Roupa de Madonna para ensaio da L’uomo Vogue é roubada

madonna L’uomo Vogue 2014

O recente ensaio fotográfico de Madonna para a marca L’uomo Vogue foi boicotado após alguns itens bem caros de lingerie, aparentemente, terem sido roubados. Um sutiã italiano de renda no valor de 2.545 dólares, uma calcinha de 345 dólares e algumas cuecas de 515 dólares foram reportados como desaparecidos da loja New York’s Highline Stages na manhã de 21 de março.

“Era um ensaio da Madonna para a marca L’uomo Mag e seria ideal se alguém achasse a bolsa de lingerie”, um representante da designer Deborah Marquit confirmou por e-mail. “Deborah adoraria reaver as peças de sua coleção”.

Segundo o relatório, arquivado pelo Departamento de Polícia de Nova York, um assistente colocou a bolsa com os itens embaixo de uma cadeira por volta das 16h. Quando o ensaio terminou, logo após a meia-noite, a bolsa não estava mais lá. A designer também mandou um e-mail ao website, no qual diz acreditar que tudo é apenas um mal-entendido e que os itens serão devolvidos, ao invés de ser um roubo.

“Sofri uma perda e gostaria que as peças fossem devolvidas”, ela escreveu. “Tenho certeza de que ninguém da equipe do ensaio é suspeito, já que isso nunca aconteceu antes. Há muitas pessoas envolvidas em ensaios e, talvez, quem os encontrou, devolverá”.

Madonna ficou bastante animada com o ensaio para a versão masculina e italiana da Bíblia da Moda, brincando com seu lado andrógino em ternos, dentre outras coisas. “Trabalhando com Armani para L’uomo Vogue! #artforfreedom”, ela legendou em uma foto dos bastidores em seu traje de três peças, completo com uma boina de pajem, postada no Instagram no dia seguinte.

Ela também compartilhou uma foto que parece ser do mesmo ensaio, na qual ela veste um sutiã de cetim azul royal e um espartilho, combinando com a gravata, com um braço levantado e revelando cabelos em sua axila. “Cabelo grande…nem me importo!!! #artforfreedom #rebelheart #revolutionoflove”, ela escreveu na legenda.

A cantora de Like A Virgin ainda responderá às acusações. Enquanto isso, foi noticiado que Miley Cyrus se juntará a Madonna como curadora de seu projeto Art For Freedom no mês de abril. Lançado em setembro, artistas de todos os gêneros e mídias são encorajados a postar seus trabalhos, com os artistas colaborando para escolher qual será apresentado no website.

“Nunca houve um momento mais crucial para participar e ajudar a mudar o mundo”, Madonna afirmou. “Me inspiro tanto nos trabalhos de todos desde que começamos e recebi Miley, juntamente com seus fãs, para se expressarem artisticamente e compartilhar suas ideias criativas sobre os direitos humanos e a liberdade de expressão. Miley e eu queremos ouvir suas vozes no formato que vocês escolherem a partir de abril”.

Aos 21 anos, Miley, que segue os passos de Katy Perry, curadora do projeto em janeiro, completou: “A arte fala em volumes – fico feliz de me juntar a Madonna para encorajar as pessoas a fazerem suas vozes serem ouvidas no site artforfreedom.com. É o lar ideal para ver como cada um de nós pode participar e mudar o mundo para melhor”.

No fim do mês, Madonna e Miley nomearão o trabalho vencedor, com um prêmio de 10 mil dólares, a ser doado a alguma instituição sem fins lucrativos de escolha do ganhador.