Arquivo da tag: Rocco

Madonna visita Quênia e vai às lágrimas

Madonna - quenia

Madonna ficou em lágrimas durante uma viagem ao Quênia, ao ouvir um homem descrever o estupro de sua filha de cinco anos por um vizinho, na favela de Kibera, na capital, Nairóbi. O encontro dos dois se deu em meio à visita da cantora americana a uma das maiores favelas da África. Segundo um assessor, Madonna foi ao local para ver como poderia ajudar a melhorar a vida dos moradores.

Continue lendo Madonna visita Quênia e vai às lágrimas

Madonna reencontra Rocco após quatro meses

madonna e rocco reencontro

Após vários meses de angústia, Madonna voltou a estar com o filho. A cantora norte-americana, de 57 anos, viajou propositadamente até Londres para visitar Rocco, de 15, que se encontra a viver com o pai, Guy Ritchie, desde o final do ano passado, durante a passagem de Madonna com a “Rebel Heart Tour”, em Londres.

Continue lendo Madonna reencontra Rocco após quatro meses

JUIZ ORDENA QUE MADONNA E GUY RITCHIE RESOLVAM A CUSTÓDIA DE ROCCO RÁPIDA E PARTICULARMENTE

guy-ritchie-madonna-custody-battle-rocco-ritchie-postponed-08

Um juiz de Nova York ordenou que Madonna e Guy Ritchie resolvessem a batalha pública pela custódia do filho Rocco, de 15 anos, rápida e particularmente. A juíza da Suprema Corte Deborah Kaplan convocou Madonna e o diretor Guy Ritchie a chegarem a um acordo na última quarta-feira (02), após os advogados divulgarem que o acordo estabelecido no dia anterior fora invalidado.

Continue lendo JUIZ ORDENA QUE MADONNA E GUY RITCHIE RESOLVAM A CUSTÓDIA DE ROCCO RÁPIDA E PARTICULARMENTE

Liz Smith fala da briga entre Madonna e Rocco

guy-ritchie-madonna-custody-battle-rocco-ritchie-postponed-08

Até agora, eu me abstive de comentar sobre o conflito entre Madonna e o filho Rocco, de 15 anos, que recentemente recusou voltar aos EUA e morar com a mãe, preferindo o estilo mais sem graça do pai, o diretor Guy Ritchie. (Madonna e ele se casaram em 2000, e se divorciaram em 2008. Ele, já um homem rico, recebeu US$75 milhões.)

Continue lendo Liz Smith fala da briga entre Madonna e Rocco

Rebel Heart Tour: Hong Kong espera Madonna com shows esgotados

Bangkok madonna rebel heart tour

Faltando pouco para a estreia de Madonna em Hong Kong e Macau, ela fala de fama, inspiração e rebelião. “Eu preferiria que as pessoas falassem do meu trabalho, ao invés da minha vida pessoal”, disse ela no Hotel Bel-Air em Los Angeles, após o lançamento do álbum American Life, em 2003. “Gosto de falar do meu trabalho”.

Continue lendo Rebel Heart Tour: Hong Kong espera Madonna com shows esgotados

Editor da CNN chama Madonna de “parasita previsível”

O uso da palavra com “N” por Madonna é mais do mesmo

madonna american life cnnNa sexta, 17, Madonna postou uma foto de seu filho adolescente, Rocco, no Instagram, dando socos num ringue de boxe com a legenda: “Ninguém se mete com Dirty Soap! Mamãe disse pra te nocautear!”, ela escreveu abaixo da imagem, adicionando a hashtag “#negao”.

Sim, claro.

Quando o inevitável protesto do público começou, a foto foi deletada e repostada, com a legenda substituída por, na moda de Madonna, “#medeixaempazcar###o!”.

Nada neste furor foi acidental.

O ícone pop já está familiarizada com controvérsias, mas, agora, talvez seja a hora de examinar as consequências de sua última viagem cultural em nome da reinvenção.

Em cada uma de suas várias encarnações visuais e flertes culturais, Madonna foi uma parasita previsível. Sem o menor pudor, ela se muda para o próximo personagem, depois de usurpar todas as partes legais e controversas do anterior. Agora, eis o uso da palavra com "N".

A falta de preocupação pelo impacto de suas palavras é problemática, especialmente por sua aliança com crianças, adotadas e biológicas.

Mas é de Madonna que estamos falando.

Com rumores de uma possível performance com Beyoncé no Grammy, faz sentido voltar ao noticiário. Esta é a mulher que abraçou o título de Rainha do Obsceno décadas atrás. Esta é a mulher que se despiu para o livro Sex, lançado junto com o álbum Erotica, em 1992.

Ela já se apresentou pendurada em uma cruz, criticou a Guerra do Iraque e se masturbou no palco e no cinema.

Lady Gaga pode viver pelo aplauso, mas Madonna, sem dúvida, vive pelo alvoroço. Ela é adepta de manchetes e de álbuns recordistas. E é mais provável que ela responda com o dedo do meio do que com uma desculpa sentimental. Ela se mantém firme em suas decisões e, historicamente, não retira seus comentários.

Previamente, eu já apreciei esta qualidade dela.

Madonna: “A hashtag com ‘N’ foi um ‘termo carinhoso’ com meu filho”.

Como dançarino e ex-aspirante a coreógrafo, aprecio o espetáculo corajoso nos shows de Madonna. A bem-sucedida Confessions Tour, por exemplo, demonstrou uma queda por destruir barreiras criativas, que me manteve alerta mesmo quando os críticos a abandonaram.

Mas até os fãs têm suas críticas.

Espera-se que as influências sejam diferentes conforme as tendências musicais e os interesses mudem. Mas e Madonna? Ela já trabalhou demais para ganhar seu status de “chef cultural”, exigente ao escolher os aspectos mais singulares de mercado para benefícios comerciais com pouca referência a integridade de seu comportamento.

Quando ela ofendeu os Hindus ao vestir uma “bindi”, símbolo de castidade e pureza, enquanto vestiu um top transparente em uma performance no VMA, uma porta-voz contou a MTV que Madonna não “entendeu porque (eles) estavam chateados”.

Ela defendeu o uso de imagens Nazistas durante a MDNA Tour para destacar “a intolerância que os humanos têm um pelo outro”.

Madonna repetidamente já demonstrou que vê a iconografia cultural, de estilos de dança a símbolos religiosos, como afirmações artísticas e os separa quando não é mais conveniente. No passado, ela imitou Marilyn Monroe. Depois, veio sua fixação espanhola no fim dos anos 80 com La Isla Bonita. Em 1990, ela apresentou o Vogue ao mundo, um estilo de dança popularizado por gays negros e criadores latinos.

Daí, vieram os “bindis”, “saris”, as vibrantes tatuagens de henna e a magia ambígua de cantos de oração no álbum Ray Of Light. Ela foi uma versão feminina e poderosa de Che Guevara na arte de American Life. Cada imagem estilizada de forma imaculada, cada renovação aguentando o ciclo da vida de sua mais recente fascinação.

Usar a palavra com “N” no Instagram é apenas Madonna sendo Madonna. E o seu estilo “Desculpe se você se ofendeu” de não se desculpar não indica que ela aprendeu algo no passado.

Ela seria insolente para usar a frase “termo carinhoso” se fosse direcionado aos seus filhos negros adotados do Malawi, David Banda e Mercy James?

Ela se tornou acomodada demais, tendo amigos, colegas e filhos negros? Este incidente é menos sobre Madonna ser racista e mais sobre sua contínua falta de tato.

Isto seria uma grande lição a seus filhos sobre erros e consequências, em sua última reinvenção como humanitária e mãe. Mas deveria, em primeiro lugar, ser uma lição para a própria Madonna.

Alexander Hardy é escritor, professor e crítico cultural. Ele escreve sobre raças, sexualidade, e observações de Panama no blog The Colored Boy. Twitter: @chrisalexander_. Link original aqui.

Sean Penn fala de Madonna no Haiti

Sean Penn falou sobre Madonna o acompanhar no Haiti, no recente evento beneficente “J/P Haiti Relief Organization”.

“Não sei se a chamei ou se foi num dia em que nos encontramos, mas disse ‘Gostaria de vir?’. Ela disse que sim, então veio com o filho Rocco e foi ótimo tê-los lá”.

No fim de novembro, Madonna e Rocco viajaram juntos para o Haiti, onde tiveram a companhia de Sean Penn, ex da cantora, para visitar projetos sociais. Na ocasião, Madonna estava solteira após um bom tempo de relacionamento com o dançarino Brahim Zaibat.

De férias na Suiça, Madonna começa 2014 causando polêmica com foto no Instagram

madonna-rocco-newyear-anonovo-instagram-2014Uma foto postada por Madonna nas redes sociais causou estardalhaço. A imagem, que vinha com a legenda “A festa acabou de começar. Pode vir 2014”, mostrava o filho da cantora, Rocco, junto com dois amigos e garrafas de bebidas alcoólicas.

Acreditando que o rapaz de apenas 13 anos estava bebendo, diversos seguidores criticaram Madonna, que foi ao Instagram para tentar dar fim ao bafafá. A cantora escreveu:

“Ninguém estava bebendo e estávamos apenas nos divertindo. Se acalmem e tenham um pouco de humor. Não comecem o ano já julgando.”

Madonna passa férias com os filhos – Rocco, Lourdes, David e Mercy – numa estância de ski de luxo em Gstaat, na Suíça.

Madonna comemora aniversário e agradece aos fãs

madonna-aniversário-55-anos-nice-franca

O aniversário de Madonna foi comemorado por ela e amigos, na última sexta-feira (16), com uma festa temática chamada “Revolution of Love”. No Instagram, o fotógrafo Cuneyt Akeroglu e o estilista Riccardo Tisci postaram fotos do evento. Madonna está de férias no sul da França com a família e amigos, e a festa aconteceu na cidade de Nice.

Em uma das imagens, Madonna aparece sentada no colo do namorado, Brahim Zaibat, usando corpete, peruca loira, luvas, meia-calça e um tapa-olho em formato de coração. Madonna usou o corselete usado no primeiro bloco da tour “Re-Invention”, de 2004.

Na sexta-feira, quando completou 55 anos, Madonna agradeceu aos fãs através de sua página no Facebook, todas as felicitações recebidas:

“A melhor maneira de celebrar o meu aniversário e a vida em geral é ser grata!! E eu não tenho nada, mas tenho apreço por todos os meus fãs que me apoiaram no decorrer dos anos. Eu sinto o seu amor e é o que me inspira! Ele me mantém!. Obrigado por lutar contra a revolução do amor comigo!”

madonna-aniversário-55-anos-nice-franca2 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca3 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca4 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca5 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca6 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca7 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca8 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca9 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca10 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca11 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca12 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca13 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca14 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca15 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca16 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca17 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca18 madonna-aniversário-55-anos-nice-franca19

Madonna visita favela de Vigário Geral no Rio

Como especulado, Madonna enfrentou o calor do Rio de Janeiro nesta sexta-feira, 7, durante visita à favela de Vigário Geral, na Zona Norte carioca.

Acompanhada do namorado, o dançarino Brahim Zaibat, e do filho, Rocco, a rainha do pop foi à sede do AfroReggae, onde assistiu a apresentações de música ao vivo, performances de malabarismo e acrobacia, além de percussão tocada pelos meninos da ONG.

Madonna “pirou” com a apresentação dos ritmistas ao som do samba afro com batidas de Olodum. Bateu palmas e fez valer sua condição de turista.

Quem mais se empolgou, no entanto, foi Rocco, que saiu da arquibancada e dançou com os meninos do AfroReggae.

A chegada de Madonna à favela foi cercada de polêmica. As laterais da Praça Tropicalismo, onde fica o palco do AfroReggae, foram fechadas, o que revoltou os moradores.

O motorista Luiz Antonio, que vive na comunidade, ficou inconformado: “Somos mais de 67 mil moradores, o espaço é para a nossa cultura e a gente está proibido de se aproximar. É revoltante demais”, disse ele.

Uma das crianças do AfroReggae contou que Madonna exigiu a interdição. “Ela pediu para fecharmos tudo, não queria fotos e disse que se estivesse aberto ela iria embora.”

Para acalmar os ânimos, Schneider Pinheiro, diretor do AfroReggae conversou com a população. “Sentimos muito pela comunidade, mas foi um pedido da segurança pessoal dela manter esse isolamento. A gente lamenta mesmo.”

Os moradores, no entanto, continuaram revoltados e rasgaram parte da lona com um canivete. Laisa, de 12 anos, alega ter sido agredida por um segurança de Madonna. “Minha filha só queria ver de longe a Madonna e acabou agredida. Ela tem anemia e nesse calor insistiu para vê-la”, disse Andressa, mãe de Laisa.

O diretor do AfroReggae assumiu ter perdido o controle da situação. “Quando soube da agressão, procurei um policial e vim até aqui fora para ver. É uma situação que fugiu ao nosso controle, pois se trata da segurança internacional dela”, afirmou Schneider.