Arquivo da tag: fotos madonna

Movimento Madonna #LIVINGFORLOVEDAY nas redes sociais

madonnarebelheartLIVINGFORLOVEDAY7

HOJE É DIA DO EVENTO EM QUE FÃS DO MUNDO TODO SE MOVIMENTAM EM FAVOR DO SINGLE “LIVING FOR LOVE”, bem no dia do BRIT AWARDS.

– Você como fã, ajude, compartilhe. Use as hashtags ‪#‎livingforlove‬, ‪#‎livingforloveday‬, ‪#‎madonna‬, ‪#‎rebelheart‬ em suas redes sociais, como Instagram, facebook e twitter. Ahhhh, aproveitem e coloquem ‪#‎Radio1‬, ‪#‎BBCRadio1‬ e ‪#‎BRITAWARDS2015‬.

Continue lendo Movimento Madonna #LIVINGFORLOVEDAY nas redes sociais

Madonna para a L’Uomo Vogue – fotos e tradução da reportagem

madonna-uomo-vogue-tom-munro-cover-magazine-revista-capa
Aqui está a capa da L’Uomo Vogue com Madonna, edição maio-junho.

O próximo álbum de Madonna faz uma conexão com o projeto “Art For Freedom”. E podemos esperar ver a rainha do pop cada vez mais envolvida e comprometida. “Eu não tenho escolha. A esta altura, não há como voltar atrás. Este é o meu papel no mundo, o meu trabalho como artista. Eu tenho uma voz e eu tenho que usá-la.” L’Uomo Vogue.

madonna-uomo-vogue-tom-munro-pagina2

Por causa da Internet, ou porque nos adquirimos algum tipo de maturidade, a mídia de massa, o papel social das celebridades mudou nos últimos anos. Não é que agora eles são menos interessantes, pelo contrário, agora a exigência é sermos mais transparentes.

Conseqüentemente, muitos redescobriram a antiga função de arte como uma consciência pública e eles usam a sua influência da mídia para fins sociais . Um exemplo? Madonna , que não só é ainda é o maior ícone pop de todos os tempos, mas também a mais comprometida artista na luta pelos direitos humanos como demonstrado por suas declarações públicas freqüentes, seu trabalho humanitário no Malauí e seu recente projeto #Secretprojectrevolution e Art For Freedom .

Secretprojectrevolution é um curta-metragem co-dirigido com Steven Klein. É necessária uma “revolução do amor [ …], uma revolução do pensamento independente , de ter a sua própria opinião e não dar a mínima para o que as pessoas dizem.”

O filme tem um viés autobiográfico e reflete as muitas batalhas contra os estereótipos que Madonna tem lutado desde o ínicio de sua vida. “Como você pode criar arte sem se envolver?”, Afirma Madonna. “Eu gosto de me comparar a Frida Kahlo: tudo o que ela fez foi um auto-retrato.”

madonna-uomo-vogue-tom-munro-pagina3

madonna-uomo-vogue-tom-munro-pagina4

O filme foi originalmente concebido como a campanha publicitária para sua coleção de lingeries, no entanto, o #Secretprojectrevolution acabou se transformando em um manifesto contra a opressão. Ele se baseia em uma coreografia sensual com cenas de masoquismo filmadas num labirinto de salas de uma antiga prisão, em Buenos Aires.

Madonna alternadamente desempenha o papel de prisioneira e ora torturadora, acompanhadas de mensagens políticas sobre o controle e punição. “Às vezes nós somos as vítimas da opressão, outras vezes nós nos aprisionam”, diz ela. “O filme é um exemplo do mundo paradoxal em que vivemos.”

Art For Freedom é a próxima etapa a partir do filme. É uma plataforma digital em associação com a Vice Media que hospeda vídeos, fotos , ilustrações e documentação de performances que abordam a intolerância e perseguição. “Houve uma época em que a arte refletia o que estava acontecendo na sociedade” , ela prossegue, pensativa. “Artistas como Marvin Gaye, Stevie Wonder, Richard Pryor ou Jean-Luc Godard fizeram declarações políticas através de sua arte.” O objetivo do projeto Arte para a Liberdade é “encorajar as pessoas a acreditar que podemos trazer mudanças no mundo através da arte” e um grito de protesto contra a mercantilização da criatividade.

Sua maior fonte de inspiração é o escritor e ativista James Baldwin, que falou longamente sobre a responsabilidade de um artista na sociedade. “Ao nos permitir sermos consumidos por uma marca corporativa, se preocupar em ter a aprovação dos outros e promover apenas o que é aceitável e popular, nós destruímos a nossa arte e tudo sobre ele que é único”, diz Madonna.

No início de sua carreira, em Nova York, ela pertencia à comunidade artística East Village e ela era amiga de Jean-Michel Basquiat e Keith Haring , artistas que abordaram questões sociais através da arte de uma forma direta como fazem muitos artistas em seu projeto “Art For Freedom”. “Sair com Keith e Jean-Michel profundamente me influenciou” , ela lembra. “Sua abordagem à arte visava torná-la acessível às pessoas, no metrô, na rua. Não era elitista, você não tem que pagar por isso, ir a um museu ou galeria ou frequentar os ambientes dos ricos , você pode ser qualquer um.”

Art For Freedom luta contra estereótipos, intolerância e discriminação e promove os direitos civis e a aceitação da diversidade . “Não somos inimigos, tiranos, fascistas e ditadores, pessoas que destroem vidas de outras pessoas ou tira a sua liberdade como Putin ou o presidente da Venezuela” , a estrela continua, com fervor. “Na verdade, o inimigo está dentro de nós. Se estamos conscientes disso ou não, estamos constantemente a discriminar e julgar os outros. Assim, a primeira coisa que temos que mudar é a nós mesmos. Todos os grandes líderes disseram fizeram isso como Gandhi, Martin Luther King, John Kennedy e Nelson Mandela.”

Depois da prisão de Pussy Riot, Madonna fez um discurso (leia aqui) defendendo os direitos dos homossexuais em seu show em São Petersburgo em 2012 durante a passagem do MDNA Tour por lá. Oitenta e sete pessoas foram presas naquela noite e a estrela foi multada em um milhão de dólares. Em algumas ocasiões, ela foi vaiada, censurada e ameaçada de morte, porém, tudo em vão, nada impediu Madonna de expressar suas opiniões. “Estou disposta a sacrificar tudo em nome dos direitos humanos”, ela declara: “além de meus filhos.”

Seu próximo álbum está completamente conectado com o “Art For Freedom”. E podemos esperar ver Madonna cada vez mais envolvida e comprometida com estas questões. “Eu não tenho escolha. À esta altura, não há como voltar atrás. Este é o meu papel no mundo , o meu trabalho como artista. Eu tenho uma voz e eu tenho que usá-la.”

Longe das paredes de museus, o qual um grande número de estrelas pop aspiram um dia chegar, as declarações de Madonna e sua determinação ecoa as palavras de Baldwin. Elas são destinadas para outros artistas na esperança de despertá-los em seu potencial como agentes, se assim o desejarem, de mudança social e os líderes de uma sociedade civilizada mais democrática.

madonna-uomo-vogue-tom-munro-pagina5 madonna-uomo-vogue-tom-munro-pagina6

Foto de Madonna nua vai a leilão e vale até 7 mil dólares

Madonna nua

Para adquirirem a imagem de Madonna nua, os fãs vão ter que pagar, no mínimo, cinco mil dólares. A fotografia, tirada há mais de 20 anos, mostra Madonna sem roupa a fumar um cigarro, com um lençol a tapar-lhe parte das pernas. Uma das fotos do ensaio desta foto foi usada na capa do single de “Bad Girl”, do álbum “Erotica”, em 1993.

A foto de Madonna será a estrela de um leilão a 8 de maio, na Bonhams, em Nova Iorque, Estados Unidos. A fotografia, a preto e branco, mostra a Madonna sem qualquer peça de roupa vestida e tem um valor estimado entre cinco mil e sete mil dólares (3800 a 5300 euros).

Na imagem, a diva, que tem agora 53 anos, está deitada na cama a fumar um cigarro, com os seios à mostra e apenas tapada por um lençol. A fotografia foi tirada em 1990 por Seven Meisel, que trabalhou também com a norte-americana no livro “Sex”. Madonna participou neste trabalho erótico em 1992, no mesmo ano que lançou “Erotica”, o seu quinto álbum.

Judith Eurich, responsável pelo leilão, disse, em declarações ao jornal britânico “Dailymail”, que “esta é uma imagem absolutamente estonteante”. “Não é só uma foto preto e branco”, mas uma combinação de prateados com “bonitos tons de cinza”.

Segundo o responsável, a foto foi tirada numa altura em que Madonna posava para muitos fotógrafos, durante a década de 90. “Estava numa fase em que o cabelo loiro e a maquilhagem pesada, em tons escuros, lhe davam um olhar dramático”.

“Há muitos fãs e devotos” de Madonna “por esse mundo fora” que “adorariam ter a fotografia”, finalizou Eurich.

NÃO DEIXE DE CURTIR A PÁGINA DO MADONNA MADWORLD NO FACEBOOK.

Madonna lança aplicativo para iPhone, iPod, iPad e Android

Para comemorar o lançamento do novo álbum MDNA, Madonna anunciou para seus fãs o lançamento de um aplicativo exclusivo para os usuários de iPhone, iPod, iPad e Android.

Nele é possível acompanhar notícias, agenda, ouvir músicas, ver seus vídeos, fotos, comprar itens da Madonna, além de interagir e compartilhar conteúdo com outros fãs.

O aplicativo é grátis e já está disponível no iTunes App Store e Google Play. O download está disponível no site www.road.ie/Madonna