águia pousara. Tentávamos não encará-la, mas não adiantou.

Madonna andou pelo salão cumprimentando as pessoas e fazendo um breve discurso, como a Rainha visitando uma fábrica de escovas de dentes em Sheffield.

Uma mulher vestindo um terno escuro apareceu atrás de mim. ‘Venha comigo’. Minha boca ficou seca e andamos pelo mar de pessoas até chegarmos à brilhante ilha no centro da multidão. Uma pálida mão se estendeu a mim.

‘Parabéns pelo filme’, eu disse.
‘Oh, você já assistiu’.
‘Não, será nesta noite.’
‘Bem, guarde seus parabéns pra depois’.

Apenas segundos depois, tudo já dava errado, mas, de alguma forma, consegui pacificá-la antes dela seguir pro próximo perdedor. Alguém deve ter tirado uma foto nossa durante nossa breve conversa, pois a tenho emoldurada em minha casa. Estávamos com o riso forçado, mas sou eu que segurava uma bebida e parecia 10 anos mais velho do que ela.

Voltei aos meus amigos e a única palavra que pensei para descrever meu sentimento era ‘doidão’. Alguns instantes depois, a euforia passou e eu quis encontrá-la novamente. Se é isso o que acontece com todo mundo que espera do lado de fora dos teatros e estúdios, não é de estranhar que eles voltem por um pouco mais.

Finalmente, o dia da gravação chegou e eu berrava: ‘Senhoras e senhores, por favor, recebam Madonna!’ e lá estava ela. Estava realmente acontecendo.

O resto do show é uma vaga lembrança. Lembro de estar nervoso e, depois, relaxar. Nós nos familiarizamos e, logo, enquanto eu deliberava com a equipe de produção, fiquei sabendo que me chamaram no andar de cima. Corri e encontrei Madonna e seu pessoal descendo pelo corredor.

‘Muito obrigado!”, falei ansiosamente. Comecei a tentar elogiá-la mais, mas ela me interrompeu.

‘Só queria me despedir’, ela disse, imitando uma pessoa normal da melhor forma possível. Mas, daí, sem dizer nada, alguém veio por trás dela e a vestiu em um casaco de pele, provando que ela não era nem um pouco normal.

Não ficamos amigos depois disso. Ela se manteve como a artista gelada, e eu, o fã espantoso. E nossos mundos nunca se encontraram outra vez.

Assista a entrevista Legendada

DVD Madonna “SuperBowl 2012”

DVD madonna superbowl 2012 capa

Super DVD trazendo a consagrada performance de Madonna no SuperBowl 2012 remasterizado, coletiva de imprensa, making of, ensaios, reportagens de TV e entrevistas. Som 5.1 Dolby Surround, NTSC 16:9.

Para adquirir, basta escrever para marcosvlmoraes@hotmail.com ou mandar uma mensagem na fan page do site. Saiba mais clicando aqui.

Track-listing:

1. Madonna “SuperBowl 2012” – Vogue, Music, Give Me All Your Luvin’ e Like A Prayer
2. Audiences Views – montagem do palco e ensaio de Madonna
3. SNL Stetch
4. Billy Eichner Hits The Madonna SuperBowl
5. Jay Leno Comercial Extendido
6. Press Conference
7. Pré-Game Interview
8. Moment Factory Making Of
9. Shooting The Performance
10. Pós-SuperBowl – diversas reportagens do canal E!, CNN, ET, The Insider, Extra, ET Canadá

Clique nas capturas para ampliá-las.

dvd madonna superbowl 2012 DVD madonna superbowl 2012 dentro DVD madonna superbowl 2012 back DVD madonna superbowl 2012 back cover DVD madonna superbowl 2012 art

M.I.A. pede dinheiro emprestado a Madonna por Super Bowl

M.I.A. pede dinheiro emprestado a Madonna por causa do SuperBowl

Como revelado no último mês de setembro, a liga NFL vem tentando punir a cantora M.I.A. pelo que aconteceu no Super Bowl do dia 5 de fevereiro de 2012 durante a apresentação de Madonna. Durante o evento, assistido por aproximadamente 167 milhões de pessoas, a rapper do Sri Lanka mostrou o dedo do meio na performance de Give Me All Your Luvin’, primeiro single do álbum MDNA, da rainha do pop.

M.I.A. não recebeu nada pelo evento, como de costume pela liga. Mesmo assim, a NFL passou dois anos exigindo US$ 1,5 milhão por quebra de contrato e por manchar a boa vontade e reputação.

Agora, a NFL adicionou mais uma denúncia, buscando US$ 15,1 milhões de restituição pelo valor de exposição pública recebido por aparecer por quase dois minutos durante a performance de Madonna. Os números se baseiam no que seria pago em publicidade no horário. “A reivindicação de restituição não possui base legal, factual ou lógica”, afirmam os papéis de M.I.A., arquivados na última sexta.

A estrela contou que a “busca contínua deste procedimento é um exercício transparente da NFL apenas para enfrentar e fazer disso um exemplo a quem desafiar a NFL”. Pelo twitter, M.I.A. ironizou no twitter “pedindo emprestado” 16 milhões para Madonna, que era a atração principal do intervalo da competição.

Como noticiado anteriormente, Howard King, o advogado de M.I.A., vem tentando anular o argumento da NFL, de que sua reputação foi danificada, ao solicitar informações do público, no que diz ser falta de benefícios para a NFL. Ele até mesmo criou um e-mail (NFL@khpblaw.com), para “equilibrar o campo de jogo”.

Os últimos papéis de M.I.A. acusam o “comportamento profano, libidinoso, lascivo, degradante e/ou inaceitável de seus jogadores, donos de times, treinadores e gerentes e dos artistas escolhidos e patrocinados pela NFL para se apresentar em seus shows de intervalo”.

Por exemplo, há a apresentação de Michael Jackson em 1993, na qual o cantor agarrou a genitália enquanto cantava Billie Jean.

“Esta foi a primeira investida da NFL contra apresentações lascivas em seus shows de intervalo”, como consta nos documentos de M.I.A.. “Será revelado que a NFL estava totalmente ciente de que Jackson faria o movimento em sua apresentação”.

E tem também a performance de Prince, em 2007. “Durante parte da apresentação, ele foi iluminado contra um pedaço de tecido para projetar sua sombra”, afirmam os papéis de M.I.A.. “Sua sombra maximizada apareceu fazendo carícias numa guitarra estilizada, como se fosse num pênis ereto, de maneira reminiscente a Jimi Hendrix. Espera-se uma confirmação de que a NFL sabia antecipadamente o que seria apresentado, do ensaio antes do jogo à configuração do palco”.

Até Madonna, em 2012, é mencionada:

“O show claramente apresenta cenas de jovens dançarinas (possivelmente nem adultas) em posições reclinadas, com pés e mãos e/ou ombros jogados para trás. As mulheres elevando as regiões pélvicas de maneira evocativa de atos sexuais (provavelmente qualificadas como ‘indecentes’), ou, pelo menos, de maneira consistente com cenas de um club de strip”.

Os documentos de M.I.A. não são apenas sobre os artistas. Uma recente proposta de avaliar a punição das 15 jardas pelo uso de insultos racistas é contrastada com a exigência de US$ 16 milhões. O escândalo envolvendo o atacante Richie Incognito, dos Miami Dolphins, foi mencionado, assim como uma rejeição judicial de um acordo de US$ 765 milhões.

A cantora disse que não deve haver responsabilidade ou danos baseados em especulações. E os documentos legais dizem ser “implausível” que qualquer multa seja aplicada após anos de inação e recentes decisões da Suprema Corte. E mais, a responsabilidade do canal transmissor NBC pode ser investigada.

“NFL e NBC falharam no exercício da conduta do Show do Intervalo do Super Bowl por não ativar o ‘atraso de 5 segundos’ na transmissão”, dizem os papéis de M.I.A.. “Qualquer culpa ou responsabilidade deve ser diminuída por negligência da NBC. Ainda não foi revelado se o contrato da NBC devia algo à NFL em termos de operar o ‘atraso’. É muito provável que seja este o caso”.

Madonna é a número 1 artista da década em tours: $801,299,671 milhões

madonna - sticky & Sweet Tour tours money

Uma lista divulgada pelo “The Richest” coloca Madonna como a artista da década que mais ganhou dinheiro em tour. Soma-se um total de $801,299,671, superando Bon Jovi, Elton John, Celine Dion e todo o resto.

Os 248 shows de suas últimas 4 tours contaram com a presença de 6,387,124 milhões de pessoas. A lista é seguida por Bruce Springsteen em segundo lugar com $688,136,476 e 403 shows.

3. Elton John – $603,804,670 – 541 shows
4. Celine Dion – $536,593,262 – 792 shows
5. Kenny Chesney – $477,931,760 – 622 shows
6 – Billy Joel – $418,421,266 -241 shows
7 – Tim McGraw – $303,950,209 – 388 shows
8 – Neil Diamond – $264,810,659 288 shows
9 – Cher – $257,319,809 – 383 shows
10 – Paul McCartney – $238,755,522 – 106 shows

Adendo: o número é ainda maior se somarmos com o MDNA Tour:

– The Reinvention tour 125,000,000
– The confessions tour 194.600,000
– Sticky and sweet 407.700,000
– MDNA Tour 305.200,000

$1,027,000,000 bilhão.

“Eu sabia que um dia poderia ser tão boa que chatearia até a Madonna,” diz Lady Gaga

madonna-mdna tour-born this way express yourself lady gaga

Lady Gaga voltou a falar sobre a Madonna, dessa vez em uma entrevista para a revista Attitude UK de dezembro. Ela admitiu que ficou chocada quando a Rainha do Pop incluiu “Born This Way” na setlist da “MDNA Tour” e que fica lisonjeada de ter conseguido chamar a atenção de alguém que serviu de modelo para ela por tanto tempo.

“Eu fiquei chocada ao saber que ela estava cantando minha música todas as noites em sua turnê, mas como uma punk-rocker, sabia que um dia poderia ser tão boa que chatearia até a Madonna.”

“Quer dizer… Ela é a Madonna. Eu a admirei por muito tempo. Não tenho certeza de qual era a intenção dela, mas realmente não ligo.”

“Tudo que aquilo significou para mim, é que Madonna estava cantando minha música nos shows e eu só tenho 27 anos!”

A Mother Monster prefere se manter distante das disputas e rivalidades apontadas pelos tabloides especializados em fofoca. “Essa coisa da competição não é o que eu sou. Ela escolhe usar a voz dela como ela quer, e eu escolho usar a minha do me jeito”, disse. Gaga também afirmou que não acha “Born This Way” e “Express Yourself” parecidas. “Eu não preciso terminar de carregar a tocha de ninguém,” finalizou

Assista trecho inédito de “Revolver”, do DVD MDNA Tour, de Madonna, em outro ângulo

madonna-revolver-mdnatour-dvd

A empresa Extreme Jibs divulga um trecho exclusivo da filmagem de de Miami do MDNA Tour de Madonna (o show do dvd oficial), feita através da grua que eles comercializam. O vídeo é de uma sequência da segunda música do show, “Revolver”, porém, eles não disponibilizaram o áudio. Assista!

MIA diz que ofereceu música para Madonna, mas que Madonna recusou

MIA ofereceu a música à Madonna, que recusou a ofertaA rapper MIA confessou em conversa com o “The Guardian” que ofereceu seu novo single, a faixa “Sexodus”, à Madonna, quando as duas trabalharam juntas. As colaborações foram para o último disco da rainha do pop, “MDNA”, lançado no início do ano passado.

“Na verdade, eu toquei a música para Madonna assim que a escrevi e falei: `Você pode ficar com ela` e ela me devolveu a canção”, contou. MIA colaborou nas faixas “Give Me All Your Luvin” e “B-Day”, e até fez uma participação especial no show de Madonna no Super Bowl daquele ano. Performance que rende um processo até hoje por causa do malvado dedo do meio mostrado para as câmeras por MIA durante o espetáculo.

Segundo a rapper, o significado da canção levantou uma discussão entre as duas cantoras sobre sucesso e dinheiro, em que MIA acabou discordando da percepção de Madonna sobre o assunto. “Eu perguntei: `o que você faria?` E ela disse: `você gasta!` E eu disse `Não, eu não acho que essa seja a resposta certa`.” E ainda completou: “Madonna é fiel à Madonna. Ela sempre diz que foi uma material girl.”

A faixa será single do novo disco de MIA, “Matangi”, que já teve a música “Come Walk With Me” liberada, previsto para sair no dia 5 de novembro.