“Body Shop”, “Veni Vedi Vici” e “Bitch, I’m Madonna”

madonna-novo album 2014

O site Madonnarama confirmou que Madonna já gravou mais de 40 canções diferentes em vários estilos para o novo álbum. Ela trabalhou com muitos produtores e colaboradores, incluindo Avicii, Diplo, Natalia Kills, Martin Kierszenbaum, S1, Toby Gad, MoZella, MNEK e até Pharrell!

Eis alguns detalhes sobre as novas faixas:

BODY SHOP
Produced por Toby/Mozella/S1, Body Shop é uma faixa ótima! É uma canção agitada, com um ótimo som-base. É possível ouvir guitarras, palmas, um piano no fim e alguns sintetizadores.

Madonna lida com sexualidade aqui. Ela compara o corpo com um carro cheio de curvas, transmissões e ignição. Daí, ela pede ao cara que trabalha na Oficina de Corpos para cuidar dele durante a noite e fazer o que quiser. Ir à oficina nunca pareceu tão sedutor quanto na história de Madonna.

A canção inclui os versos: “Você comanda e eu sento em cima (…) Eu andaria pela escuridão da noite com você”. É uma canção muito sensual, com um som eletrônico/oriental e uma letra bacana, que merece mais do que os vocais filtrados utilizados na demo.

Lembre-se de que nenhuma lista final de canções foi decidida e que as afirmações são sobre as demos, não sobre o material finalizado.

BITCH, I’M MADONNA
Esta é uma canção cativante e divertida. Musicalmente, é um reflexo do trabalho do produtor Diplo, e pode até ser a “estranha canção” à qual ele se referiu em uma entrevista recente.

É simplesmente pura diversão, sem pretensões, com uma letra boba, sobre uma festa na piscina alucinante, até os vizinhos chamarem a polícia. É uma celebração, com letras que dizem: “Vamos com tudo ou vamos pra casa. Vamos a noite toda…porque eu sou uma vadia má”, sendo que parte da letra foi postada no Instagram pela própria Madonna.

VENI VEDI VICI
Em cada verso de Veni Vedi Vici, Madonna meio que canta um rap com a voz baixa, enquanto mantém o ritmo. É muito diferente do rap de American Life. O refrão traz o som do violão, com uma energia pop. Madonna também canta os vocais de apoio, cantando no início do rap até os versos.

Há também uma canção meio retrospectiva, com letras que abordam a carreira e algumas notícias sobre ela (dos últimos 30 anos). Veni Vedi Vici é uma canção pop/hip-hop reflexiva, na qual Madonna lembra dos anos passados como artista e como ser humano.

Nos versos, Madonna gentilmente canta um rap, usando títulos de canções passadas como letra. “Eu aproveitei um feriado…”, “Eu caí no ritmo…”, “A música salvou a minha vida…” e por aí vai, citando ou se referindo a Borderline, Vogue, Express Yourself, Justify My Love, Ray Of Light, Music e até mesmo The Power Of Goodbye.
Madonna conta: “Vim, vi e venci” (Veni Vedi Vici) em um refrão verdadeiramente pop, sendo, definitivamente, a melhor parte da canção.