Arquivo da tag: and

Som da Sicky & Sweet Tour, de Madonna, é arrematado por boite carioca

Madonna trouxe em 2008 sua turnê Sticky & Sweet Tour para o Brasil. O show deixou saudades, mas agora, além de Jesus Luz, um pedacinho da passagem da material girl ficará em definitivo por aqui.

É que a Barra Music, mais nova casa de espetáculos carioca, que será inaugurada dia 9 novembro, adquiriu parte do equipamento de som da última turnê mundial da musa pop, através da Sunshine, empresa paulista que ficará responsável pelo som e luz da casa.

Numa iniciativa inédita no país, as moderníssimas caixas de som destinadas ao retorno do áudio amplificado para o público, conhecidas como PA (sigla em inglês para Public Address), farão parte do local. (Bruno Astuto)

DVD Madonna – Sticky & Sweet Tour Round II 2009 – deluxe – 2 DVDs.

dvd-sscapa-madonna

DVD da segunda fase da tournê “Sticky & Sweet Tour”. Duplo.

Intro
Candy Shop
Beat Goes On
Human Nature
Vogue
Die Another Day
Into The Groove
Holiday
Dress You Up
She’s Not Me
Music
Here Comes The Rain
Devil Would’nt Recognize You
Spanish Lesson
Miles Away
La Isla Bonita
You Must Love Me
Get Stupid 2009
4 Minutes
Like A Prayer
Frozen
Ray Of Light
Give It To Me

 madonna-dvd-sticky&sweet2009

madonna-dvd-sticky&sweet2009-extras

Extras

Human Nature (Feat Britney Spears)
4 Minutes (Feat Justin Jimberlake)
Borderline (Live)
Heartbeat (Live)
Hung Up (Live)
Under The Rain
The Last Show
Funny Moments
Request Songs : Material Girl – Secret – Open Your Heart – Everybody – Sorry -Dress You Up
Madonna Mission (Jay Leno’s Show)

Sandra Bernhard fala sobre a ex-amizade com Madonna

A relação de amizade que existe entre Sandra Bernhard e Madonna é algo interessante, muitas vezes é difícil distinguir amizade de inimizade.

Sandra não fugiu ao assunto quando foi perguntada por Wendy Williams no programa Wendy Williams Show, sobre como anda sua amizade atualmente com Madonna, usando de muito cinismo Sandra respondeu todas as perguntas:

Wendy Williams: Vamos falar um pouco agora sobre sua antiga amizade com Madonna? Essa amizade ainda esta viva?

Sandra: (Cantando) Antigamente Madonna tinha uma fazenda (brinca)? Não!

Wendy Williams: E o que você pensa sobre isso agora?

Sandra: Eu estou de bem com Madonna, apenas não somos mais amigas, é? Isso é uma chatice? Acho que mais chato era quando éramos super amigas.

Wendy Williams: Vocês eram como Patsy e Edina.

Sandra: Sim, nós realmente éramos. Ela veio a um Show meu em 1988, entrou nos bastidores e, em seguida, nós começamos a sair. Eu acho que até certo ponto aquilo foi como uma simples relação entre duas artistas? Não era nada sobre publicidade, isso era legítimo, naqueles dias antes de internet, antes de TMZ.

Wendy Williams: Então você estava sendo apenas você mesma…

Sandra: Eu e Madonna gostávamos de sair, eu penso que nós éramos uma grande exemplo de duas mulheres sendo amigas, o mais triste foi ver nossa amizade se dissolvendo, eu teria gostado de ter levado nossa amizade a frente. Mas certas pessoas não são capazes de lidar com esse tipo de amizade. Aquele também não era meu estilo, eu gosto de ter amigos pra vida toda.

Wendy Williams: Será que eu fui à única pessoa a sentir que ainda há algo amargo entre vocês?

Sandra: Não há nada amargo.

Wendy Williams: Você a perdoaria?

Sandra: é tudo bem, tudo é perdoado, você saberá disso quando visitar a Kabbalah.

Turnê de Madonna consolida posto de “rainha do pop”

Não é à toa que Madonna optou por surgir no palco da turnê Sticky and Sweet sentada de forma desleixada em seu trono. Aos 50 anos, e aparentemente longe de uma aposentadoria, a cantora norte-americana consolidou seu posto de “rainha do pop” com uma bem-sucedida série de shows que lotou estádios na Europa, Estados Unidos, México, Argentina e se encerrou neste domingo no Brasil.

A Madonna que o Brasil acompanhou nos últimos dias é uma popstar “à moda antiga”. Em uma geração conduzida por Britney Spears e Amy Winehouse, as notícias sobre escândalos e polêmicas ganham mais espaço do que a produção de música em si ou o delírio do público que invade estádios para ver seu ídolo.

Na contramão das notícias que alimentam os tablóides, Madonna consegue se esquivar de fotos e lidar com o divórcio do diretor Guy Ritchie sem alardes ou declarações polêmicas. Com esquemas de segurança complexos, a cantora apareceu poucas vezes para o público enquanto esteve no Brasil como se mandasse o recado: “assistam ao show”.

Ao invés de baladas e flagras sem calcinha durante festas badaladas, o que se vê de Madonna nos últimos tempos é uma cantora sem medo de se reinventar e correr atrás do que é novo. Sem ficar presa no estilo que a consagrou, uniu forças com nomes como Timbaland, Justin Timberlake, Pharell e Kanye West em parcerias que renderam hits que dominaram as paradas ao redor do mundo.

Para quem acha que produzir sucessos em estúdio é tarefa fácil, o próximo desafio de Madonna foi fazer as malas e colocar o pé na estrada. Aos 50 anos e com três filhos, a turnê Sticky and Sweet já garantiu um capítulo especial na história da música. Com uma produção e equipamentos de ponta que ofuscariam apresentações de U2 e Rolling Stones, a seqüência de shows lotou estádios e elevou o show para o patamar de um espetáculo digno da Broadway.

É verdade que tamanha tecnologia traz à tona algumas imperfeições, como a ajuda playback, recurso usado durante os momentos mais complexos de coreografia. Embora a presença destes elementos deixe a apresentação em alguns momentos artificial, o espetáculo em si não perde a magia exatamente em função de sua magnitude.

O fato é que com playback, chuva ou enfrentando um divórcio, Madonna perdeu a pose e arrancou gritos por onde levou sua turnê “grudenta e doce”. Talvez seu único momento emocional tenha sido ao cravar um ponto final em Sticky and Sweet, em São Paulo, neste domingo. A cantora não conseguiu segurar as lágrimas e se emocionou com o carinho do público. “Nós nos divertimos muito no Brasil, que lugar ótimo para finalizar uma turnê. Nós vamos voltar”, disse.