Arquivo da tag: Frida Kahlo

“Madonna desespero, aposta triunfos passados apenas para parecer atual”, ataca jornal

madonna instagram Martin Luther King
Martin Luther King Jr

Madonna pediu desculpas em suas redes sociais depois que ela postou fotos em seu Instagram de Martin Luther King Jr. e Nelson Mandela, que foram alterados para se parecer com sua própria imagem em seu novo álbum, a ser lançado em março.

Madonna foi acusada por seguidores e por alguns veículos da imprensa internacional de racismo e de possuir uma autoestima mais do que elevada ao se comparar com as figuras, que marcaram a história por sua luta pela igualdade de direitos entre negros e brancos. “São de mau gosto por diversos motivos. O mais óbvio é Martin Luther King, que com certeza não fez seu discurso de ‘eu tenho um sonho’ para ajudar uma mulher branca e rica a vender discos meio século depois”, diz um trecho do texto publicado pelo site da revista americana Entertainment Weekly.”

Já o Washington Post foi mais fundo: “Madonna vem lutando para se manter atualizada, trabalhando com produtores que permanecem jovens enquanto ela envelhece, vergonhosamente apresentando referências a drogas e apelando ao público da dance music, que ela nem deveria ter que agradar, e, basicamente, desperdiçando um frescor de décadas em troca de manter sua marca pessoal. As tentativas mais ofensivas de manter a relevância estão nas redes sociais dela. Lá, os erros mais frequentes são o que esperamos ver no Instagram de qualquer mãe de meia idade, como fotos com montagens ruins no Photoshop e fotos engraçadas que já foram postadas em vários sites, ou fingir ser bacana com gírias passadas. A maior parte disso é desespero, como se apostasse triunfos passados apenas para parecer “na moda” – por que fazer referência a Warhol e Haring em comerciais pro disco novo montados no Photoshop, uma vez que ambos já trabalharam com Madonna no passado? Apesar disso, hoje em dia, ela decidiu se esforçar mais com uma série de postagens com fotos (mais uma vez) editadas de revolucionários políticos mortos para cobrir os semblantes deles com os fios enrolados ao redor do rosto dela na capa do novo álbum Rebel Heart. É repugnante em vários níveis. O óbvio é que Martin Luther King, Jr. não apresentou seu discurso “Eu Tenho Um Sonho” para promover o disco de uma branca rica meio século depois. E o fato dela usar as imagens de três das mais influentes figuras na moderna luta pelos direitos dos negros – King, Nelson Mandela e Bob Marley –, enquanto a América luta pra considerar sua história de racismo sistemático é algo perplexo, pra dizer o mínimo,” atacou ofensivamente o jornal.

“No entanto, o ponto mais decepcionante da mini-campanha dela é o tom nada original. Anunciantes têm usado King há tanto tempo que o conceito se tornou um clichê. A campanha Think Different, da Apple, que tem sido ecoada pelos tuítes de Madonna, já usou Mandela.”

Nelson Mandela, ex-Presidente da África do Sul

Em um comunicado em sua página oficial do Facebook, Madonna explicou: “Eu sinto muito. Eu não estou me comparando a ninguém. Estou admirando e reconhecendo que eles também eram corações rebeldes (Rebel Hearts). Isto não é um crime, um insulto ou racismo”.

A capa do novo álbum de Madonna trás a rainha do pop em close-up com cortas pretas, o que acabou tornando-se um viral, com inúmeros memes na internet com fotos de outros artistas e de de fãs.

Bob Marley

Continuando, na pressa, Madonna continuou em um post cheios de erros de ortografia (corretor ortográfico (talvez, um saco): “– Fiz a mesma coisa com Michael jaclson (ela se referia ao cantor Michael Jackson), frida khalo (Frida Kahlo) e marilyn monroe… Estou dizendo que sou como eles? Não. Estou dizendo que eles também são corações rebeldes. Espero fazer um dia um centésimo do que eles fizeram. Eu apenas compartilhei estas fotos enviadas por fãs, mas eles, tampouco, são racistas. Pode me colocar na mesma categoria, agradeço.

Em chat, Madonna fala sobre MDNA Tour, Blond Ambition e American Life

madonna-reddit-chat2013

A rainha do pop Madonna revelou em um chat nesta segunda-feira, 16, que passou por uma experiência bizarra ao sonhar que fez sexo com o galã de Hollywood, tendo filhos loiros com o mesmo. Durante o bate-papo aberto com fãs no site Reddit.com, Madonna disse: “(Eu ri do fato) de ter sonhado com Brad Pitt”. “Brad Pitt estava morando comigo e havia também uma pequena criança loira na cama. Desculpe Angelina, foi apenas um sonho”.

A ativista dos direitos homossexuais foi extremamente honesta com seus fãs durante o chat na internet, quando fora perguntada sobre o seu melhor presente de aniversário. A cantora revelou: “Eu ganhei um cachimbo em formato de pênis”.

Seus admiradores ficaram intrigados e bombardearam a cantora com perguntas sobre como ela utilizava o objeto e um fã chegou a sugerir que o cachimbo poderia ser usado como ‘peso para papel’.

A cantora também falou sobre os seus filhos que estão crescendo e fez uma piada ao falar sobre Rocco, de 13 anos dizendo que só deixaria o garoto seguir a carreira pop após terminar seus estudos.

Perguntada se seu talentoso filho estaria próximo de lançar seu trabalho próprio, Madonna respondeu: “Ele sonha! Só precisa passar de ano agora. Vou colocá-lo para terminar sua lição de matemática!”

Porém a pergunta que mais atraiu controvérsias foi, sem dúvida, sobre o que ela achava da jovem rival Lady Gaga.

Depois de um curto silêncio, seus fãs especularam: “O silêncio é ensurdecedor”.

Em entrevista há dois anos a revista US Weekly, Madonna já havia se pronunciado sobre seu desafeto. “Quanto a Lady Gaga, eu não tenho nenhum comentário a fazer sobre suas obsessões que têm a ver comigo porque eu não sei se seu comportamento está enraizado em algo profundo e significativo ou superficial”, disse Madonna.

Confira o chat completo:

Você está sabendo dos erros técnicos que estão ocorrendo nos DVDs/Blurays da MDNA vendidos na Europa?
Sim e estou absolutamente horrorizada. Minha gravadora está verificando isso e tentando solucionar. Deve ser algo de uma tecnologia antiga não funcionar com a nova. Por favor, tenha paciência. Eu passei seis meses editando esse material e a última coisa que quero é meus fãs sem o fruto do meu trabalho.

Você está vindo para o jantar! O que eu faço?
Um martini.

Pharrell Williams disse uma vez que sugeriu ao Daft Punk para produzirem algo para você. Sinceramente, seria a colaboração mais foda! você já pensou nisso?
Eu adoraria trabalhar com Daft Punk. Estou esperando eles retornarem minha ligação.

Teremos um novo álbum em 2014?
Pode ser… minha criatividade está fluindo…

Você já pensou em escreveu uma autobiografia?
Sim, mas eu acho que preciso viver mais a minha vida. Um pouco da história sairá na Harper’s Bazaar.

Qual o seu próximo projeto?
Secret Project revoluvion, ArtForFreedom, em breve.

O SecretProject é seu trabalho mais ambicioso?
É muito ambicioso pois lida com questões controversas, global e pessoal. Estou muito apaixonada por ele. Significa mais do que qualquer outra coisa que já fiz antes. Em uma semana ele será revelado.

O que você fará hoje a noite?
Um teste do SecretProject numa parede.

Qual o último sonho que teve e poderia compartilhar?
Eu e Brad Pitt estávamos vivendo juntos e havia uma criança loira na cama. Desculpa, Angelina, mas foi apenas um sonho.

Qual foi a coisa mais louca que aconteceu durante um show?
Quando a energia acabou no meio de um show em Córdoba na última turnê. Foi engraçado.

Quando foi a última vez que viu um bom show de drag?
Eu via toda a noite no Golden Triangle na última turnê.

Você gostaria de escrever algo sobre Frida Kahlo?
Eu amaria fazer um filme sobre Frida Khalo mas já fizeram antes….

Você foi a um parque de diversão ano passado na Finlândia quando passou por aqui com sua turnê. Como foi?
Eu fiquei meio mal do estômago. Mas as montanhas russas não eram tão grandes assim, me senti enganada.

Você é fã desse Reddit?!?!!
MUITO. Vou até dormir com esse bonequinho hoje.

Ao longo de sua carreira você já tomou posição contra a homofobia, sexismo, preconceito de idade, etc, mas o que os acontecimentos atuais a fazem se expressar?
A censura dos artistas no mundo, como as Pussy Riot.

Pra aonde você ainda não viajou e gostaria muito de conhecer?
Egito e uma Ilha na costa leste da África chamada Lamu.

Você quer nos fazer perguntas inteligentes?
Duh!

Como você descreve o novo ensaio da Harpeer’s Bazaar?
Rápido e sem dor.

Qual música desse ano você tem ouvido sem parar?
Oceans do Jay Z e Frank Ocean.

Qual o momento mais constrangedor de sua carreira?
São muitos. Talvez quando eu estava no palco e falei o nome da cidade errado. É a falta de sono…

O que os fãs representam para você?
Nós existimos um por causa do outro e esse circuito é totalmente recíproco.

Você está pensando em dirigir um novo filme?
Sim, está na minha lista do que fazer em breve…

Qual o seu melhor método para procrastinação (deixar de fazer algo)?
Depenar minha sobrancelha.

Qual trilha-sonora tem ouvido?
A trilha do A Pele que Habito, do Almodovar.

American Life foi um álbum injustamente caluniado e muitos fãs o acham seu melhor trabalho. O que você acha dos críticos não terem dado bola para ele?
Eu lidei ali com muitas questões controversas. Critiquei a política americana, o entretenimento em Hollywood. Eu estava irritada quando trabalhei nele. E também estava irritada quando fiz o MDNA.

Como você se acalma quando está irritada?
Não me acalmo. Continuo loucamente brava.

Quando você fará uma sequência para o livro Sex?
Provavelmente nunca. Não existe sequência para o que é único.

Qual clipe foi o seu favorito de fazer?
Justify my Love em Paris.

Qual a primeira coisa que lhe vem a cabeça quando entra no palco para um show lotado?
Em qual cidade estou e depois, respiro…

O quão importante é um artista expressar uma opinião através de uma opinião de igualdade?
É essencial os artistas terem a responsabilidade de refletir a sociedade e terem a liberdade para se expressarem.

Quando a Blond Ambition vai sair em DVD?
Quando eu achar as fitas nos arquivos.

Você acredita em astrologia?
Eu acredito na ciência da astrologia. Não sei meu ascendente pois precisa saber a hora do nascimento. Mas a minha lua está em Virgem e me sinto igualmente dividido ao meio com Virgem.

Qual a sua sobremesa favorita?
Torta de limão ou bolo de macarons da La Duree.

O que você tem a dizer a um fã que nunca poderá ter a chance de um dia te ver ao vivo?
Isso é a grande coisa de se fazer músicas ou filmes. Atinge pessoas que você não conhece e eu posso me conectar através da minha arte.

Se você escrevesse um livro para mulheres, qual o primeiro título que lhe vem à mente?
Não dê a um homem o que ele não lhe deu primeiro.

Porque você não tem nenhum animal de estimação?
Eu tenho sim, alguns peixes e baratas.

Você vem para Berlin inaugurar a sua academia?
Sim, te vejo lá!

Por que você não cantou Love Spent em SP? Sentimos muita falta…
Eu acho que eu cortei pois estava chovendo e eu estava quase nua na beira do palco, e não estava me sentindo bem.

Você já pensou em fazer um álbum acústico com seus hits? E qual álbum você recomendaria para quem nunca tivesse ouvido sua música?
Sim! Ray of Light.

Você já brigou pelos direitos GLBT na África?
Claro! Eu fiz uma carta que falava sobre a lei do Malaui que prendia pessoas por serem gays.

Quem teve a ideia de reinventar o corselete do Gaultier?
Foi ideia do Gaultier.

Madonna, eu gostaria de me desculpar pois eu te vaiei e 2008 quando você falava do Obama no show.
Eu te perdoo.

Qual gay você gostaria de transformar em hétero?
Frank Ocean

Como você está se sentindo para produzir um novo álbum?
Estou sendo puxada por milhões de direções.

O que faria com um cara que tem várias tatuagens suas no corpo?
Não posso te falar, é proibido.

No que a religião e política podem ajudar na paz do mundo?
Os dois juntos não devem se envolver nisso. Igreja e estado sempre separado.

Aonde devo colocar as hortênsias?
Enfia no c*(naquele lugar)

Por que você acha que as pessoas tem tanta dificuldade em se envolver no que você faz?
Porque eu não explico tudo e nem sinto a necessidade disso.

Você pensa em fazer um álbum rock?
Inteiro rock não.

Em Die Another Day vc diz “Sigmund Freud, analyse this”. Pode explicar? Você gosta do trabaho dele?
Na verdade não sou grande fã do Sigmund Freud. Era algo para ser irônico e não acho que tudo deva ser analisado. Acho que ele era muito cerebral e misógino (odeia mulheres). Sou fã do Carl Jung.

Você virá algum dia tocar na Índia?
Se você achar um estádio perfeito para eu tocar.

Como você estava na pre-estreia do registro MDNA Tour em NY?
Emocionada e exausta.

É verdade que o Rocco pretende lançar um álbum?
Ele gostaria. Mas ele ainda está na escola estudando. Deixe ele fazer as lições de matemática.

Como foi a dor por você ter levado aquele soco no rosto do dançarino durante o show em Medellin?
Não senti dor. Eu tinha muita adrenalina correndo nas minhas veias mesmo horas depois.

Você já pensou em fazer uma turnê pequena com canções menos conhecidas, como Skin, Falling Free, Time Stood Still, só para os fãs mesmo?
Parece legal mas quem vai pagar minhas despesas?

O que tenho que fazer para ter um encontro com você?
Mandar sua foto. Ou mostre sua beleza interior.

Qual o melhor presente que já ganhou de aniversário?
Um cachimbo em formato de pênis.

Voce será minha namorada?
Sim, serei sua namorada.

Você foi a algum lugar interessante em Pitsburgo como o museu do Wahrol?
Não, eu adoraria. Amo Pitsburgo mas nunca saí.

Se você tivesse uma tatuagem, como ela seria?
Se eu soubesse o que queria já teria feito uma.

Terminei meu relacionamento de três anos. Qual música devo ouvir sem parar?
Gang Bang.

Já pensou em entrar na política?
Eu já faço política. Meu trabalho é político.

Já tentou transar com os grillz?
Sim, funciona.

Defina odiar. Há uma diferença de opiniões em odiar hoje em dia?
Não. Ter uma opinião diferente é normal, odiar é intolerante, odiar é discriminatório, odiar é quando você pensa que é melhor que alguém.

O que vem na sua mente quando digo Erotica?
Um ótimo álbum.

Você ainda está andando ou saltando a cavalo?
Andando sim, saltando nunca.

Há algo que sinta falta?
Tempo livre e dormir mais.

Se você fosse um homem gay, seria ativo ou passivo?
Eu sou um homem gay!

Como foi construir Evita?
Muitos ensaios, passei muito tempo na Argentina, entrevistei idosos que viveram aquilo, aprendi tango e li tudo o que podia ler sobre ela.

Você vai lançar um novo perfume?
Não me faça voltar nesse assunto cansativo…

Quem está digitando isso tudo por você? Seja honesta.
Minha governanta. Eu estou passando aspirador na casa e ela digitando.

Gostaria de voltar para escola?
Se eu tivesse tempo… escola é divertido, você só precisa aprender.

Qual seu lugar favorito na Europa? Não vale falar França só porque seu namorado é de lá.
Em primeiro lugar, meu namorado não é francês e meu país favorito na Europa é a Itália.

Você tem novos planos beneficentes?
Visite rayoflight.org e veja os novos diferentes projetos que comecei.

Lhe convido para vir ao México conhecer a casa da Frida Kahlo. Gostaria de vir?
Eu já fui duas vezes mas obrigado por pensar em mim.

Em I Don’t Give A você fala “baby Jesus on the stairs” ou “baby Jesus understands”?
Baby jesus on the stairs

Se você fosse para uma ilha deserta e tivesse que levar apenas duas pessoas, quem seria?
Eu não poso deixar meus filhos então tem que ser um lugar para mais quatro.

Ray of LIght é um álbum que me ajudou muito. Você pensa em como sua a arte está chegando a todos?
Só quando ouço comentários como este que eu penso sobre isso. No resto do tempo eu só penso em como gostaria de me expressar.

Você nunca vai usar um disfarce para ir a um lugar comum, tipo Walmart?
Eu acabei de ir ao Walmart e não usei disfarce.

Qual sua coisa favorita quando tem o tempo só pra você?
Tirar sobrancelhas.

No que a Frida Kahlo te inspira mais?
Que ela foi o tema de sua arte. Todo o seu trabalho é auto-retrato e compartilhou histórias universais de sentimentos. Também era uma combatente da liberdade, teve uma vida controversa. Admiro sua arte e sua história de vida.

Qual sua comida favorita, a perfeita posição sexual e quantas horas dorme por dia?
Perdão!

Já jogou Ouija? (aquele jogo dos copos que brinca com espíritos)
Sim, quando jovem.

Qual seu filme francês favorito?
Breathless, La Piscine e Last Year at Marienbad.

O que significa ser redutivo?
Pesquise! Como eu já disse, não gosto de explicar tudo.

Quais os últimos shows que viu?
The Labeque Sisters e Kalakan em Menton

Você se lembra da primeira canção que ouviu?
Algo do Harry Belafonte. Minha mãe era louca por ele.

Você se distrai facilmente? Eu não gosto de barulho.
Eu também. A concentração é ficar focado.

Uma vez numa entrevista na Itália você disse que os fãs são como uma relação de amor: Há algo que amamos, há algo que odiamos.
Não me lembro de ter dito isso e se alguém é seu fã, não vejo onde pode-se odiar.

Qual a última coisa que lhe fez rir?
O meu sonho com Brad Pitt!

Qual o super poder você gostaria de ter?
Me clonar, assim eu trabalharia mais e dormiria mais!

Já pensou em estudar outra religião?
Estou estudando o Alcorão.

Qual mulher famosa você beijaria?
Viva ou morta? Me mande foto.

O que Marlene Dietrich significa pra você?
Ela é o arquétipo de uma mulher forte e icônica em partes iguais de feminino e masculino.

Você tem planos de expandir seus trabalhos sociais?
Sim, espero que a fundação Ray of Light se expanda globalmente.

Se você pudesse falar com seus 20 poucos anos, o que diria?
Não leve nada para o lado pessoal.

O Golden Triangle uniu muitos fãs e também nos deixou próxima a você. Vai ter isso numa próxima turnê?
Eu acho que preciso mudar a forma. Um retângulo prata, círculo ouro rosé…

Eu amei a capa do DVD MDNA Tour. Qual o conceito?
É apenas uma fotografia que eu mesma tirei.

Entrevista de Madonna para a Vanity Fair Itália traduzida

Madonna - Vanity Fair Magazine 2012Madonna “Truth Or Dare”. Madonna é capa da edição de maio da revista Vogue, edição italiana. A revista trás um ensaio belíssimo de Madonna feito pelos fotógrafos Mert Alas e Marcus Piggott. Madonna fala sobre sua nova marca “Truth Or Dare”, seus filhos e sobre preconceito.

Aqui está a entrevista na íntegra:

Vanity Fair: Você disse que esta perfume foi inspirado em sua mãe, também chamada Madonna, que morreu quando você era uma criança. Como ela era?
Madonna: Una vera mãe (um mãe verdadeira, ela diz em italiano me olhando nos olhos à procura de cumplicidade). Ela era doce, feminina, musicalmente orientada e acolhedora. Ela sempre usava o perfume Fracas de Robert Piguet. É um cheiro que ficou em minha lembrança: me faz lembrar das minhas madrugadas com os meus pais quando eu era pequena.

Vanity Fair: Você parece ser absolutamente sem medo.
Madonna: Isso não é verdade: há coisas que eu tenho medo sim.

Vanity Fair: Por exemplo?
Madonna: Não conhecer as coisas, não ter controle sobre o que está acontecendo ao meu redor. Não ser capaz de prever o que está por vir. E também o fato de que o mundo está cheio de pessoas ignorantes cheias de preconceito. Isso é o que mais me assusta.

Vanity Fair: Como podemos mudar isso?
Madonna: Com as pessoas cheirando o meu perfume Truth or Dare, por exemplo. Ok, foi uma brincadeira. Falando sério, não haverá um mundo melhor enquanto todo o preconceito exisitir. Não posso prever o que vai acontecer na minha vida porque o mundo está cheio de pessoas idiotas. Devemos destruir os preconceitos se quisermos viver num mundo melhor.

Vanity Fair: Em relação a isso eu sei que você é a favor do casamento gay. A Vanity Fair está fazendo uma campanha em toda a Itália em apoio a causa. Porque você acha que esta é uma causa tão grande que requer tanto o envolvimento de pessoas heterossexuais e homossexuais em conjunto?
Madonna: Porque é uma forma de mostrar que temos compaixão e compreensão para com todos e que nós acreditamos em amor e liberdade.

Vanity Fair: Além de ter nos feito dançar e nos divertir com a sua música ao longo dos anos, você acha que sua carreira tem contribuído para difundir uma mensagem através das canções? E se fez, qual seria?
Madonna: Express Yourself, que é o título de uma das minhas músicas, mas também é música que melhor me representa.

Vanity Fair: De que forma você acha que os anos mudou você?
Madonna: Mais do que os anos, por si só, acho que meus filhos me fizeram uma pessoa muito mais paciente e tolerante. Graças a meus filhos é que estou me tornando uma mulher melhor. Agora eu sou menos séria, eu tenho uma visão elástica da vida. Eu sou mais tolerante.

Vanity Fair: E fisicamente?
Madonna: No ano passado eu aprendi a esquiar. Foi uma experiência maravilhosa. Eu nunca tinha feito isso antes. Meus filhos são muito bons em snowboards e eu estava com ciúmes. Então, o próximo passo será o snowboard. Espero que consiga evitar os paparazzis, pois eu vou cair muito!

Vanity Fair: Você criou uma coleção de roupas adolescentes, a “Material Girl”, com sua filha Lourdes. Como é trabalhar com ela?
Madonna: É bom. Lourdes tem idéias muito objetivas. Ela sabe exatamente como gosta. Ela tem um senso de estilo único. Às vezes estamos em desacordo sobre as coisas e começamos a discutir. Por exemplo, eu não gostei dela ter raspado a cabeça, muito menos dela fumar ou coisas assim. Mas eu gosto de seu olhar e é divertido discutirmos juntas. Mesmo quando eu tenho sair ou eu estou escolhendo roupas para mim, eu peço a opinião dela. Ela me critica muito, mas muitas vezes ela está certa.

Vanity Fair: Você é um modelo para muitas mulheres. Que era um modelo para você?
Madonna: Frida Kahlo. Ela tinha uma beleza convencional, mas ela tinha um rosto fantástico mesmo quando ela tirava uma foto que ela não tinha a intenção de se parecer bonita ou diferente da realidade. Ela não tirava o bigode ou as sobrancelhas grossas, ao contrário de todo mundo. Eu acho que o que torna uma mulher bonita é o orgulho de ser ela mesma e não tentar adaptar-se ao gosto dos outros. Nós nunca devemos pedir desculpas por ser o que somos, por ser como somos.

Vanity Fair: A que horas você acorda de manhã?
Madonna: Depende do que eu tenho que fazer no dia. Normalmente eu acordo na hora em que meus filhos vão à escola e então eu volto de novo para a cama, durmo mais um pouco, pois eu durmo muito tarde. Quando é eu não tenho tempo para mais um pouco de sono, fico de péssimo humor durante todo o dia. Eu lavo o rosto com água fria e uso um colírio japonês que me ajuda a acordar.

Vanity Fair: E antes de ir para a cama?
Madonna: Eu escovo os dentes e tiro toda minha maquiagem. Nunca fui dormir sem antes lavar o resto e remover a maquiagem

Vanity Fair: Já que oficialmente você também está no ramo dos cosmeméticos, que produto tem em mente e que não existe e que gostaria de lançar
Madonna: Eu acho que hoje em dia podemos encontrar praticamente tudo. Mas vou pensar sobre isso, vamos falar sobre isso na próxima vez.

Vanity Fair: Momentos atrás, você conheceu um dos seus fãs. O que te impressiona mais quando isso acontece?
Madonna: A sua lealdade!  Mas nunca pego isso como garantia, confie em mim.

Vanity Fair: Estamos esperando por você na Italia, ok? Há rumores de que o prefeito de Florença está organizando uma festa privada noturna da Uffizi para você.
Madonna: Wow!