Arquivo da tag: Time

Mariah Carey tem a carreira mais bem-sucedida nos EUA que Madonna, apenas

madonna e mariah carey billboard

Michael Jackson e Madonna são chamados de rei e rainha do pop, Miley Cyrus tenta se firmar como princesa, contudo, é de Mariah Carey o posto de cantora mais bem-sucedida do estilo musical. Pelo menos de acordo com um levantamento divulgado pela revista americana Time. A publicação usou como critério para montar o ranking o número de vezes em que cada artista esteve entre as dez primeiras posições no ranking da Billboard 100 – principal parada americana que elenca as músicas mais vendidas no período de uma semana – desde 1960.

Dependendo da posição conquistada pela música no ranking da Billboard, o artista recebia entre 1 – para o décimo lugar – e 10 pontos – para o primeiro. A pontuação era multiplicada de acordo com o número de semanas em que cada canção permanecia em determinada posição. As colaborações com outros cantores também foram levadas em consideração.

Mariah Carey liderou a lista com 1.901 pontos ao longo da carreira. Ou seja, ela emplacou mais hits que permaneceram por mais tempo no topo da parada americana do que os demais cantores. Em segundo lugar aparece Rihanna, com 1.800 pontos, seguida por Usher, com 1.778. O cantor americano, inclusive, é o maior pontuador no período de um ano. Só em 2004 ele emplacou cinco músicas entre as dez primeiras do Billboard 100, sendo que quatro delas atingiram o topo da parada. Madonna ficou com o quinto lugar, com 1.414 pontos, enquanto Michael Jackson ocupa a sétima posição, com 1.136 pontos. Miley Cyrus, pobrezinha, ficou longe dos primeiros lugares, e, por enquanto, deve se conformar com a 51º posição da lista e meros 338 pontos.

Contudo, o ranking da Time não leva em consideração o tempo de carreira do música ou sua relevância no cenário cultural. Mariah e Madonna, por exemplo, podem ser comparadas em relação a tempo de estrada e vendas (Madonna tem 300 mihões de discos vendidos enquanto que Mariah, 180 milhões), porém, a diva de gritos agudos não emplaca um hit desde 2009, quando chegou ao sétimo lugar da parada americana com Obsessed. Já Madonna, além de datar de 2012 sua última aparição no ranking de sucessos, deter inúmeros recordes, ter a tour solo mais bem-sucedida de todos os tempos e ter entrado no Guiness Book como artista mais bem-sucedida da história por duas vezes, tem um histórico que inclui influência na moda, na cultura pop e no comportamento jovem e, até hoje, movimenta novidades quentes ao redor do seu nome. Assunto que Mariah, infelizmente, deixa a desejar.

Revista TIME elege Borderline como uma das 100 Melhores Músicas Pop

A revista TIME publicou a relação das 100 Melhores Músicas Pop de Todos os Tempos, numa retrospectiva desde os Anos 20 até 2010 e Borderline da Madonna foi escolhida como uma delas. Confira o comentário feito pela jornalista Radhika Jones:

Quando Borderline foi lançada em fevereiro de 1984, eu tinha 11 anos: não tão velha para ser apaixonada por um menino e na idade certa para me apegar a uma canção pop. Eu e minhas coleguinhas da escola católica caímos de paixão e queríamos ser como Madonna – cabelo desarrumado moldado com muito mousse e uma fita, luvas sem dedo e sem aquele nosso uniforme do colégio. O que nos ligou tanto em Borderline? A voz, o olhar de irmã que Madonna passava no vídeo, o tipo de mulher que ela estava tentando ser, a frustração tentadora de não estar apenas apaixonada mas de parecer ter um amor incerto. Madonna começou a cantar canções mais espertas, como Material Girl, mais vistosas, como Like a Prayer, mais sexys, Justify my Love, entre outras. Mas Borderline, um de seus grandes hits, captura a essência do apelo pop com frescor, simplicidade e vitalidade.

Madonna é a 11ª mulher mais influente do século XX

 A revista Time publicou nesta quinta-feira,19, sua lista das 25 mulheres mais poderosas do mundo no século XX, em relação liderada por Jane Addams, a primeira americana a ser premiada com o Nobel da Paz, e que conta com Madonna, Hillary Clinton e Angela Merkel.

Segundo a publicação, Jane lidera a lista por seu trabalho em defesa do voto feminino e pelos direitos trabalhistas das mulheres, assim como por sua atitude como pacifista.

Na sequência aparecem, respectivamente, Corazón Aquino, ex-presidente das Filipinas, e a bióloga americana Rachel Carson, fundamental para o início do movimento ecológico.

Em quarta está a estilista francesa Coco Chanel, e, em quinta, a cozinheira americana Julia Child. Completam os dez primeiros lugares a ex-primeira-dama americana e atual secretária de Estado Hillary Clinton, a cientista polonesa Marie Curie, a cantora americana Aretha Franklin, a política indiana Indira Gandhi e a americana Estée Lauder, criadora da empresa cosmética que leva o seu nome.

Figuram na lista ainda a cantora Madonna (11ª), a política israelense Golda Meir (13ª), e a atual chanceler alemã, Angela Merkel (14ª).

Nos cinco últimos lugares da relação são citadas a empresária americana Martha Stewart, madre Teresa de Calcutá, a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, a apresentadora de televisão Oprah Winfrey e a escritora inglesa Virgínia Woolf.