Arquivo da tag: Cabala

Madonna corta relações com a Cabala após desvio de dinheiro

madonna-cabala-malaui

As relações entre Madonna e a Cabala estão estremecidas após 17 anos de dedicação. A rainha da música pop informou o governo norte-americano que a organização mística judaica não presta mais apoio para a Raising Malawi, instituição de caridade sem fins lucrativos que apoia crianças carentes do país africano.

No documento fiscal, Madonna declara que a Cabala não faz mais parte do conselho administrativo da Raising Malawi, colocando seu empresário pessoal, Guy Oseary, como substituto na função (Foto 1 do documento no final da matéria).

Segundo o site Radar Online, o Centro Internacional da Cabala, baseado em Los Angeles, foi acusado anteriormente de desviar US$ 3.8 milhões de doações sem investir nos projetos determinados pela Raising Malawi.

O documento afirma que a Cabala deixou de servir de apoio para a Raising Malawi em 16 de março de 2011, e agora as duas instituições são independentes. Depois disso, a Cabala chegou a doar quase US$ 2 milhões para a organização de Madonna (Foto 2 no documento no final da matéria).

Nos últimos 17 anos, a cantora tem sido uma das maiores divulgadoras da Cabala, assim como Demi Moore e Ashton Kutcher.

E em visita ao Malauí…Madonna perde tratamento VIP….

Depois de uma reclamação da presidente do Malauí sobre Madonna, a cantora perdeu o tratamento VIP no país africano. A informação é do jornal britânico “The Telegraph”.

Uma mudança no protocolo, que de acordo com o jornal foi instruída pelo alto escalão, significou que a cantora teve que entrar na fila, com toda a sua comitiva e crianças, para fazer o check-in, além de ter que passar pela segurança do aeroporto no terminal para passageiros comuns.

Segundo o jornal, Madonna e o seu porta-voz ficaram irritados com a situação, mas os filhos da cantora ficaram aparentemente encantados em ver como as pessoas fazem.

A discussão aconteceu entre a cantora e as autoridades do Malauí. O ministro da educação do país acusou a cantora de “exagerar” na extensão do seu trabalho de caridade no país e o pedido por Madonna de uma audiência com a presidente Joyce Banda foi ignorado.

O porta-voz da cantora afirmou que a presidente estava agindo com rancor já que a irmã dela, Anjimile Oponyo, estava contra a cantora – Oponyo foi demitida do cargo de chefe da fundação de caridade por causa de um susposto roubo. As alegações foram negadas por Oponyo.

Enquanto não foi confirmado se a presidente ordenou a mudança de tratamento com a cantora, ela reclamou durante entrevista do atendimento VIP que é feito com Madonna desde a sua chegada ao país. “Ela veio sem avisar, passou pelas aldeias e fez as pessoas dançarem para ela. Funcionários da imigração abriram a área VIP para ela só porque anteriormente ela gostou desse status”, disse a presidente para um jornalista que cobriu a visita da cantora ao país.

O chefe da imigração, Hudson Mankhwala, disse que para que seja concedido o tratamento VIP, as autoridades têm de serem informadas da visita e da sua finalidade com antecedência. Ele disse que não poderia comentar o status de Madonna porque o governo do Malauí não foi notificado oficialmente da sua visita.

A visita ao Malauí

Madonna desembarcou no país africano no domingo, 31. Na terça-feira, 2, Madonna foi visitar uma escola no Malauí acompanhada dos filhos que ela adotou no país, David Banda e Mercy James. Recentemente, ela ajudou a construir dez escolas no país. Mais de quatro mil crianças estão sendo atendidas pelas escolas.

Na quarta-feira, 4, a cantora esteve em um hospital no Malauí. Ela compartilhou registros da visita em seu Instagram. Em um deles, ela aparece conversando com um médico e escreveu a seguinte legenda na rede social: “With Dr. Borgstein, my Hero! Pediatric surgeon at Queen Elizabeth Hospital in Blantyre. 500 surgeries a year! He saves lives. ThAt’s TALENT!” (em tradução livre, “Com o Dr. Borgstein, meu herói! Cirurgião pediátrico no hospital Queen Elizabeth em Blantyre. 500 cirurgias ao ano! Ele salva vidas. Isso é talento!”).

madonna-malaui-instagram

Na sexta-feira, 5, Madonna compartilhou em seu Instagram uma imagem em que aparece conversando com uma criança – que estava vestindo uma camisa com os dizeres “One love” (“Um amor”) – no Malauí. Também na rede social, ela ainda publicou uma imagem em que aparece dançando e escreveu: “Dancing with the Agogo”s at the Orphan Care Center in. Namitete!” (em tradução livre, “Dançando com Agogo no Orphan Care Center em Namitete!”).

Álbum RAY OF LIGHT, de Madonna, sopra velinhas hoje – 14 anos !

Hoje um dos mais aclamados álbuns de Madonna, RAY OF LIGHT, 7º álbum de estúdio da carreira, lançado no dia 03 de março de 1998, comemora 14 anos de mercado.

Depois do nascimento de sua filha Lourdes, Madonna colaborou com Patrick Leonard e William Orbit no desenvolvimento do álbum. Depois de várias sessões de gravação falhadas com outros produtores, Madonna criou uma nova direção para o trabalho com Orbit. A gravação total de Ray of Light durou quatro meses devido à problemas com o hardware Pro Tools que Orbit usava bem como a ausência de bandas ao vivo. O álbum consiste em gêneros pop, dance, música eletrônica, mas também incluindo o trip hop, techno, música ambiente, rock e música clássica. Liricamente, as canções do álbum focam em vários temas, incluindo espiritualidade, maternidade, fama e riqueza, bem como na nova religião da cantora, a Cabala.

Depois de seu lançamento, RAY OF LIGHT, de Madonna, foi aclamado pelos críticos musicais de música contemporânea, sendo considerado uma obra-prima. Ele foi elogiado pela nova direção musical da cantora, seu caráter maduro e sombrio e os vocais da cantora, sendo intitulado como o álbum “mais aventuroso” de Madonna. Em 1999, RAY OF LIGHT ganhou quatro Grammy Awards, dos seis que concorria, e é listado na lista da revista Rolling Stone, “The 500 Greatest Albums of All Time”. Comercialmente, o álbum foi um sucesso, alcançando o topo de várias paradas musicais de países como Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. Na parada norte-americana Billboard 200, estreou na segunda posição, sendo esta seu maior pico na parada.

Suas vendas giram em torno de 18 milhões de cópias.

Cinco singles do álbum RAY OF LIGHT foram lançados. “Frozen” foi um sucesso mundial, estreando na primeira posição no Reino Unido, ficando na segunda posição na Billboard Hot 100. O lançamento seguinte, “Ray of Light”, também obteve sucesso, e seu vídeo musical ganhou vários prêmios. “Drowned World/Substitute for Love” foi lançado apenas na Europa, enquanto “The Power of Good-Bye” teve lançamento mundial, alcançando a posição onze na Billboard Hot 100, e seu vídeo estreando na MTV americana antes da transmissão do MTV Video Music Awards de 1998. O último lançamento “Nothing Really Matters” não teve muita notoriedade em contraste com os singles anteriores, atingindo a posição 93 nos Estados Unidos, tudo por causa do lançamento do smash hit “Beautiful Stranger”, um mês depois. Para a promoção do álbum, a cantora embarcou na Drowned World Tour (2001).

ANTECEDENTES

Depois do lançamento da coletânea de baladas Something to Remember (1995), Madonna começou a ter aulas de canto para sua interpretação como protagonista no filme EVITA (1996), e no mesmo ano, nasceu sua primeira filha, Lourdes. No mesmo período, ela converteu-se a Cabala, e começou a estudar Hinduísmo e Yoga, que ajudaram-na a “dar seus próprios passos e ver o mundo de uma perspectiva direfente.” Outro fator que inspirou a cantora para a concepção do álbum foi as aulas de canto para participar de Evita. Madonna sentiu que havia uma grande extensão de sua voz que ela não havia utilizado. Em maio de 1997, ela começou a escrever canções para seu próximo álbum e a trabalhar com o produtor Babyface. Eles escreveram algumas canções antes de Madonna sentir que o trabalho juntos não era o que queria. De acordo com Babyface, as canções tinham “um estilo parecido com ‘Take a Bow’, o que Madonna não queria, ou que não necessitava que se repetisse”.

Depois de abandonar a produção com Babyface, Madonna começou um trabalho com Rick Nowels, quem já havia co-escrito canções com Stevie Nicks e Celine Dion. A dupla produziu sete canções em nove dias, no entanto, elas não apresentavam a direção eletrônica que o álbum tomaria, sendo que três delas entrariam no álbum: “The Power of GoodBye”, “To Have Not to Told” e “Little Star”. Logo depois, Madonna começou a escrever canções com Patrick Leonard, quem produziu várias canções da cantora no final da década de 80. No entanto, o som das canções não agradou a cantora. Guy Oseary, sócio da Maverick Records, telefonou para o músico inglês William Orbit, e sugeriu que ele enviasse algumas canções para Madonna. Ele enviou uma fita de treze faixas para a cantora.

DESENVOLVIMENTO

Madonna começou a trabalhar com Orbit após ele ter mandado uma fita de trechos musicais na qual estava trabalhando, com versões “escassas” de faixas que iriam ser usadas em Ray of Light. Madonna iria ouvir as amostras até que ela ficasse inspirada a escrever canções. Uma vez que ela teve uma ideia sobre o sentido lírico de uma canção, ela iria mostrá-la a Orbit, e eles iriam expandir as ideias da música original. Como a maioria das faixas já pré-existiam, Madonna trabalhou apenas nas letras.

Depois de alguns erros na sua pronúncia do sânscrito shloka “Yoga Taravali”, Madonna teve aulas com o eminente estudioso Dr B P T Vagish Shastri, e então fez as correções em sua pronúncia. O álbum foi gravado ao longo de quatro meses e meio na Universal City, Califórnia em 1997. Na maioria do processo de gravação, apenas outras três pessoas estavam no estúdio com Madonna: William Orbit, o engenheiro Pat McCarthy, e seu assistente de engenharia, Matt Silva.[5] Orbit gravou a maior parte das instrumentais do álbum durante o período de quatro meses. Sobre o processo de gravação do álbum, William Orbit lembra que seus dedos sangravam enquanto tocava guitarra, durante as longas horas que passou no estúdio.

FAIXAS

1. “Drowned World/Substitute For Love” (Madonna, Collin, Kerr, Willian Orbit)
2. “Swin” (Madonna, Willian Orbit)
3. “Ray of Light” (Madonna, Leach, Willian Orbit)
4. “Candy Perfume Girl” (Madonna, Willian Orbit, Melvoin)
5. “Skin” (Madonna, Patt Leonard)
6. “Nothing Really Matters” (Madonna, Willian Orbit, Patt Leonard)
7. “Sky Fits Heaven” (Madonna, Willian Orbit, Patt Leonard)
8. “Shanti/Ashtangi” (Madonna, Willian Orbit)
9. “Frozen”
10. “The Power of Good-Bye” (Madonna, Nowells)
11. “To Have And Not To Hold” (Madonna, Nowells)
12. “Little Star” (Madonna, Nowells)
13. “Mer Girl” (Madonna, Willian Orbit)
14. “Has to Be” (Madonna, William Orbit) – LANÇADO APENAS NA EDIÇÃO JAPONESA

CHARTS

Austrália – Australian Albums Chart 1
Áustria – Austrian Albums Chart 2
Bélgica – Belgian Albums Chart (Flanders) 1
Bélgica – Belgian Albums Chart (Wallonia) 2
Canadá – Canadian Albums Chart 1
Dinamarca – Danish Albums Chart 2
Países Baixos – Dutch Albums Chart 1
União Europeia – European Top 100 Albums 1
Finlândia – Finnish Albums Chart 1
França – French Albums Chart 2
Alemanha – German Albums Chart 1
Hungria – Hungarian Albums Chart 1
Itália – Italian Albums Chart 1
Japão – Japanese Albums Chart 7
Nova Zelândia – New Zealand Albums Chart 1
Noruega – Norwegian Albums Chart 1
Espanha – Spanish Albums Chart 1
Suécia – Swedish Albums Chart 2
Suíça – Swiss Albums Chart 1
Reino Unido – UK Albums Chart 1
Estados Unidos – Billboard 200 2

MADONNA FALA SOBRE O ÁLBUM RAY OF LIGHT

NÃO DEIXE DE CURTIR A PÁGINA DO MADWORLD NO FACEBOOK.

Madonna vai em centro de cabala na companhia dos filhos

Madonna foi fotografada na manhã deste sábado (1) chegando em um centro de cabala na cidade de Nova York acompanhada dos filhos, Lourdes Maria, Mercy James e David Banda.

A cantora foi escoltada por seguranças mas caminhava tranquilamente pelas ruas da cidade. Os filhos adotivos dela, Mercy e David, chamaram atenção pelo estilo. O menino, que está com 6 anos, usava um look todo branco. Já a menina, de 5 anos, estava com um vestido vermelho com detalhes em branco, meia e sapatinho branco.

Na última semana, Lourdes Maria foi vista chorando no meio da rua quando saía do centro de cabala. Mãezona, Madonna confortou e consolou a filha.

Jornal britânico diz que Madonna deixou a Cabala pela Opus Dei

De acordo com o jornal britânico Daily Mirror, a cantora Madonna teria deixado a Cabala, filosofia de origem judaica da qual faz parte há anos, para integrar a Opus Dei, uma seita secreta da igreja católica que ficou popularizada após o livro Código Da Vinci.

O jornal diz que ela passou a sexta-feira (15) reunida com padres no centro de Londres. Ela teria deixado a Cabala após saber que parte da verba arrecadada para a ONG que possui no Malauí havia sido desviada. Dirigentes da organização eram também do Kabbalah Centre.

“Ela está interessada em explorar diferentes religiões. Madonna sempre teve curiosidade pela Opus Dei. Até agora, ela não é membro, está apenas tendo conversas informais”, disse uma fonte ao jornal.

Ainda não se sabe se ela se desligou formalmente da Cabala. Há duas semanas, um relatório dizia que a instituição Raising Malawi havia arrecadado 2,4 milhões de euros para financiar uma nova escola no país, mas boa parte do dinheiro havia sido gasta em escritórios do Kabbalah Centre em Los Angeles. Os diretores envolvidos foram demitidos pela cantora.

Mestre em Cabala diz que Madonna ‘atrapalha e confunde’ a doutrina

O mestre em cabala egípcia e estudioso da técnica, Gilberto Bacaro, 64, lançou recentemente o livro “Kabbalhah Egípcia: Um universo de conhecimento” no qual orienta os leitores a como projetar sua própria cabala, a fim de buscar autoconhecimento e ‘organização vital’.

Gilberto viveu cinco anos no Cairo, onde adquiriu conhecimentos com o mestre Anuar Sirrichi. Atualmente ele atende clientes em São Paulo, no Chile e na Argentina. Em 2010, mais de 1.200 pessoas o procuraram, além dos ouvintes da rádio Mundial 95,7 FM, onde ele participa de um programa atendendo telefonemas, todas as terças-feiras, as 17:30.

O site Época São Paulo conversou com Gilberto para esclarecer algumas dúvidas sobre essa técnica, que não é doutrina nem religião e durante a sua entrevista lhe foi perguntado sobre a importância da Madonna para a divulgação do Cabala e ele respondeu ao site:

Ela é praticante da cabala judaica, mas pelas entrevistas que já vi percebo que não entende muita coisa. Esse é um estudo extremamente profundo e com o que ela fala acaba havendo uma vulgarização dos oráculos, o que confunde as pessoas e atrapalha a nós especialistas. Madonna é apenas uma pessoa que procurou conhecimento, não deveria haver tanta divulgação por parte dela.”

Carlitos: Madonna se fantasia para festa

Você reconheceria Madonna na foto ao lado? Pois, segundo o jornal Daily Mail, trata-se da cantora, que participou de uma festa à fantasia na noite da última segunda-feira, dia 21, na cidade em Nova York.

A Rainha do Pop caprichou na caracterização de Carlitos, conhecido também como Vagabundo, famoso personagem de Charles Chaplin.

O motivo da comemoração, segundo a publicação, seria o feriado judaico Purim. Madonna foi acompanhada dos filhos Lourdes e Rocco e também do fotógrafo Steve Klein.

Mestre da Cabala conta como Madonna controlou o ego: ‘Ela entendeu a razão’

Em entrevista à coluna de Monica Bergamo, publicada neste domingo, 6, o rabino Yehuda Berg, guru de Madonna, Demi Moore e Ashton Kutcher, falou sobre filosofia da cabala e sua relação com as celebridades. Confira alguns trechos da entrevista.  

Celebridades: “Quanto mais bem-sucedido, maior é seu ego. O ego é algo que motiva as pessoas a fazerem mais e mais. Nós acreditamos num trabalho lento. Quando você é escultor e tem uma grande pedra, você vai pouco a pouco esculpindo essa pedra. E é assim com o ego. É muito difícil. Nem sempre temos sucesso, mas muitas vezes tomar conhecimento do problema ou entender o que não é bom sobre a gente já é um começo.

Madonna e seu ego: Pra começar, ela é leonina. E leoninos em geral têm [abre os braços] um ego enorme. O mais importante é que ela entendeu a razão. Cerca de 98% das soluções está em entender que temos um problema. Ter ego é bom, mas focar somente em nós não é.

Ronaldo: A mulher dele estuda cabala há anos. Nós tivemos um almoço na casa deles e eu introduzi alguns conceitos da cabala. Ele é um cara muito legal. É interessante quando você tem como aluno alguém que admira e segue, como um jogador. Acredito que os alunos de cabala nunca têm um background perfeito. E quanto mais difícil o background, melhores alunos eles podem ser. Ronaldo pode ser um ótimo estudante da cabala. Sua história é louca, de onde veio e até onde chegou. E nos últimos anos, enfrentou desafios. A força vem das dificuldades.

Famosos na Cabala: “Por um lado é bom. Por outro, dizem: isso [cabala] é coisa de celebridade. Nós não temos um quadro onde está escrito: queremos esse famoso ou tal pessoa como alunos. Elas apenas vêm.”

| Fonte: EGO |

Madonna vai fantasiada de soldado em festa da Cabala

Madonna foi fotografada fantasiada de soldado na tradicional festa no Centro de Cabala, em Nova York, em que comemora-se o Purim – feriado judaico.

Em 2010, Madonna foi fantasiada de Lourdes Maria. Relembra pela foto:

Madonna de Lourdes Maria

O Dia do Purim, que na tradição judaica representa a festa que celebra a libertação do povo judeu persa que estava exilado na Babilônia em tempos bíblicos. É um costume, nessa data do calendário hebraico, usar máscaras e fantasias.

Guy Ritchie fala sobre seu divórcio com Madonna

MadonnaGuy Ritchie deixou claro que foi Madonna quem provocou seu divórcio, anunciado oficialmente nesta quarta-feira, devido a sua freqüente obsessão pela fama e pela doutrina judaica cabala. É o que afirmam os jornais The Mirror e Telegraph, que trouxeram supostas entrevistas tiradas de amigos muito próximos do diretor.

Segundo essas fontes, Ritchie e Madonna negociaram o divórcio em maio deste ano, mas ela se recusou a aceitá-lo, por estar ocupada com sua turnê Sticky & Sweet. “Ela não queria que a mídia tirasse o foco de seu show”, disse um dos amigos do diretor.

“Antes, eu queria um casamento regular, a coisa do marido e mulher. Mas qualquer coisa se torna algo grandioso quando se trata dela”, teria reclamado Ritchie após o divórcio.

Nos últimos meses, Madonna teria feito tudo para impedir que a imprensa soubesse de qualquer indício que indicasse problemas no casamento de sete anos e meio. Para o diretor, a “gota d´água” foi quando a cantora exigiu que ele fingisse que estava tudo bem na première de seu filme, Rock´n Rolla, em setembro deste ano. “Guy se sentiu humilhado. Sabia que aquilo era fingimento para que ela não fosse prejudicada”, conta uma fonte.

“Tudo acabou há muito tempo, mas eles tinham que manter as aparências”, continua. Para os amigos, a doutrina judaica cabala, que Madonna segue com fervor, também foi um dos motivos para o início das brigas. “Ele acha a cabala esquisita. Depois que ela começou a freqüentar esses centros, criou um sentimento de que era a salvadora do mundo e perdeu o senso de humor”, disparou.

Guy ainda disse que se sentia casado com Madonna e a mídia, ao mesmo tempo. Para ele, a rainha do pop não fazia nada que não fosse previamente preparado para a grande imprensa.

“Esse divórcio pára por aqui. Quem acha que o caso Madonna será como a separação conturbada de Paul McCartney está enganado. Guy é um cara decente, que não pretende brigar”, alertou um amigo, adiantando que ele não deverá lutar pela guarda de Rocco, seu filho biológico com a cantora, e David Banda, filho adotado.

Segundo advogados que avaliam o caso, Guy Ritchie deve receber uma parte da fortuna da popstar, avaliada em mais de US$ 1 bi. Os amigos dele, no entanto, disseram que ele se “recusa a tirar 1 centavo das mãos dela.”