Madonna contra-ataca em processo sobre academias Hard Candy

madonna-Hard-Candy-Fintess-Moscow-Russia19

A marca de produtos de beleza e moda Hard Candy processou a cantora Madonna e seu empresário Guy Oseary por violação de direitos autorais e competição injusta, alegando que a popstar roubou o nome da empresa para vender seus produtos de fitness em 2011, mesmo após a solicitação de Patentes e Marcas Registradas dos EUA ter sido rejeitada. Mas, agora, Madonna afirma que, por nunca ter tido negócios na Flórida (Hard Candy é uma empresa sitiada na Flórida), a Corte não possui jurisdição sobre eles.

“Talvez esta Corte não possa exercer jurisdição geral sobre qualquer um dos réus, já que nenhum deles possui ‘contatos de negócios contínuos e sistemáticos’ com a Flórida para que possam ter ‘se envolvido em atividade substancial e não-isolada dentro do estado’”, afirma um documento.

Madonna também argumenta que nem ela, nem o empresário, tomaram decisões sobre o gerenciamento da marca. Na verdade, ela alega ter apenas a decisão final nos aspectos criativos do negócio – não decisões operacionais. Madonna afirma que teve apenas dois encontros com HCF, a empresa terceirizada à qual ela autorizou o uso de sua marca sem registro.
Por não ter se envolvido com as decisões, Madonna pede que o processo seja arquivado.