Arquivo da tag: Malawi

Madonna faz surpresa em evento beneficente de Leonardo DiCaprio

O evento de caridade organizado por Leonardo DiCaprio, da Leonardo DiCaprio Foundation (LDF), aconteceu na última quarta-feira (26), em St. Tropez, na França. E além da reunião de três atores do filme Titanic, que completa 20 anos de sua estreia em 2017, o evento também contou com uma participação inesperada: a rainha do pop Madonna.

A Fundação Leonardo DiCaprio (FDL) organizou o quarto evento beneficente anual na última quarta-feira em St. Tropez, um balneário francês, onde o vencedor do Oscar recebeu amigos e parceiros na missão de “proteger a Terra e todos os habitantes através de projetos que criem resiliência climática, protejam animais em extinção e recuperem o equilíbrio de ecossistemas e comunidades ameaçados”.

Continue lendo Madonna faz surpresa em evento beneficente de Leonardo DiCaprio

Os grandes momentos dos 10 anos de trabalho de Madonna no Malawi

Madonna completou mais de uma década de trabalho no Malawi no último dia 11 ao inaugurar um hospital infantil em uma área pobre do país sul-africano, sendo nomeada “a filha desta nação” pelo presidente Peter Mutharika. Afinal, Madonna já criou fortes laços com o país.

Desde a criação da ONG Raising Malawi em 2006, ela mantém os esforços para ajudar os órfãos e vulneráveis, seja com eventos beneficentes, documentários ou, agora, com o Instituto de Cirurgia Pediátrica e Tratamento Intensivo Mercy James, o primeiro do país.

No entanto, mesmo com imprevistos, contratempos e controvérsias, todo o trabalho de Madonna manterá a conexão com o Malawi por muitos anos. Leia abaixo um pouco da história de Madonna no país.

Continue lendo Os grandes momentos dos 10 anos de trabalho de Madonna no Malawi

Madonna fala sobre Trump, filmes e mais para a Billboard

entrevista-madonna-billboard-magazine-elizabeth-banks

A atriz Elizabeth Banks, que estrelou “Destino Insólito” com Madonna em 2002, a entrevistou para a mais recente edição da revista Billboard de dezembro. Não deixe de ler!

Onde você está hoje?
Estou em Nova York, tentando organizar meu evento de arte para o “Raising Malawi”. Apenas lidando com artistas e gente temperamental.

Quantos artistas serão apresentados?

Serão provavelmente 12 trabalhos de arte. Eu quis dar preferência a artistas que eu coleciono ou amigos, ou até mesmo arte da minha própria coleção. No início, seria apenas arte, mas agora temos experiências, então estou tentando deixá-las o mais interessantes possível. Por exemplo, uma peça é de uma viagem minha ao Malawi, o berço de meus filhos David e Mercy. Outra é de um jogo de pôquer com Jonah Hill e Ed Norton, além de uma na casa de Leonardo DiCaprio em Palm Springs. Não achei que seria tão complicado, mas, enfim, é a vida. É complicado porque mexo com tudo: a iluminação, as cortinas, as flores, a decoração, a comida. Já provei muito vinho ruim. Este leilão é uma extensão minha, então quero que tudo esteja lindo e de bom gosto. Fica cansativo porque preciso estar presente em todos os aspectos: quem vai falar, os figurinos, as músicas…

Continue lendo Madonna fala sobre Trump, filmes e mais para a Billboard

Madonna busca resolver controvérsias no Malauí

madonna malauí

Madonna buscou deixar no passado as controvérsias sobre a sua relação com Malauí no domingo, 10, em uma visita ao país onde adotou dois de seus filhos. Ela supervisionou a construção de uma unidade pediátrica financiada por sua fundação. “Estamos muito contentes”, disse à imprensa a diva da música pop, que apareceu alegre na visita à unidade pediátrica que sua fundação beneficente, a Raising Malawi, está construindo no hospital Rainha Isabel, na capital comercial do Malauí, Blantyre. “Esperamos que esteja pronta e funcionando em 2017”, acrescentou.

Continue lendo Madonna busca resolver controvérsias no Malauí

Madonna e o Presidente do Malawi Peter Mutharika

Madonna e o Presidente do Malawi Peter Mutharika12

O Presidente do Malawi, Professor Peter Mutharika, nomeou Madonna como Embaixatriz da Boa Vontade para o Bem-Estar da Criança do Malawi nesta sexta, 28. O secretário-chefe do governo George Mkondiwa confirmou a informação e disse que a nomeação do Presidente teve “efeito imediato”.

Ele conheceu Madonna juntamente com os filhos nascidos no Malawi, Mercy e David, no Palácio Kamuzu, em Lilongwe. É fato que ele já tivera conflitos com o ex-presidente Joyce Banda.

“Obrigado por me receber aqui. Eu era muito fã do seu irmão, e ele foi muito gentil conosco”, disse Madonna a respeito do irmão mais velho de Mutharika, Bingu Wa Mutharika, que governou até a morte em 2012.

O Chefe de Estado do Malawi agradeceu à popstar por trazer David e Mercy de volta ao país de origem. “Meu governo sempre foi grato à paixão de Madonna por este país”, afirmou o Presidente. Mutharika disse também que a paixão da cantora se dirigia “especialmente à pobreza e às dificuldades enfrentadas pelos órfãos e crianças vulneráveis do Malawi, através da fundação de caridade Raising Malawi”.

Ele agradeceu Madonna por concordar em custear a construção de uma nova Unidade de Terapia Intensiva e Cirurgia Pediátrica de última geração no país. “Peço que continue seu trabalho em melhorar a educação neste país”, afirmou. “Você também deve motivar David e Mercy a trabalharem duro na Educação”.

Durante a conversa, Mutharika disse que Madonna se mostrou “muito comprometida em ajudar a construir mais salas de aula nas escolas do Malawi”. Por fim, o líder se descreveu como “fã da música dela”.

Atualmente, Madonna está visitando o Malawi, onde tem trabalhado desde 2006 com sua Organização Não-Lucrativa Raising Malawi. Esta foi a primeira visita de Madonna em mais de um ano, após ter aberto mão de sua posição VIP pelo ex-presidente Joyce Banda, em meio a controvérsias sobre o cancelamento dos planos de uma academia para meninas.

A academia se viu cheia de acusações de má administração e o projeto foi substituído por planos de construção de escolas para alcançar mais crianças.

Madonna: “Os Malawianos merecem muito mais do que a corrupção”

madonna malawi 2014

Madonna lançou um comunicado a respeito do atual estado político do Malawi após a presidente Joyce Banda tentar anular uma eleição a qual ela poderia perder.

O site oficial do Raising Malawi postou:

“Estou muito triste de ver que, por causa de ações de sua Presidente, os Malawianos continuarão sofrendo. Em meu trabalho filantrópico, vi as profundezas da corrupção no governo do Malawi. Posso apenas esperar mudanças, pois os Malawianos merecem muito mais.” – Madonna

Alguns trechos interessantes de um artigo do The Guardian:

“Citando ‘irregularidades fraudulentas e desenfreadas’, Banda declarou a pesquisa nacional como ‘nula e vazia’. Eleições recentes deveriam acontecer em 90 dias, mas ela não se candidataria, segundo ela, para ‘dar aos Malawianos uma eleição livre e justa’. ‘Como presidente, usei os poderes conferidos a mim pela Constituição’.”

A comissão eleitoral nacional contestou o anúncio da anulação, dizendo que ela não detinha o poder de cancelar eleições, mergulhando o Malawi numa crise constitucional. Maxon Mbendera, presidente da comissão, insistiu que a pesquisa foi “válida” e Banda estava “desesperada”. A alta corte do Malawi expediu um mandado, impedindo Banda de interferir no processo eleitoral.

Madonna e a presidente do Malawi Joyce Banda nem sempre concordaram em opiniões.

“Madonna veio ao Malawi construir uma escola como a que Oprah (Winfrey) construiu na África do Sul, mas mudou de ideia. Discordo de muitas coisas sobre adoção de crianças e a desistência, e daí a volta pra construir escolas comunitárias”, criticou a presidente.

A tensão entre Madonna e o governo do Malawi continua. “(A irmã da presidente) agora usa seu cargo (de Secretária Principal) no Ministério da Educação, para levar problemas a Madonna. Ela usa seu escritório para se vingar e buscar seus interesses financeiros”. Em outro comunicado, Madonna continua: “É angustiante saber que investi milhões de dólares na construção de escolas e ver um governo corrupto criar obstáculos em projetos que levaria educação para milhares de crianças.”

Desta perspectiva, o trabalho de Madonna no país continuará encarando desafios enquanto a atual administração estiver no poder.

Água fria nos projetos de Madonna no Malawi

madonna-malawi

Água fria nos projetos de Madonna no Malawi. O sonho da cantora de realizar trabalhos de caridade no país continuará em risco se forem verdadeiras as informações de um jornal local, de que o Conselho de Organizações Não-Governamentais recusou uma inscrição da rainha do pop de ter seu fundo de garantia registrado no Malawi.

Madonna está conectada à ideia de ser o “cérebro” por trás do fundo Raising Malawi, embora outros relatos indiquem que ela é apenas um dos membros do Conselho.

O jornal Sunday Times citou uma fonte secreta da comunidade da Sociedade Civil do Malawi, que revelou que o governo de Joyce Banda está deliberadamente frustrando qualquer ação de Madonna, classificando a situação entre o presidente Joyce Banda e ela como “sangue ruim”.

“Sob essa perspectiva, o trabalho de Madonna irá continuar enfrentando desafios enquanto a administração atual permanecer ditando as regras”, a fonte citada afirmou.

A fonte também disse que alguns oficiais do governo estão pressionando o conselho das ONGs a não aceitar a inscrição de Madonna. O dirigente do Conselho das ONGs no Malawi, Emily Banda, recusou as solicitações e revelou que Madonna não possui nenhuma ONG no Malawi, mas faz parte de algumas ONGs, incluindo o fundo Raising Malawi.

“Permita-me mencionar que Madonna, a artista, não possui uma ONG inscrita; ao invés disso, Madonna faz parte de várias organizações inscritas. Lembro-me de uma que não foi registrada, o fundo Raising Malawi, Banda contou ao jornal. Ela afirmou que o fundo falhou em cumprir com os requisitos da inscrição.

O presidente da ONG, entretanto, não pôde eliminar completamente o fundo Raising Malawi, e disse que ainda há chance se os documentos forem entregues.

Enquanto isso, 380 ONGs foram registradas, de acordo com Banda. Ela, entretanto, pediu a todos para sempre cumprirem as leis de registro do país. Se falharem, pagarão multa ou serão recusados.

Madonna faz turismo aumentar em Malawi em quase 200%

madonna-malawi

Diva, poderosa, influente. Madonna está fazendo um país do Sudeste da África acontecer! Para quem nem sabia que ele existia ou só ouvia falar, principalmente por causa da miséria do lugar, agora está sabendo: A Rainha do Pop está levando turistas para o Malawi.

Nos últimos setes anos, o volume de visitantes na região aumentou até 181%, de acordo com a rede de notícias BBC. E só por causa dela. Desde que adotou duas crianças do país, o Malawi vem recebendo pessoas de todos os lugares. Recentemente a cantora esteve por lá para inauguração de escolas que ela havia mandando construir. É aquela história né: se a Madonna vai, eu também vou.

“Eu não tenho intenção de me distrair com alegações ridículas,” diz Madonna

madonna-malaui2013Madonna rebateu as alegações do presidente Joyce Banda, que afirmou que a cantora exigiu tratamento VIP para ela e sua comitiva em um aeroporto e uma audiência com o líder da nação, durante sua recente visita ao país africano para supervisionar sua instituição de caridade Raising Malawi. A rainha do pop acusou o presidente de espalhar “mentiras”.

Em um comunicado divulgado através de sua instituição, a estrela de 54 anos disse: “estou triste que o presidente do Malawi, Joyce Banda, optou por lançar mentiras sobre o que temos feito, minhas intenções, ou como eu me porto ao visitar o Malawi. Eu não tenho nenhuma intenção de me distrair com estas alegações ridículas”.

A estrela pop – que tem dois filhos adotados do país assolado pela pobreza, David e Mercy – passou a insistir que a disputa política não vai impedi-la de continuar com seu trabalho de caridade, que inclui a construção de escolas para a educação das crianças mais jovens do país.

“Vim para o Malawi há sete anos com boas intenções e voltei no início deste mês para ver as novas escolas que construímos. Não pedi ou exigi tratamento especial no aeroporto ou em outro lugar durante a minha visita. Não vou ser desencorajada pela agendas de outras pessoas políticas. Fiz uma promessa para as crianças do Malawi e eu estou mantendo a promessa”.

A declaração de Madonna chega apenas 24h depois do governo de Banda divulgar um comunicado contundente, alegando que a estrela queria tratamento vip. “Se o argumento é que, porque ela é uma estrela de renome internacional, Madonna acredita que merecia ser tratada de forma diferente de outros estrangeiros que visitam, vale a pena fazê-la ciente de que o Malawi já recebeu muitas estrelas internacionais, incluindo Chuck Norris, Bono, David James, Rio Ferdinand e Gary Neville, que nunca exigiram atenção do Estado ou decoro apesar de sua estatura igualmente deslumbrante. Para Madonna, o governo do Malawi e a sua liderança deveria ter desenrolado um tapete vermelho e dado 21 tiros na selva em sua homenagem, porque ela acredita que, como uma estrela, ela automaticamente uma candidata ao tratamento VIP”, divulgou o governo.

Um porta-voz do Grupo Global de Filantropia, que supervisiona o trabalho de caridade de Madonna no Malawi, marcou as reivindicações do governo como “absurdas”, e insistiu que a cantora estava sendo alvo do presidente após a sua irmã ser demitida do cargo de chefe da organização do Raising Malawi, devido a preocupações sobre a má gestão de US$ 3,8 milhões.

Madonna corta relações com a Cabala após desvio de dinheiro

madonna-cabala-malaui

As relações entre Madonna e a Cabala estão estremecidas após 17 anos de dedicação. A rainha da música pop informou o governo norte-americano que a organização mística judaica não presta mais apoio para a Raising Malawi, instituição de caridade sem fins lucrativos que apoia crianças carentes do país africano.

No documento fiscal, Madonna declara que a Cabala não faz mais parte do conselho administrativo da Raising Malawi, colocando seu empresário pessoal, Guy Oseary, como substituto na função (Foto 1 do documento no final da matéria).

Segundo o site Radar Online, o Centro Internacional da Cabala, baseado em Los Angeles, foi acusado anteriormente de desviar US$ 3.8 milhões de doações sem investir nos projetos determinados pela Raising Malawi.

O documento afirma que a Cabala deixou de servir de apoio para a Raising Malawi em 16 de março de 2011, e agora as duas instituições são independentes. Depois disso, a Cabala chegou a doar quase US$ 2 milhões para a organização de Madonna (Foto 2 no documento no final da matéria).

Nos últimos 17 anos, a cantora tem sido uma das maiores divulgadoras da Cabala, assim como Demi Moore e Ashton Kutcher.

E em visita ao Malauí…Madonna perde tratamento VIP….

Depois de uma reclamação da presidente do Malauí sobre Madonna, a cantora perdeu o tratamento VIP no país africano. A informação é do jornal britânico “The Telegraph”.

Uma mudança no protocolo, que de acordo com o jornal foi instruída pelo alto escalão, significou que a cantora teve que entrar na fila, com toda a sua comitiva e crianças, para fazer o check-in, além de ter que passar pela segurança do aeroporto no terminal para passageiros comuns.

Segundo o jornal, Madonna e o seu porta-voz ficaram irritados com a situação, mas os filhos da cantora ficaram aparentemente encantados em ver como as pessoas fazem.

A discussão aconteceu entre a cantora e as autoridades do Malauí. O ministro da educação do país acusou a cantora de “exagerar” na extensão do seu trabalho de caridade no país e o pedido por Madonna de uma audiência com a presidente Joyce Banda foi ignorado.

O porta-voz da cantora afirmou que a presidente estava agindo com rancor já que a irmã dela, Anjimile Oponyo, estava contra a cantora – Oponyo foi demitida do cargo de chefe da fundação de caridade por causa de um susposto roubo. As alegações foram negadas por Oponyo.

Enquanto não foi confirmado se a presidente ordenou a mudança de tratamento com a cantora, ela reclamou durante entrevista do atendimento VIP que é feito com Madonna desde a sua chegada ao país. “Ela veio sem avisar, passou pelas aldeias e fez as pessoas dançarem para ela. Funcionários da imigração abriram a área VIP para ela só porque anteriormente ela gostou desse status”, disse a presidente para um jornalista que cobriu a visita da cantora ao país.

O chefe da imigração, Hudson Mankhwala, disse que para que seja concedido o tratamento VIP, as autoridades têm de serem informadas da visita e da sua finalidade com antecedência. Ele disse que não poderia comentar o status de Madonna porque o governo do Malauí não foi notificado oficialmente da sua visita.

A visita ao Malauí

Madonna desembarcou no país africano no domingo, 31. Na terça-feira, 2, Madonna foi visitar uma escola no Malauí acompanhada dos filhos que ela adotou no país, David Banda e Mercy James. Recentemente, ela ajudou a construir dez escolas no país. Mais de quatro mil crianças estão sendo atendidas pelas escolas.

Na quarta-feira, 4, a cantora esteve em um hospital no Malauí. Ela compartilhou registros da visita em seu Instagram. Em um deles, ela aparece conversando com um médico e escreveu a seguinte legenda na rede social: “With Dr. Borgstein, my Hero! Pediatric surgeon at Queen Elizabeth Hospital in Blantyre. 500 surgeries a year! He saves lives. ThAt’s TALENT!” (em tradução livre, “Com o Dr. Borgstein, meu herói! Cirurgião pediátrico no hospital Queen Elizabeth em Blantyre. 500 cirurgias ao ano! Ele salva vidas. Isso é talento!”).

madonna-malaui-instagram

Na sexta-feira, 5, Madonna compartilhou em seu Instagram uma imagem em que aparece conversando com uma criança – que estava vestindo uma camisa com os dizeres “One love” (“Um amor”) – no Malauí. Também na rede social, ela ainda publicou uma imagem em que aparece dançando e escreveu: “Dancing with the Agogo”s at the Orphan Care Center in. Namitete!” (em tradução livre, “Dançando com Agogo no Orphan Care Center em Namitete!”).